Problemas Sociais do Brasil

Juliana Bezerra
Juliana Bezerra
Professora de História

Educação insuficiente, desemprego, violência e criminalidade, escassez de moradia, saúde precária, falta de saneamento são alguns dos problemas sociais do Brasil.

Educação

O baixo investimento na educação resulta na escassez de escolas, lotação de salas de aulas e na falta de material nas instituições de ensino. Como consequência, a formação do aluno é muitas vezes falha ou o nível de aproveitamento é baixo.

Como a escola não está preparada para atender os estudantes, alguns não são acompanhados com a atenção adequada. Também existe ainda um alto número de crianças que precisam ajudar suas famílias trabalhando, e por isso, ingressam tardiamente na escola ou a abandonam.

Sem escolaridade, conseguirão empregos mal qualificados, perpetuando o ciclo de pobreza.

Desemprego

Estudos indicam que a baixa escolarização e a pouca qualificação profissional são os maiores obstáculos para a ocupação das vagas existentes no mercado de trabalho.

Para os jovens, especialmente do ensino médio, esse tema é causa de preocupação. Segundo o IBGE, em 2020, 27,1% dos jovens entre 18 a 24 anos, estão desempregados.

Violência e Criminalidade

Uma das causas da criminalidade é a má distribuição de renda e à dificuldade ao acesso à escola. Sem ter iguais oportunidades de escolaridade, transporte e saúde, muitos jovens se veem cooptados para o mundo do crime.

Segundo o relatório da ONU, de 2019, no Brasil 1% da população concentra 28,3% da renda total do país. Por isso, encontramos pessoas que ganham altíssimos salários e outras que ganham muito pouco.

A solução seria promover a inclusão social dos jovens da periferia através da educação formal e a melhoria de instalações urbanas nos setores marginalizados.

Moradia

Segundo dados do IPEA (2009), existe um sério déficit habitacional de 7,9 milhões de casas no Brasil e ainda existem lares sem esgoto, água potável e luz elétrica.

Há famílias que vivem em casas com um número de habitantes muito superior ao número de cômodos. Uma das consequências é a falta de privacidade e a propensão para o surgimento de doenças.

Saúde

O Sistema Único de Saúde (SUS), criado em 1988, tem como objetivo atender gratuitamente toda a população.

Infelizmente, nem sempre isto é possível, e muitos hospitais se encontram lotados, sem equipamentos adequados e sem profissionais em número suficiente para atendê-los. Para se fazer uma ideia, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) recomenda 4 leitos para cada mil nascidos vivos. No entanto, no sistema público brasileiro, esse número é de 1,5 leitos.

Além disso, nem todas as cidades brasileiras dispõem de hospitais, o que agrava ainda mais este quadro.

Saneamento básico

A falta de saneamento básico é uma realidade em muitas casas no Brasil.

Segundo os dados realizados pela Pesquisa Nacional de Saneamento Básico e do Suplemento de Saneamento da Pesquisa de Informações Básicas Municipais, em 2017, cerca de 39,7% dos municípios brasileiros não contavam com o serviço de esgoto sanitário.

Sem o recolhimento adequado das águas sujas e a garantia de receber água limpa encanada, as doenças proliferam.

Neste caso, as disparidades regionais são evidentes. Enquanto na região Sudeste, 91% das casas estão ligadas à rede de esgoto, na região norte, apenas 7,1% dos lares contam com este serviço.

Causas dos problemas sociais do Brasil

Além da concentração de renda, podemos citar outras causas dos problemas sociais no Brasil:

  • Falta de planejamento familiar: muitas famílias não tem acesso a métodos contraceptivos e acabam tendo mais crianças do que poderiam sustentar.
  • Ausência de compromisso dos governantes: certos dirigentes políticos não se esforçam para resolver os problemas sociais na sua região, o que dificulta a erradicação dos mesmos.
  • Corrupção: o desvio de verbas destinadas a hospitais e escolas, bem como o encarecimento de obras de infraestrutura, prejudica a população carente.

Igualmente, constatamos que as regiões norte e o nordeste são mais atingidas pelo analfabetismo e saúde deficiente.

Soluções para os problemas sociais do Brasil

O fato de os problemas sociais estarem interligados torna a sua resolução mais complexa.

Um exemplo: o baixo nível de escolaridade resulta no desemprego ou em subemprego, que reflete na qualidade de vida do indivíduo.

Apenas um bom planejamento com objetivo de atacar as causas desses problemas, abriria espaço para uma solução progressiva.

Temos mais textos para você:

Referências Bibliográficas

Senna, Jhonatan - A incidência da vulnerabilidade social sobre a prática dos atos infracionais do Nordeste brasileiro. Publicado em jus.com.br. 03/2019. Consultado em 07.01.2021.

"Escassez de talento afeta ocupação de vagas no Brasil". Publicado no G1 em 29.09.2019. Consultado 06.01.2021.

"Quatro em cada dez municípios não têm serviço de esgoto no país". Agência Brasil. Publicado em 22.07.2020. Consultado em 07.01.2021.

Atualizado em
Juliana Bezerra
Juliana Bezerra
Bacharelada e Licenciada em História, pela PUC-RJ. Especialista em Relações Internacionais, pelo Unilasalle-RJ. Mestre em História da América Latina e União Europeia pela Universidade de Alcalá, Espanha.