Planeta Anão


Planetas anões são corpos celestes que orbitam uma estrela. No nosso Sistema Solar, o planeta anão mais conhecido é Plutão, rebaixado em 2006 após a revisão das definições de planeta realizadas pela União Astronômica Internacional.

A entidade estabelece que um planeta anão é um corpo celeste que orbita o sol, tem massa suficiente para assumir uma forma quase redonda e não é uma lua. Em geral, planetas anões são menores que Mercúrio.

Entre os principais diferenciais de planeta e planeta anão está a órbita. Os planetas anões, diferentes dos planetas, orbitam em zonas com objetos semelhantes e que podem cruzar-se em seu caminho em torno do Sol.

A principal distinção entre um planeta anão e um planeta é que os planetas têm abriu o caminho em torno do sol, enquanto planetas anões tendem a orbitar em zonas de objetos semelhantes que podem cruzar o seu caminho em torno do Sol.

Além de Plutão, entre os cinco planetas anões reconhecidos, Ceres , Eris , Makemake e Haumea. Há, contudo, ao menos cem outros, conforme a Nasa.

Ceres

Ceres foi descoberto em 1801 pelo astrônomo siciliano Giuseppe Piazzi. Em princípio, foi classificado como planeta, mas depois rebaixado a asteroide e, em 2006, reclassificado como planeta anão juntamente com Plutão e Eris. Ceres é o nome da deusa grega romana do milho e das colheitas.

É descrito como um "planeta embrionário” porque a interferência gravitacional de Júpiter impediu que se tornasse um planeta de pleno direito há bilhões de anos. Assim, Ceres terminou entre resíduos da formação planetária no principal cinturão de asteroides entre Marte e Júpiter.

Tem composição semelhante à Terra e Marte e é formado, principalmente por água em estado sólido. A estimativa é de que Ceres tenha 25% mais água que toda a água doce da Terra.

Planeta AnãoCeres é um dos planetas-anão mais conhecidos

Eris

Eris foi descoberto vez em 2003, por Mike Brown, professor de astronomia planetária no Instituto de Tecnologia da Califórnia; Chad Trujillo, do Observatório Gemini; e David Rabinowitz, da Universidade de Yale.

A descoberta só foi confirmada em janeiro de 2005, e chegou ser apresentado como um possível décimo planeta do nosso Sistema Solar. Foi o primeiro objeto no Cinturão de Kuiper encontrado maior do que Plutão.

Eris é a deusa grega da discórdia e a sua única lua é chamada Dysnomia deusa demônio da ilegalidade. Esse planeta demora 557 anos terrestres para completar uma órbita em tono do Sol – movimento de translação. A temperatura da superfície varia entre 217ºC negativos e 243ºC negativos.

Makemake

Makemake foi observada pela primeira vez em 2005, mas somente em 2008 foi oficialmente reconhecido como um planeta anão pela União Astronômica Internacional. Este planeta demora 310 anos terrestres para completar uma órbita ao redor do Sol. Makemake é o deus da fertilidade na mitologia Rapanui.

Haumea

O planeta anão Haumea foi descoberto em março de 2003 no Observatório Sierra Nevada, na Espanha. O anúncio oficial de sua descoberta veio em 2005, quando também foram descobertas suas duas luas, Hi'aka e Namaka.

Haumea demora quatro horas terrestres para desenvolver uma volta sobre o próprio eixo e 285 anos para completar o movimento de translação. Menor que Plutão, assim como Eris, está situado no Cinturão de Kuiper, na órbita de Netuno. Haumea é deusa havaiana do parto e da fertilidade.

Leia mais: