Rio Grande do Sul


O Estado do Rio Grande do Sul está localizado na região Sul do Brasil. A capital é Porto Alegre e a sigla RS.

  • Área: 281.737,947
  • Limites: O Rio Grande do Sul limita-se ao sul com o Uruguai, a oeste com a Argentina, a leste com o oceano Atlântico e ao norte com Santa Catarina
  • Número de municípios:497
  • População: 11,2 milhões de habitantes, conforme a estimativa do IBGE para 2015
  • Gentílico: gaúcho
  • Principal cidade: Porto Alegre

Rio Grande do SulBandeira do Estado do Rio Grande do Sul

História

O território hoje ocupado pelo Rio Grande do Sul está entre as áreas do País que mais demoraram a receber a ocupação do colonizador português.

A fronteira do estado só foi definida em 1801, com a assinatura do Tratado de Badajoz. O acordo finalizou uma série de conflitos pela posse da região.

Até um século após o Descobrimento do Brasil (1500), a região ainda era ocupada principalmente por indígenas. A geografia está entre as justificativas que retardaram a colonização.

Na região viviam índios gê, pampeano e os guarani. O grupo gê, também chamado de tapuia, estava na região denominada "Cima da Serra". Nesse local ainda vivem remanescentes de índios caingangues.

O local é ocupado atualmente pelas cidades de Bom Jesus, Lagoa Vermelha, Passo Fundo e São Francisco de Paula.

O povo pampeano, também chamado de charrua e minuano, vivia na região do pampa. Já os Guarani estavam na margem da Lagoa dos Patos.

Os índios guarani foram os primeiros a sentir o impacto do europeu com a chegada dos padres jesuítas espanhóis em 1626.

Os religiosos fundaram as Missões Guarani, abrangendo parte dos territórios hoje pertencentes ao Paraguai, Brasil, Argentina e Uruguai.

Durante o século XVIII, houve intensa disputa pelo território por espanhóis e portugueses. Os espanhóis fundaram em 1726, a cidade de Montevidéu, a leste da colônia de Sacramento, fundada criada em 1680.

O objetivo da fundação de Montevidéu era reduzir a influência portuguesa. Como resposta, os portugueses fundaram em 1737 o Forte de Jesus Maria José, hoje cidade de Rio Grande.

A disputa terminou em 1777, quando Portugal e Espanha assinaram o Tratado de Santo Ildefonso. Pelo acordo, a colônia de Sacramento permanecia em posse de Espanha e o Rio Grande ficaria com Portugal.

Vinte e três anos após a definição das fronteiras do Rio Grande do Sul, o estado passou a receber uma leva de imigrantes alemães.

A presença dos imigrantes permitiu a diversificação da economia com a instalação do modelo de estâncias agrícolas.

Várias novas batalhas assolaram o território. A mais longa e sangrenta foi a Guerra dos Farrapos ocorreu entre 1835 e 1854.

O estado só foi pacificado em 1928, na gestão do governador Getúlio Vargas (1882 - 1954).

Compreenda melhor este assunto lendo os artigos:

Cidades

Porto Alegre

A cidade foi fundada em 1752, por portugueses açorianos. O primeiro nome foi Porto dos Casais. O crescimento econômico de Porto Alegre foi impulsionado pela presença dos alemães em São Leopoldo e Novo Hamburgo.

As colônias de italianos também tiveram importante papel no desenvolvimento da cidade. A economia é diversificada, passando pela produção de frutas, legumes e folhosas.

O setor industrial está entre os mais importantes do País. A indústria do setor calçadista ocupa posição privilegiada na economia nacional.

Gramado e Canela

As famosas cidades da região serrana gaúcha atraem milhares de turistas todos os anos. O clima na região é ameno, com invernos rigorosos. Essa característica é explorada pela indústria turística, especializada em eventos, cafés coloniais e chocolates artesanais.

Gramado é sede de importantes eventos, como o Festival de Cinema de Gramado e o Festival Internacional de Publicidade. A cidade é envolta por uma bela paisagem natural, com lagos e cascatas.

Canela

As paisagens também são o ponto forte do turismo em Canela. A cidade exibe uma arquitetura peculiar, com padrões europeus.

Vinho

O Rio Grande do Sul concentra 91% da produção nacional de vinhos, atividade iniciada pelos imigrantes italianos. Colônias de italianos se instalaram na região a partir de 1875, atraídos pelo clima propício à produção da uva na Serra Gaúcha.

As lavouras de uva estão localizadas em Caxias do Sul, Farroupilha, Antônio Prado, Flores da Cunha e Bento Gonçalves. Também há lavouras em Garibaldi, Carlos Barbosa, Nova Milano, Nova Roma, São José do Ouro, São Marcos e Veranópolis.

Aspectos Geográficos

Relevo

O relevo gaúcho é formado pelo Planalto Serrano, o Pampa e a Serra Lagunar. A maioria do território está no Planalto Serrano.

Clima

O clima do Rio Grande do Sul é de influência tropical. No Planalto Serrano é subtropical de altitude. As quatro estações são bastante delimitadas e os invernos podem registrar temperaturas negativas em algumas regiões.

Hidrografia

Os rios que cortam o estado estão na bacia do Prata. O principal é o rio Uruguai, que é formado pelo Canoas e Pelotas.

Também são de importância para a região os rios Taquari, Ijuí, Jacuí, Ibicuí e Camacuã.

Leia mais:

Cultura

A cultura gaúcha é uma das mais peculiares do Brasil. Tem uma linguagem específica, ligada ao homem de campanha, que mora no pampa.

Os aspectos culturais do gaúcho repetem o que ocorreu no restante do País. Eles resultam da mistura do indígena, do negro e do colonizador português.

No pampa, o gaúcho era um cavaleiro munido de laço e boleadeira. Nômade, trabalhava em fazendas de gado. Usava calças largas chamadas bombachas, que ficavam presas a botas de couro. No pescoço um lenço para suportar o frio e em torno do corpo um poncho, também com a mesma finalidade.

Também para suportar o frio, o gaúcho tomava logo cedo uma cuia de chimarrão. A bebida foi herdada do povo guarani e hoje remete diretamente à região. O mate é uma bebida quente, feito à base de erva-mate refinada, o que lhe confere um gosto amargo.

O mate e os trajes usados por essa figura são a perfeita tradução do povo gaúcho. Bravo e destemido, era associado a ladrões e aventureiros. A situação mudou com a Guerra dos Farrapos, quando passou a ser visto como patriota.

Churrasco

A carne assada em espetos improvisados e colocados em buracos na terra resultam no mais tradicional prato da culinária gaúcha. O churrasco também remonta à época do trabalho de fazenda em fazenda.

Resulta do improviso para o preparo do alimento. A carne é temperada somente com sal grosso e assada.

Os demais pratos da culinária gaúcha também remontam ao improviso do trabalhador gaúcho. Na região é servido o feijão mexido, preparado com mandioca, o quibebe; à base de abóbora; e a carne seca com mandioca.

O pinhão também é bastante consumido, principalmente no inverno. A fruta seca é cozida e pode ser consumida pura ou em forma de paçoca.

A influência do guarani é percebida no preparo do puchero, uma sopa encorpada, cozida com carne e legumes.

Continue a Estudar!