Sociedade Estamental


A Sociedade Estamental ou de Estados representa a estrutura social típica do sistema feudal medieval, dividida nos estamentos (grupos sociais), onde quase não existe mobilidade social, ou seja, a posição do indivíduo na sociedade dependerá de sua origem familiar, por exemplo: nasceu servo, morrerá servo.

De tal modo, a sociedade estamental, esteve marcada pela posse de bens, além do berço de nascimento, tal qual o nome de família e o prestígio envolvido.

Diferente da Sociedade Estratificada (classificada mediante os "estratos"), em que existe a mobilidade social, e da sociedade de classes, pautada sobretudo nos aspectos econômicos, a estrutura da Sociedade Estamental é fixa e homogênea.

Sociedade Estamental na Idade Média

Na Idade Média, a sociedade feudal era hierárquica, dividida basicamente em quatro estamentos ou estados: Rei, Nobreza, Clero e Servos, sendo que os dois primeiros possuíam privilégios em relação ao último grupo subordinado.

Saiba mais sobre a Sociedade Feudal e a Economia Feudal.

Sociedade EstamentalPirâmide Social do Sistema Feudal

Sendo assim, no feudalismo o Rei era o maior poder concentrado nas mãos de uma só figura e a nobreza representava os detentores das terras e riquezas, na época, denominados de "senhores feudais"; o clero, formado por homens da Igreja, representava o poder da religião; e, por fim, o último estamento, os servos ou plebeus trabalhavam nas terras dos senhores feudais, tendo em troca segurança e alimentos.

Num período marcado pelo Teocentrismo, as pessoas aceitavam as condições em que viviam uma vez que para eles, “Deus” havia escolhido aquele destino.

Essa estrutura social fixa foi transformada no final da Idade Média e no início da Idade Moderna, com a crise do sistema feudal, o fortalecimento do comércio e das cidades medievais bem como dos avanços científicos (renascimento científico) e do humanismo renascentista.

Em outras palavras, a visão teocêntrica (Deus como centro do Universo) foi substituída por uma visão antropocêntrica (Homem no centro do Universo), pondo fim a Sociedade Estamental, dando início a Sociedade de Classes.

Saiba mais sobre o conceito de Antropocentrismo.