Bradador

Juliana Bezerra

O Bradador é uma alma penada que vive nos campos da região centro-sul do Brasil.

Diz a lenda que o Bradador foi enterrado, mas como não havia pagado todos os seus pecados, a terra o devolveu.

Assim, a múmia, ou este espírito que habita um corpo seco, sai vagando pelos matos todas as sextas-feiras, após a meia-noite.

imagem do bradador

Testemunhas dizem que os berros parecem de uma pessoa agonizando, outras o descrevem mais como lamentos, seguidos de forte brados, daí o nome.

Para que a terra o aceite de volta, ele terá que encontrar por sete vezes uma moça de nome Maria e assim ele poderá descansar em paz. O problema é achar quem tenha coragem o suficiente para superar o medo dos terríveis gritos do Bradador.

Seguindo os mesmos passos do folclore em torno ao Bradador, na região do rio das Mortes, em São Paulo, é possível ouvir o Bicho Barulhento. Aquela região era rica em ouro e conta-se que 40 mineradores se mataram uns aos outros devido à cobiça. Desde então, durante à noite, se escutam gritos naquela zona.

Origem da Lenda

A história do Bradador remete às histórias contadas por viajantes solitários e cansados pelo sertão do Brasil.

Com fome, frio e fadiga, o passante escutava e via desde criaturas fantásticas como a Mula sem Cabeça ao ouvir os berros do Bradador.

Curiosidade

Em Santa Catarina, existe um morro chamado Bradador, na cidade de Garuva.

Leia mais:

Juliana Bezerra
Juliana Bezerra
Bacharelada e Licenciada em História, pela PUC-RJ. Especialista em Relações Internacionais, pelo Unilasalle-RJ. Mestre em História da América Latina e União Europeia pela Universidade de Alcalá, Espanha.