Pigmeus


Pigmeus são povos africanos que vivem em florestas e, por isso, são chamados de “povos da floresta”. Além do local onde vivem, outra característica marcante é o fato de apresentarem baixa estatura.

No máximo, medem 1,50 m de altura, e talvez seja por isso que a palavra pigmeu tenha origem num termo grego cujo significado seja o mesmo que "antebraço" em português.

Pigmeus

Origem

Os pigmeus são originários das florestas tropicais e equatoriais da África. Foram descobertos há cerca de 2 mil anos e podem ser encontrados nas florestas de países como Angola, Camarões, Gabão, Namíbia, Ruanda, Zaire e outros.

Eles se dividem em grupos: Aka, Baka, Mbuti (os mais conhecidos) e Twa. Cada qual com características culturais particulares, tal como a língua e a diferente forma de desempenhar o ofício da caça.

Segundo estudiosos, o que explica a sua estatura resulta do ambiente em que esses povos vivem. Eles se adaptaram ao ambiente, pois com pouco contato com a luz, eles absorveram pouca vitamina D (responsável pelo fortalecimento dos ossos).

Curiosamente, segundo a lenda, os pigmeus foram muito altos. Eles foram expulsos do local onde viviam e foram obrigados a passar cerca de 3 mil anos privados da exposição solar, o que fez com que não crescessem.

Como Vivem os Pigmeus?

Os pigmeus são bons caçadores. Vivem essencialmente da caça, da fabricação de mel e da venda da cerâmica que fazem artesanalmente. Para a caça utilizam arco e flecha, lança e rede.

Eles se vestem com panos e alguma roupa que ganham ou trocam com sociedades vizinhas.

Esse povo, de tradição milenar, é capaz de promover a sua própria subsistência, pois da floresta tiram tudo o que precisam, desde alimentos até à sua medicina.

Extinção dos Pigmeus?

Apesar da sua autossustentação, inúmeros problemas ameaçam os pigmeus. Atualmente eles têm de conviver com problemas raciais, de nutrição e de saúde.

Os povos pigmeus estão sendo obrigados a se deslocar dos seus territórios florestais. Um dos motivos resultam dos projetos de conservação das florestas. Esses projetos inibem a colheita de frutos da floresta para alimentação e até mesmo a apanha das tradicionais ervas para tratamento de doenças.

Outro motivo de ameaça resulta do fato de suas florestas serem ricas em madeira, o que chama as madeireiras para essas regiões. Seus habitantes passam a ser escravizados pelos negociantes de madeiras ou pelos fazendeiros agropecuários que tomam conta das florestas.

Importa referir que a maior parte dessas florestas não estão protegidas com o reconhecimento de terra de povos indígenas. Isso faz com que os pigmeus percam seus direitos sob as terras e sejam marginalizados.

Ao terem de abandonar suas casas, eles perdem a sua independência em se sustentar. Eles não recebem qualquer tipo de indemnização e acabam caindo na pobreza, passando a mendigar e a conviver com a discriminação.

Os pigmeus são vítimas de canibalismo, enquanto os estupros assolam as pigmeias.

Infelizmente, aos poucos os pigmeus estão perdendo sua identidade cultural milenar.

Que tal conhecer outros povos?: