Muralha da China


A Muralha da China ou Grande Muralha é uma construção que tem 21.196 quilômetros de comprimento. Tem a altura de 8 metros e mede 4 metros de largura.

Ela começa na província de Gansu e termina no Golfo de Bohai.

Tendo em conta a sua grandiosidade arquitetônica e sua história, é considerada uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno. Por esse motivo, é uma das principais atrações turísticas da China, recebendo mais de 4 milhões de visitas por ano.

Muralha da China

A Muralha da China é tão extensa que pode aparecer em imagens de radar tiradas em órbita terrestre baixa. Mas, ao contrário do que já foi divulgado por muitos, ela não pode ser vista da Lua.

A Grande Muralha atravessa vales e montanhas ao longo de 11 províncias do país e das regiões autônomas da Mongólia Interior e da Nacionalidade Hui de Ningxia.

História

A Muralha da China foi construída para consolidar o império de Qin Shihuang. Antes de ter ganhado o controle da China, os estados chineses tinham cada qual sua muralha.

Para mostrar que a China era uma só, o primeiro imperador chinês - Qin Shihuang - ordenou a construção da Grande Muralha, a qual foi feita ao longo de quatro dinastias: Zhou (1046 a 256 a.C.), Qin (221 a 207 a.C.), Han (206 a.C. até 220 d.C.) e Ming (1368 a 1644).

Ela tinha como objetivo proteger o país dos invasores e também ocupar homens desordeiros e soldados que com o fim das guerras ficavam sem trabalho.

Cerca de 300 mil desses trabalhadores, que totalizavam mais de um milhão de homens, morreram em decorrência das condições de trabalho.

A obra somente ficou pronta há cerca de 2200 anos, ou seja, centenas de anos depois do seu início, até porque esteve parada durante algum período.

Na dinastia Han, o imperador Liu Bang utilizou a construção não só como proteção militar, mas também para regular o comércio da seda.

Ao longo das dinastias, a construção foi reparada, mas nenhum esforço de manutenção foi tão forte até 1980.

Apesar disso, a Grande Muralha está em deterioração. Isso porque é feita uma má restauração da sua construção cujos materiais utilizados variam conforme a sua localização. Pode-se dizer que parte dela é feita de blocos de pedras, taipas e tijolos.

Outro fator que propicia a sua ruína é a depredação e o roubo de tijolos. Segundo estudiosos, cerca de 14 mil quilômetros podem estar em risco.

A muralha liga quase mil fortes. Por isso, ao longo dela existem janelas e troneiras (espaços onde são colocadas bocas de canhão). Há, ainda, plataformas que serviam para atacar inimigos e torres de almenara a partir das quais eram feitas as comunicações entre os militares.

Você também pode se interessar por: