Guerra de Trincheiras

Juliana Bezerra

A Guerra de Trincheiras (1915-1917) consistiu na fase da Primeira Guerra Mundial quando esta tática militar foi largamente utilizada.

O que foi?

A Guerra de Trincheiras durou dois anos e foi o período mais longo do conflito.

Como os exércitos dos Aliados e das Potências Centrais dispunham de forças muito equilibradas, a solução foi cavar trincheiras e dali tentar avançar ou manter a posição no terreno.

As trincheiras consistiam em valas construídas sobre qualquer terreno: desde os mais planos como os da França e até nos Alpes. Eram usadas tanto para a tática para ofensiva quanto para a defesa.

Tinham cerca de dois metros de profundidade ou o tamanho suficiente para que um homem pudesse estar inteiramente coberto e protegido. Desta maneira, a observação era feita através de telescópios e mais raramente, de observadores.

Entre as linhas de trincheiras havia um espaço chamado de "terra de ninguém". Transitar por essa zona significava ser alvo de disparos de todos os lados. Aliás, colocar a cabeça para fora da trincheira podia custar a vida de um soldado.

Guerra de Trincheiras
Esquema básico de uma trincheira

As trincheiras se tornaram um complexo onde havia lugares reservado ao descanso, feridos graves e banheiro. Por vezes, eram construídos abrigos para que os soldados pudessem descansar.

Para sustentar as paredes era preciso escorar a madeira com terra. Isto era particularmente complicado em terrenos úmidos como o da França e da Bélgica onde as chuvas enchiam as trincheiras e favoreciam a transmissão de doenças.

Guerra de Trincheiras
Trincheiras francesas na batalha de Somme na Primeira Guerra Mundial

Apesar de termos a imagem que os soldados, numa trincheira, estavam combatendo o tempo todo, a realidade era bem distinta. Na verdade, os homens passavam mais tempo vigiando do que lutando contra o inimigo. Isso gerava uma guerra de nervos e um desgaste imenso aos combatentes.

De todas as maneiras, um ataque as trincheiras costumava ser mortífero. Primeiro, os atacantes lançavam bombas através dos canhões ou os aviadores metralhavam as linhas inimigas. Igualmente, se lançava gás venenoso, na esperança de que os soldados saíssem dos seus esconderijos. Esta ação poderia durar horas ou mesmo dias.

Só depois disso os oficiais mandavam os soldados avançarem rumo a trincheira inimiga, e mesmo assim, o sucesso do ataque não estava garantido.

Mapa

O front ocidental media cerca de 645 km estendendo-se desde o Canal da Mancha, na Bélgica, até a fronteira da Suíça. Estima-se que foram cavados 400 km de trincheiras ao longo da frente ocidental.

Guerra de Trincheiras
Mapa da linha de trincheiras na frente ocidental

Legenda:

Amarelo - Alemanha
Roxo - França
Vermelho - Inglaterra
Laranja - Bélgica
Verde - Terra de Ninguém

Leia mais:

Juliana Bezerra
Juliana Bezerra
Bacharelada e Licenciada em História, pela PUC-RJ. Especialista em Relações Internacionais, pelo Unilasalle-RJ. Mestre em História da América Latina e União Europeia pela Universidade de Alcalá, Espanha.