As Sete Maravilhas do Mundo Moderno


As Sete Maravilhas do Mundo Moderno (ou Novas Sete Maravilhas do Mundo) representam os monumentos mais importantes da modernidade segundo sua história e arquitetura.

Escolhidos por meio de pesquisa aberta e divulgados no dia 07 de julho de 2007, eles foram apresentados numa cerimônia no Estádio da Luz, em Lisboa, Portugal. Uma das sete maravilhas do mundo moderno está no Brasil: O Cristo Redentor, no Rio de Janeiro.

Coliseu de Roma (Itália)

As Sete Maravilhas do Mundo Moderno

Localizado na capital italiana, Roma, o Coliseu (ou Anfiteatro Flaviano) é o maior anfiteatro do mundo com 45 metros de altura e que abrigava cerca de 50 mil pessoas.

Esse monumento arquitetônico cilíndrico foi construído na Antiguidade (cerca de 70 d.C.) sendo um dos símbolos mais emblemáticos do Império Romano.

O local era utilizado para grandes espetáculos com animais selvagens e nas lutas entre gladiadores. Atualmente, é um dos locais mais visitados da Itália, sendo possível encontrar parte de sua estrutura.

Chichén Itzá (México)

As Sete Maravilhas do Mundo Moderno

Localizada na península de Yucatán, a cidade arqueológica (ou Cidade Templo) foi a capital da civilização maia, fundada aproximadamente em 450 a.C.. Importante centro político e econômico dos maias, ela foi declarada Patrimônio Mundial da Unesco em 1988.

A Chichén Itzá é formada pela pirâmide de Kukulkan (El Castillo), o Templo de Chac Mool, a Praça das Mil Colunas e o Campo de Jogos dos Prisioneiros. Atualmente é um dos locais mais visitados no México.

Machu Picchu (Peru)

As Sete Maravilhas do Mundo Moderno

Construída no século XV, o Machu Picchu está localizado a 2400 metros de altitude, no cume de uma das montanhas da Cordilheira dos Andes, próximo a Cusco, no Peru.

Considerada patrimônio mundial pela Unesco, o Machu Picchu representa o local onde floresceu parte da civilização Inca e por isso, é também chamado de “cidade perdida dos Incas”.

Foi construída majoritariamente em pedra e está bem conservada até os dias atuais, uma vez que os espanhóis quando conquistaram parte da América do Sul, não encontraram o local, que foi redescoberto por um professor estadunidense (Hiram Bingham) em 1911. Atualmente é um dos locais mais visitados do Peru.

Cristo Redentor (Brasil)

As Sete Maravilhas do Mundo Moderno

Localizado no Morro do Corcovado, no bairro de Santa Teresa, na cidade do Rio de Janeiro, o monumento de Jesus Cristo é um dos ícones mais importantes do país, sendo um cartão postal da cidade maravilhosa.

Construído de concreto e pedra-sabão, o Cristo Redentor está localizado a 709 metros acima do nível do mar. Foi inaugurado no dia 12 de outubro de 1931 (Dia de Nossa Senhora da Aparecida) e possui 38 metros de altura e 28 metros de largura.

Localizado no Parque Nacional da Tijuca, o Cristo de braços abertos representa um grande símbolo do cristianismo, sendo um dos locais mais visitados do país.

Muralha da China (China)

As Sete Maravilhas do Mundo Moderno

Grande construção em pedra, granito e tijolo, a Muralha da China (ou Grande Muralha) foi construída entre os séculos III a.C. e XVII d.C., e possui cerca de 20 mil quilômetros e 7 metros de altura.

Foi erguida a mando do Imperador Chinês Qin Shihuang e tinha como principal função a proteção militar. Foi construída durante diversas dinastias da China Imperial. Atualmente é uma das maiores atrações turísticas da China.

As Ruínas de Petra (Jordânia)

As Sete Maravilhas do Mundo Moderno

Situada na Jordânia, no Oriente Médio, as ruínas de petra representam um cidade histórica e arqueológica que foi construída cerca de 300 a.C., sendo esculpida nos penhascos de arenito núbio.

As ruínas de Petra estão incluídas na categoria de Patrimônio Mundial da UNESCO, desde 1985. O local representa o que restou da ocupação de diversas civilizações (edomitas, nabateus, árabes, romanos, bizantinos) que floresceram durante a antiguidade. Foi parcialmente destruída por terremotos que ocorreram na região cerca de 550 d.C..

Taj Mahal (Índia)

As Sete Maravilhas do Mundo Moderno

O Taj Mahal é uma das construções mais famosas da Índia, eleita patrimônio mundial pela Unesco. Localizado em Agra, o suntuoso mausoléu foi construído em mármore branco em meados do século XVII a mando do imperador Shan Jahan, em homenagem a morte de sua mulher Aryumand Banu Begam que morreu ao dar à luz ao 14° filho.

É considerado uma das maiores provas de amor do mundo e atrai milhões de visitantes todos os anos. Estima-se que foi erguido com a força de 22 mil homens. Além do mármore, o Taj Mahal é composto por diversas pedras preciosas.

Agora que você já conhece as sete maravilhas do mundo moderno, veja também As Sete Maravilhas do Mundo Antigo.