Como calcular a nota do Enem?

Rosimar Gouveia

A nota do Enem é obtida através da Teoria de Resposta ao Item (TRI), que é um método baseado em análises estatísticas que permitem identificar se um participante acertou as questões porque sabe ou se "chutou".

Isso quer dizer que não basta corrigir a sua prova com o gabarito e somar o número de acertos.

Como as questões objetivas são avaliadas?

Cada questão tem um peso. Considerando esse peso, o sistema identifica a coerência das respostas, pois é esperado que os participantes que já dominam uma certa habilidade e competência serão capazes de acertar diferentes níveis de dificuldade.

Uma consequência de empregar a TRI é que participantes que acertem o mesmo número de questões podem ter notas finais bem diferentes. Por exemplo, se o participante acertou muitas questões difíceis e errou a grande maioria das questões consideradas fáceis, o sistema irá identificar uma inconsistência nas respostas, reduzindo a nota deste participante.

Entretanto, ao identificar a incoerência de um acerto, o valor da questão não será desprezado, apenas será atribuído um menor valor. Portanto, é importante acertar o maior número possível de questões fáceis e médias, conforme mostra a imagem abaixo:

TRI cálculo da nota do Enem

Como a redação é avaliada?

Diferente das provas objetivas, a nota da redação apresenta valores absolutos, ou seja, pode variar de 0 a 1000 pontos.

Na redação são avaliadas 5 competências indicadas na tabela abaixo:

Tabela de competências da redação do Enem
Fonte: Inep

Para cada uma dessas competências é atribuído um valor que varia de 0 a 200 e a soma destes valores poderá chegar a um máximo de 1000 pontos. Cada redação é corrigida por dois avaliadores separadamente e a nota final será obtida fazendo a média aritmética dessas duas notas.

Quando houver uma diferença maior de 100 pontos nas notas finais atribuídas pelos avaliadores ou mais de 80 pontos em cada uma das competências, será feita a correção por um terceiro avaliador. Neste caso, a nota final será dada pela média aritmética das duas notas que mais se aproximem.

Entretanto, quando ainda assim continuar havendo discrepância entre as notas, a correção da redação será feita por uma banca formada por outros 3 avaliadores.

Resultado do Enem

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), que é o órgão responsável pelo Enem, divulgou o gabarito oficial das provas objetivas no dia 13 de novembro de 2019. Através do gabarito, o candidato pode ter noção de como foi seu desempenho.

Contudo, os participantes terão acesso às notas das provas objetivas de cada área do conhecimento e da redação somente em janeiro de 2020, em uma data que ainda será divulgada pelo Inep.

Os candidatos que ainda não acabaram o ensino médio (treineiros) só terão acesso a essas informações em Março de 2020, em data ainda não informada pelo Inep.

O que é uma boa nota no Enem?

As provas objetivas do Enem não possuem valores máximos e mínimos absolutos, ou seja, esses valores dependem do desempenho de todos os participantes que fizeram a prova.

Desta forma, o Inep divulga todos os anos as menores e maiores notas obtidas em cada prova. Assim, o participante pode ter uma noção se sua pontuação foi boa ou não.

Na tabela abaixo, apresentamos as notas menores e maiores do Enem 2017 e 2018.

Tabela com as notas máximas e mínimas do Enem

Para saber sobre cada uma dessas provas, veja os textos que preparamos para você:

Rosimar Gouveia
Rosimar Gouveia
Bacharel em Meteorologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em 1992, Licenciada em Matemática pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2006 e Pós-Graduada em Ensino de Física pela Universidade Cruzeiro do Sul em 2011.