Orações reduzidas

Márcia Fernandes

Orações reduzidas são orações introduzidas por formas nominais (infinitivo, gerúndio ou particípio) e que não são acompanhadas por conjunção ou pronome relativo.

Orações reduzidas
de infinitivo de gerúndio de particípio
É provável ele atrasar o treino. Mesmo atrasando o treino, ele disse que viria. Mesmo atrasado, ele disse que viria ao treino.

Pensando sempre em você, o Toda Matéria traz uma lista com todos os tipos possíveis de orações reduzidas. Isso vai facilitar muito a sua vida de estudante. Vamos a elas!

Orações reduzidas de infinitivo (terminação em -r)

Oração subordinada substantiva subjetiva

  • É recomendável beber muita água.
  • Desenvolvida: É recomendável que todos bebamos muita água.

Oração subordinada substantiva predicativa

  • O meu sonho é viajar pelo mundo.
  • Desenvolvida: O meu sonho é que eu viaje pelo mundo.

Oração subordinada substantiva completiva nominal

  • Tenho esperança de tirarem boas notas.
  • Desenvolvida: Tenho esperança de que tirem boas notas.

Oração subordinada substantiva objetiva direta

  • Desejo convidar a vizinha para jantar.
  • Desenvolvida: Desejo que a vizinha venha jantar.

Oração subordinada substantiva objetiva indireta

  • Dar à família más notícias é sempre a pior parte.
  • Desenvolvida: A pior parte é que dou as más notícias à família.

Oração subordinada substantiva apositiva

  • Deu a seguinte ordem: fazer o dever de casa.
  • Desenvolvida: Deu a seguinte ordem: que eu faça o dever de casa.

Oração subordinada adjetiva restritiva

  • Foi o único a lembrar do aniversário do professor.
  • Desenvolvida: Foi o único que lembrou do aniversário do professor.

Oração subordinada adjetiva explicativa

  • O cão, a ladrar de madrugada, é do síndico.
  • Desenvolvida: O cão, que ladrou de madrugada, é do síndico.

Oração subordinada adverbial causal

  • Por estar a chover, assistiremos um filme em casa.
  • Desenvolvida: Assistiremos um filme em casa, porque está chovendo.

Oração subordinada adverbial concessiva

  • A saber a resposta, perguntou se podia ir.
  • Desenvolvida: Apesar de que sabia a resposta, perguntou se podia ir.

Oração subordinada adverbial condicional

  • Sem se esforçar, não chegará a lado nenhum.
  • Desenvolvida: Caso não se esforce, não chegará a lado nenhum.

Oração subordinada adverbial consecutiva

  • Gritou até ficar sem voz.
  • Desenvolvida: Gritou até que ficou sem voz.

Oração subordinada adverbial final

  • Para trabalhar, pega três ônibus.
  • Desenvolvida: Para que vá trabalhar, pega três ônibus.

Oração subordinada adverbial temporal

  • Por dois anos, viver aqui foi a sua maior alegria.
  • Desenvolvida: Quando vivia aqui era muito alegre.

Orações reduzidas de gerúndio (terminação em -ndo)

Oração subordinada adjetiva restritiva

  • Comprando na padaria de costume, conseguimos servir deliciosos bolos frescos a quem vem nos visitar.
  • Desenvolvida: A quem vem nos visitar, conseguimos servir deliciosos bolos frescos que compramos na padaria de costume.

Oração subordinada adjetiva explicativa

  • O cão, ladrando de madrugada, era do síndico.
  • Desenvolvida: O cão, que ladrou de madrugada, era do síndico.

Oração subordinada adverbial causal

  • Por estar chovendo, assistiremos um filme em casa.
  • Desenvolvida: Uma vez que está chovendo, assistiremos um filme em casa.

Oração subordinada adverbial concessiva

  • Mesmo sabendo a resposta, perguntou se podia ir.
  • Desenvolvida: Embora soubesse a resposta, perguntou se podia ir.

Oração subordinada adverbial condicional

  • Esforçando-se, chegarão onde quiserem.
  • Desenvolvida: Desde que se esforcem, chegarão onde quiserem.

Oração subordinada adverbial temporal

  • Vivendo aqui por dois anos, foi muito feliz.
  • Desenvolvida: Quando vivi aqui por dois anos, fui muito feliz.

Orações reduzidas de particípio (terminação em -do)

Oração subordinada adjetiva restritiva

  • Servimos deliciosos bolos frescos comprados na padaria de costume.
  • Desenvolvida: Servimos deliciosos bolos frescos que compramos na padaria de costume.

Oração subordinada adjetiva explicativa

  • Fui acordada pelo vizinho, assustado na porta de casa.
  • Desenvolvida: Fui acordada pelo vizinho, que estava assustado na porta de casa.

Oração subordinada adverbial causal

  • Por ter chovido, assistiram um filme em casa.
  • Desenvolvida: Assistiram um filme em casa, uma vez que o dia estava chuvoso.

Oração subordinada adverbial concessiva

  • Sabida a resposta, perguntou mais uma vez se podia ir.
  • Desenvolvida: Por mais que soubesse a resposta, perguntou mais uma vez se podia ir.

Oração subordinada adverbial condicional

  • Esforçados, chegarão onde quiserem.
  • Desenvolvida: Contanto que se esforcem, chegarão onde quiserem.

Oração subordinada adverbial temporal

  • Após dois anos vividos nesta casa, sentia-se muito feliz.
  • Desenvolvida: Depois de que viveu dois anos nesta casa, sentia-se muito feliz.

Orações reduzidas x orações desenvolvidas

Nas orações desenvolvidas, por sua vez, os verbos são usados no indicativo e no subjuntivo, além do que são introduzidas por conjunção ou pronome.

Exemplos:

  • É importante que você recrie o personagem. (oração desenvolvida - o verbo está conjugado no presente do subjuntivo e é introduzida pela conjunção “que”)
  • É importante recriar o personagem. (oração reduzida - o verbo está no infinitivo e não há presença de conjunção ou pronome)

As orações reduzidas são subordinadas e apesar de não serem acompanhadas por conjunção ou pronome relativo, podem ser introduzidas por preposição.

Exemplos:

  • Eu sou o único que faz o que mandam. (oração desenvolvida)
  • Eu sou o único a fazer o que mandam. (oração reduzida introduzida por preposição)

Que tal recordar Conjunções e Preposições?

As orações subordinadas podem ser

  • substantivas (subjetiva, predicativa, completiva nominal, objetiva direta, objetiva indireta e apositiva)
  • adjetivas (explicativa e restritiva)
  • adverbiais (causal, comparativa, concessiva, condicional, conformativa, consecutiva, final, temporal e proporcional)

Assim, existem vários tipos de orações reduzidas. Como vimos acima, há oração subordinada substantiva subjetiva reduzida de infinitivo, oração subordinada adverbial causal reduzida de gerúndio, enfim, uma série delas.

Mas é importante saber que nem todas as orações subordinadas que existem podem ser reduzidas; algumas delas somente existem na forma desenvolvida.

Quer ficar craque nesse assunto? Não deixe de ler outros artigos relacionados com esse tema:

Márcia Fernandes
Márcia Fernandes
Professora, pesquisadora, produtora e gestora de conteúdos on-line. Licenciada em Letras pela Universidade Católica de Santos.