Medula Óssea


A medula óssea é um tecido mole que preenche o interior dos ossos, e é um local de produção dos elementos figurados do sangue: hemácias, leucócitos e plaquetas.

Em recém-nascidos a medula vermelha predomina na cavidade medular dos ossos, mas a partir de certa altura na infância ela é substituída por tecido adiposo, constituindo a medula amarela.

No entanto, a qualquer momento que se torne necessário a medula amarela pode se converter em medula vermelha para produzir células vermelhas.

Leia também: Sistema Esquelético e Sangue.

As Células Sanguíneas

O sangue é composto de plasma (parte líquida) e células altamente especializadas. Existem principalmente 3 tipos de células:

Hemácias

As hemácias são chamadas também de eritrócitos ou glóbulos vermelhos. São responsáveis por levar o oxigênio dos pulmões até os tecidos, para isso possuem um pigmento chamado hemoglobina que auxilia na captura do oxigênio. Também transportam o gás carbônico dos tecidos para os pulmões para ser eliminado.

Plaquetas

As plaquetas são também conhecidas como trombócitos. Participam do processo de coagulação do sangue.

Leucócitos

São os glóbulos brancos do sangue. Atuam na defesa do corpo contra agentes infecciosos, destruindo células cancerosas e microrganismos e produzindo anticorpos.

Existem diferentes tipos de leucócitos, sendo divididos em dois grupos principais:os granulócitos (neutrófilos, basófilos e eosinófilos) que tem granulações específicas e vários núcleos de forma irregular e os agranulócitos (linfócitos e monócitos) que não possuem granulações específicas e com núcleo mais uniforme.

Leia mais sobre os leucócitos e o sistema imunológico.

A Hematopoiese

Medula Óssea

O processo de produção, desenvolvimento e amadurecimento das células sanguíneas é chamado de hematopoiese.

Nesse processo, os glóbulos vermelhos (hemácias), os glóbulos brancos (leucócitos) e as plaquetas são formados a partir de uma célula indiferenciada, pluripotente, chamada célula-tronco.

Transplante de Medula Óssea

Em algumas doenças do sangue pode ser necessária a realização do transplante da medula, isto é, a substituição de uma medula doente ou ineficiente por células sadias, a fim de reconstituir a medula.

O transplante é o tratamento indicado na anemia aplástica (tipo grave de anemia em que não há produção de células sanguíneas), em alguns tipos de leucemia (mieloide aguda, mieloide cronica e linfoide aguda), em linfomas e no mieloma múltiplo, entre outras.

Para que seja realizado o transplante deve haver total compatibilidade entre o doador e o receptor da medula para que não seja rejeitada.

Leia mais sobre o linfoma.

Doação da Medula Óssea

A doação de medula é um ato valioso que pode salvar a vida. Utilizando agulhas especiais são realizadas punções nos ossos da bacia, onde é aspirada a medula.

É retirada uma quantidade que não prejudica a saúde do doador, e em poucas semanas a medula óssea do doador se recompõe.