Redação Técnica

Daniela Diana

A redação técnica é um texto redigido de maneira mais elaborada e formal. Ela difere das redações literárias, pois são objetivas e imparciais, além do que utilizam a linguagem denotativa.

Já nas redações literárias, predominam a subjetividade e a linguagem conotativa.

Características

Esse tipo de redação apresenta algumas peculiaridades em sua estrutura e estilo. Isso porque geralmente tratam-se de documentos oficiais de correspondência que possuem uma finalidade, seja informar, solicitar, registrar, esclarecer, dentre outros.

Por isso, nas redações técnicas é utilizada a linguagem formal, objetiva, e segue as regras da norma culta padrão.

Ela abriga modalidades de textos que cotidianamente nos deparamos, por exemplo, a ata de uma reunião, o currículo, o relatório, o atestado, dentre outros.

As redações técnicas são muito utilizadas no meio acadêmico, profissional, comercial e empresarial.

Tipos

De acordo com a finalidade proposta, existem diversos tipos de Redação Técnica, a saber:

  • Ata
  • Memorando
  • Atestado
  • Circular
  • Carta Comercial
  • Relatório
  • Requerimento
  • Declaração
  • Ofício
  • Procuração
  • Contrato
  • Currículo

Estrutura: Como Fazer uma Redação Técnica?

Cada tipo de redação técnica apresenta uma estrutura específica, no entanto, algumas características são comuns a todos, a saber:

  • Timbre: as redações técnicas geralmente são produzidas em papel timbrado da empresa, da universidade, da escola, etc. Além do timbre, elas podem conter carimbos com indicação da instituição que a emitiu.
  • Destinatário: alguns textos técnicos exigem a indicação do receptor da mensagem. Além do nome, podem ser acrescidos o departamento e o cargo ocupado pelo destinatário.
  • Título: algumas delas usam título, enquanto outras preenchem um campo denominado de “assunto”.
  • Tema: antes de escrever é importante estar atento ao tema (assunto) que será explorado no corpo do texto.
  • Corpo do texto: os textos das redações técnicas geralmente seguem a estrutura padrão de introdução, desenvolvimento e conclusão.
  • Saudações finais: alguns documentos admitem as saudações finais e sempre devem aparecer na linguagem formal: atenciosamente, saudações cordiais, cumprimentos, etc.
  • Assinatura: ao final do documento, muitas redações técnicas apresentam a assinatura do emissor, bem como o cargo que ocupa.

Exemplos

Para conferir alguns exemplos de redação técnica, veja os artigos:

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.