Como fazer uma redação sobre bullying

Márcia Fernandes

É sempre bom estarmos informados sobre assuntos atuais e polêmicos, pois o conhecimento é a base que nos permite escrever um bom texto dissertativo-argumentativo.

O que é bullying?

Bullying é a violência física ou psicológica contra alguém. Praticada de forma intencional e repetidamente, pode ocorrer na escola, em casa e em tantos outros ambientes.

Os alvos desse tipo de agressão são pessoas que fogem fisicamente do padrão de um grupo ou que tem hábitos diferentes desse mesmo grupo. Além dessas pessoas, aqueles que se comportam de maneira tímida e indefesa também costumam ser vítimas de bullying.

O termo bullying - do inglês bully, que significa “tirano” - foi criado na década de 70. Apesar de existir há muito tempo, esse é um problema crescente que tem sido bastante discutido nos últimos anos.

O bullying é crime, e para tentar combatê-lo, a Lei nº 13.185, de 6 de novembro de 2015 instituiu o seu programa de combate. Nela, foram classificados os diferentes tipos de bullying:

  • verbal: quando a vítima é xingada, insultada;
  • moral: quando a vítima é alvo de boatos, calúnias;
  • sexual: quando a vítima é assediada, abusada;
  • social: quando a vítima é excluída, isolada;
  • psicológico: quando a vítima é chantageada, manipulada;
  • físico: quando a vítima é agredida fisicamente;
  • material: quando a vítima é roubada ou suas coisas são alvo de estragos;
  • virtual: quando a vítima recebe mensagens virtuais em que há intrusão da sua intimidade.

Casos de bullying no Brasil

Em 2018, em Medianeira, cidade do Paraná, um ataque na escola pode ter sido motivado por bullying. Um adolescente de 15 anos entrou na escola armado e atirou contra os colegas, deixando dois feridos.

Em 2017, em Goiânia, um adolescente de 14 anos matou dois colegas e feriu mais quatro no intervalo. O crime também teria o bullying como motivação.

Em 2003, em Taiúva, um rapaz de 18 anos invadiu a escola onde tinha estudado. Disparando, deixou um estudante paraplégico e matou-se de seguida. O atirador teria sido vítima de bullying.

Como começar uma redação sobre bullying?

Antes de começar a escrever, é preciso definir o tema da redação. Isso porque, podemos fazer diferentes abordagens sobre o bullying: como identificá-lo, quem são as suas vítimas e agressores, ambientes em que é praticado, que medidas preventivas podem ser tomadas. Sobre qual deles a sua redação tratará?

Possíveis abordagens para redação sobre bullying

A importância de identificar a ocorrência de bullying

Um possível tema de redação sobre bullying poderia abordar a necessidade de os pais estarem conscientes e atentos a essa situação, sendo capazes de identificá-lo mediante a alteração de comportamento dos seus filhos.

Por exemplo, muitas vezes o baixo rendimento escolar é castigado pelos pais sem que eles tentem perceber o seu motivo, sendo que uma das consequências do bullying é justamente essa, já que o desânimo é tanto que os estudantes não conseguem estar atentos aos professores e também perdem a motivação para comparecer às aulas.

Outros sinais apresentados pelas vítimas de bullying: isolamento, simulação de doença para não sair de casa, irritabilidade, hematomas, material escolar estragado.

Somente conscientes do real motivo, os pais podem buscar com os filhos uma maneira adequada para enfrentar o problema.

A necessidade de conscientização para prevenir o bullying

A escola e a família são fundamentais na conscientização e orientação das crianças e jovens sobre o bullying.

No que respeita a esse tema, uma redação poderia abordar a necessidade de as escolas - com o apoio dos pais - promoverem a discussão sobre o bullying, mostrando que é um assunto muito importante, sobre o qual ninguém deve ficar alheio, afinal ele pode ter consequências graves, inclusive resultando em mortes.

Consequências do bullying: ansiedade e estresse, baixa auto-estima, depressão, agressividade, suicídio e homicídio.

Como desenvolver e estruturar uma redação sobre bullying?

Leia fontes fiáveis, de forma a garantir que amplia seu repertório e que constrói uma opinião de valor sobre os assuntos sobre os quais escreve.

Feito isso, organize o conteúdo que quer apresentar no seu texto, o que deve ser feito seguindo a estrutura de um texto dissertativo-argumentativo: introdução, desenvolvimento e conclusão.

Introdução

Apresentação do tema, em que se informa o leitor qual a abordagem que encontrará ao ler a sua redação sobre bullying, por exemplo: a importância de identificar a ocorrência de bullying.

Desenvolvimento

Desdobramentos sobre a abordagem escolhida. Se na introdução você informa que a sua redação trata de como é importante saber identificar o bullying, no desenvolvimento você pode escrever sobre como as decisões mais adequadas podem ser tomadas a partir da identificação correta do problema, como no caso dos pais conseguirem identificar que a queda do rendimento do filho resulta de bullying na escola.

Conclusão

Encerramento do texto, relacionando o que expôs na sua redação com o que você tira de lição sobre o que foi escrito.

Utilize citações e valorize ainda mais o seu texto!

As citações são um recurso interessante, pois ao relacionar o texto que escrevemos com a frase de um filósofo ou de um artista, mostramos que temos conhecimentos. Lembrando que esses pensamentos podem ser usados em qualquer parte da redação.

O homem é o lobo do homem.” (Hobbes)

Essa citação poderia ser utilizada numa redação sobre bullying reforçando a ideia do filósofo inglês que afirma que o ser humano é o seu próprio inimigo.

A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo.” (Nelson Mandela)

A citação acima faria todo o sentido numa redação que abordasse a necessidade da participação ativa da escola e dos pais como prevenção do bullying entre crianças e jovens.

Você também pode se interessar por:

Márcia Fernandes
Márcia Fernandes
Professora, pesquisadora, produtora e gestora de conteúdos on-line. Licenciada em Letras pela Universidade Católica de Santos.