HIV


O termo HIV (Human Immunodeficiency Virus) representa a sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana, responsável por causar a Aids.

O HIV é um retrovírus do gênero Lentivirus e da subfamília Lentiviridae. Os retrovírus são aqueles que armazenam as suas informações genéticas como RNA.

Características do HIV

Estrutura do vírus HIV
Estrutura do vírus HIV

As principais características do vírus HIV são:

  • Longo período de incubação até que os primeiros sintomas sejam notados;
  • Enfraquece o sistema imunológico;
  • Capacidade de destruir as células de defesa do organismo.

O vírus HIV ataca e destrói as células do sistema imunológico, especialmente os linfócitos CD4+. Sem as células de defesa, o organismo torna-se mais exposto ao ataque de outros vírus, bactérias e ao surgimento de câncer.

Quando o vírus HIV infecta um linfócito, lá libera o seu RNA e produz o DNA viral, o qual é integrado ao DNA da célula hospedeira.

Assim, o linfócito passa a replicar o HIV, originando muitas cópias que passam a infectar outros linfócitos. Ao fim, os linfócitos são destruídos. Com isso, a quantidade de vírus HIV aumenta no sangue.

O HIV é diagnosticado através de exames que detectam a presença do vírus no sangue ou na saliva. Atualmente, existem vários tipos de testes disponíveis para diagnosticar o vírus HIV.

Sintomas do HIV

Alguns dias após a contaminação pelo vírus HIV surge um quadro chamado de infecção aguda pelo HIV, em resultado da entrada de um novo vírus no organismo. Os principais sintomas são:

  • Febre;
  • Dor de cabeça;
  • Cansaço;
  • Lesões na pele;
  • Linfonodos inchados;
  • Dor muscular;
  • Náuseas.

Saiba mais, leia também:

Transmissão do HIV

Transmissão do HIV

O vírus HIV é transmitido através do contato com sangue, sêmen ou líquidos vaginais contaminados. Entre as principais formas de transmissão estão:

  • Sexo vaginal, oral e anal sem preservativo/camisinha;
  • Compartilhamento de seringas e agulhas com sangue contaminado;
  • Reutilização de objetos perfurocortantes, como alicates de unhas com sangue contaminado;
  • De mãe para filho durante a gestação, amamentação ou parto;
  • Transfusão de sangue, caso o mesmo esteja contaminado;
  • Transplantes de órgãos.

HIV e Aids são a mesma coisa?

É importante não confundir o HIV com a Aids. Muitos portadores do vírus HIV podem passar anos sem desenvolver Aids e sem apresentar sintomas característicos da presença do vírus no organismo.

Mesmo sem manifestar a doença, o portador do HIV pode transmitir o vírus para outras pessoas.

Com o passar do tempo e sem tratamento adequado, a presença do HIV no organismo pode evoluir para a Aids, pois o sistema imunológico vai se tornando enfraquecido, condição chamada de imunossupressão. Lembre-se que isso ocorre porque o vírus HIV ataca e destrói as células de defesa denominadas de linfócitos CD4+.

Assim, o diagnóstico da Aids inclui a presença do vírus no sangue, a diminuição significativa do número de linfócitos CD4+ e algum tipo de doença causada pelo enfraquecimento do sistema imunológico.

Tratamento para portadores do HIV

Não existe cura para a infecção do vírus HIV. Assim, como o HIV pode desenvolver a Aids, é importante que os portadores do vírus sejam tratados. O tratamento reduz as chances de transmissão e de contrair outras doenças.

Para o tratamento, existem muitos tipos de medicamentos chamados de antirretrovirais, os quais podem ser utilizados de forma combinada, conforme indicação médica.

O mecanismo de ação do medicamento age ao impedir a formação de novos vírus e ao impossibilitar que as células de defesa do organismo sejam destruídas.

Uma pessoa portadora de HIV, em tratamento há pelo menos 6 meses, já apresenta redução de sua carga viral e reduz as possibilidades de transmitir o vírus em até 96%.

Um aspecto fundamental é o que tratamento uma vez iniciado, não seja interrompido, pois existe a possibilidade de surgimento de vírus resistentes.

Como se prevenir do vírus HIV?

Preservativo
O uso do preservativo é fundamental para evitar o HIV e outras doenças sexualmente transmissíveis

As principais formas de se prevenir do vírus HIV são:

  • Praticar sexo com uso de preservativos;
  • Não compartilhar seringas, agulhas, alicates ou outros objetos cortantes e perfurantes;
  • Mulheres grávidas e portadoras do vírus HIV devem realizar tratamento para evitar a transmissão ao filho.
Lana Magalhães
Licenciada em Ciências Biológicas (2010) e Mestre em Biotecnologia e Recursos Naturais pela Universidade do Estado do Amazonas/UEA (2015). Doutoranda em Biodiversidade e Biotecnologia pela UEA.