Vôlei de Praia

O vôlei ou voleibol de praia é um jogo disputado numa quadra de areia, dividida na metade por uma rede, por dois ou quatro jogadores.

O objetivo é lançar a bola com as mãos e fazer com que ela caia na quadra do adversário.

A partida dura dois sets de 21 pontos. Em caso de empate, o terceiro set vai até 15 pontos, mas para fechá-lo a equipe deve sempre manter dois pontos de vantagem.

História do vôlei de praia

O vôlei de praia tem sua origem ligado ao vôlei de quadra. Assim como os praticantes do futebol passaram a disputar partidas na areia, os admiradores do vôlei levaram o esporte para as praias.

Há registros de jogos de vôlei de praia em 1915, nas praias do Havaí, Estados Unidos.

Mais tarde, passou a ser jogado na praia de Santa Mônica, na Califórnia. Assim, o que foi uma recreação entre amigos que estavam curtindo o verão, acabou por se tornar um esporte olímpico.

Com a profissionalização do esporte na década de 70, nos Estados Unidos, o vôlei de praia ganha impulso em todo mundo.

Vôlei de praia no Brasil

No Brasil, o vôlei começou nas praias do Rio de Janeiro, na década de 30, e nos anos 50, acontecem os primeiros campeonatos amadores masculinos em Copacabana e Ipanema.

Vários jogadores da “geração de prata” do Brasil disputaram os primeiros campeonatos profissionais realizados no país, nos anos 80. A década seguinte será um marco para a modalidade no país, pois é criado o Circuito Banco do Brasil de Vôlei de Praia, com cinco etapas.

Com isso, o esporte ganha espaço na mídia e conquista mais torcedores. Já o vôlei de praia feminino realiza seus primeiros campeonatos no País e duplas de brasileiras participam da demonstração nos Jogos Olímpicos de Barcelona (1992) e conquistam medalhas em Atlanta (1996).

Vôlei de praia feminino

O vôlei de praia feminino é uma das modalidades onde as atletas brasileiras encontram mais destaque.

O campeonato mundial feminino é disputado desde 1997, e desde então, o Brasil já subiu ao pódio cinco vezes.

Por sua parte, nas Olimpíadas, o esporte tem conseguido várias medalhas como o ouro em Atlanta (1996); três de prata em Sidney (2000), Atenas (2004) e Rio (2016); e uma de bronze em Londres (2012).

Vôlei de praia masculino

As duplas de vôlei masculino brasileiras também brilham tanto no campeonato mundial como nas Olimpíadas.

Os brasileiros já foram sete vezes campeões do mundo desde que a competição começou a ser realizada em 1997.

Nos Jogos Olímpicos, os brasileiros vêm colhendo bons resultados. Medalhas de ouro em Atenas (2004) e Rio (2016); prata em Sidney (2000), Pequim (2008) e Londres (2012); e bronze em Pequim (2008).

Veja também: Olimpíadas

Regras do vôlei de praia

Toque na bola

Para que a bola caia na quadra do adversário, o jogador pode usar os seguintes movimentos: toque (golpe com a ponta dos dedos), o saque ou serviço (o jogador lança a bola e dá um tapa em direção ao campo adversário) e o corte (um golpe com a mão espalmada).

Número de participantes

Dois ou quatro jogadores. Na modalidade olímpica, somente competem duplas.

Tamanho da quadra

A medida da quadra é 16 metros de comprimento por 8 metros de largura (16 x 8).

Altura da rede

A rede deve ter 2,43 metros de altura para duplas masculinas e 2,24 metros para duplas femininas.

Dimensões da bola

A bola deve ter entre 260 e 280 gramas, circunferência entre 66 e 68 centímetros e cores brilhantes.

Duração da partida

Dois sets de 21 pontos. Em caso de empate, joga-se um set de 15 pontos. A partida só termina quando uma das equipes tem dois pontos de vantagem.

Cada equipe pode pedir um tempo de 30 segundos por set.

Substituições

Não são permitidas as substituições de jogadores. Em caso de que um deles se machuque terá cinco minutos para se recuperar. Caso isso não aconteça, a equipe adversária é considerada vencedora.

Para saber tudo sobre o vôlei: