Ahó Ahó

Juliana Bezerra

O Ahó Ahó é uma criatura monstruosa que devora pessoas.

A lenda faz parte do folclore da região sul e provavelmente foi difundida pelos padres jesuítas durante o tempo das Missões entre os índios guaranis.

Conta-se que o ahó ahó era um monstro parecido a uma ovelha, porém com grandes chifres, que espreitava os homens para devorá-los. Outras fontes o descrevem como um grande cachorro peludo que jogava fumaça pela boca.

Os ahó ahó sempre andavam em bando e se chamavam entre si através deste som "ahó ahó". Eles buscavam os desavisados que andavam longe das reduções mantidas pela Companhia de Jesus.

Criatura monstruosa, ahó ahó
O Ahó Ahó aterrorizava os indígenas que viviam nas missões jesuíticas

A única solução era subir numa palmeira, considerada sagrada por fornecer as palmas que aclamaram a Jesus no Domingo antes da Páscoa.

Algumas interpretações apontam que esta seria a árvore que deu a madeira para a cruz de Cristo. Com isso, o grupo perdia o rastro e abandonava a caça.

Se a vítima subisse numa árvore de espécime diferente, o Ahó Ahó cavava as raízes até derrubar o pau e poder devorar sua presa.

Origem da Lenda

Provavelmente esta lenda foi criada pelos padres jesuítas para convencer os indígenas de permanecer nas missões e não voltarem para suas aldeias.

Assim, aproveitavam para demonizar a floresta e mostrar que a única salvação vinha de Jesus Cristo.

Curiosidade

Esta história está estendida entre todo o território pertencente aos guaranis, que hoje são Paraguai, Bolívia, Argentina e Brasil.

Leia mais:

Juliana Bezerra
Juliana Bezerra
Bacharelada e Licenciada em História, pela PUC-RJ. Especialista em Relações Internacionais, pelo Unilasalle-RJ. Mestre em História da América Latina e União Europeia pela Universidade de Alcalá, Espanha.