Muro de Berlim


O Muro de Berlim (do alemão Berliner Mauerweg) foi uma barreira física e geográfica construída para evitar a emigração da população oriental da cidade de Berlim entre 1961 e 1989.

Contudo, só podemos compreender a existência do tal muro dentro do contexto da Guerra Fria (1945-1991), uma disputa geopolítica iniciada ao fim da Segunda Guerra Mundial (1939-1945) entre Estados Unidos da América (liderando o bloco capitalista) e a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (à frente do bloco socialista). Portanto, o Muro de Berlim, que ficou erguido por 28 anos, pode ser considerado o símbolo maior desta bipolarização.

Ora, com o fim da Segunda Guerra Mundial, cada país vencedor se encarregou de ocupar a Alemanha derrotada, como foi o caso de Berlim, dividida em quatro partes entre americanos, ingleses, franceses e soviéticos.

Como os três primeiros possuíam o mesmo alinhamento (Capitalismo), juntaram-se e instituíram a República Federal da Alemanha ou Alemanha Ocidental (1949). Note que esta porção de território estava localizada no interior do território soviético, tal qual um posto avançado, cercado pelo regime socialista por todos os lados.

Não obstante, os bloqueios à Berlim ocidental remontam os anos de 1948, quando Stálin decreta o “Bloqueio de Berlim”, cerco “pacífico” que impedia a chegada de suprimentos à vanguarda capitalista na Alemanha.

Contudo, o cerco foi interrompido em 13 maio de 1949, pois as forças aliadas atravessavam o território socialista utilizando aviões para suprir a região bloqueada. Contudo, como resposta, a URSS decreta a criação da República Democrática Alemã (Alemanha Oriental) em 7 de outubro de 1949.

Por sua vez, as fugas da porção oriental para a ocidental era coisa corriqueira antes de 1960, quando cerca de 2 mil pessoas evadiam-na diariamente, tendo em vista as melhores condições de vida no lado capitalista.

Para saber mais: Capitalismo e Socialismo.

A Construção

No ano seguinte, Walter Ulbricht (1893-1973), secretário geral do partido comunista da República Democrática Alemã, decreta um novo bloqueio das forças armadas ao livre trânsito entre os dois lados na cidade de Berlim, onde foi construído de fato um muro em 13 de Agosto de 1961.

As duas Alemanhas irão reatar os laços diplomáticos somente em 1973; em 1989, porém, o Governo Húngaro abre suas fronteiras, iniciando uma onda de emigrações em massa para o lado capitalista da Alemanha; do mesmo modo, Berlim irá desfazer o bloqueio no dia 9 de Novembro do mesmo ano. Por fim, Alemanha Oriental e Alemanha Ocidental se unificam em 3 de outubro de 1990.

Para saber mais: Guerra Fria e Segunda Guerra Mundial.

Características do Muro de Berlim

O Muro de Berlim media cerca de 160 km de comprimento em torno da parte Ocidental; acompanhava a extensão do muro 66,5 km de grades com alarmes, cercas elétricas e arames farpados, pontilhadas por mais de 300 torres de observação, patrulhadas por cães de guarda e soldados bem armados.

Estima-se que mais de 80 pessoas tenham morrido tentando cruzar o Muro. Outras 112 foram alvejadas ou despencaram das alturas, mas sobreviveram e foram presas juntas com cerca de 70 mil pessoas acusadas de traição por tentar fugir da República Democrática Alemã.

Para saber mais: Queda do Muro de Berlim.

Curiosidades

  • No dia 27 de Outubro de 1961, tanques dos EUA chegaram a enfrentar tanques soviéticos na cidade de Berlim.
  • Uma parte do Muro de Berlim foi mantida como recordação e virou um mural de pinturas para artistas consagrados internacionalmente.