Como aprender inglês sozinho

Carla Muniz

Para aprender inglês você não precisa se matricular obrigatoriamente em um curso de idiomas ou morar em um país de língua inglesa.

Apesar de toda mais-valia ser bem-vinda, você pode aprender o idioma por sua própria conta também, com a ajuda de alguns recursos e dicas.

A língua inglesa é um dos idiomas com o qual mais temos contato no dia a dia e isso pode ser uma vantagem na hora de estudar inglês sozinho.

Mesmo quem diz não saber nada de inglês, certamente conhece pelo menos alguns vocábulos como smartphone, tablet, book, hot dog, podcast, etc.

O Toda Matéria dá 7 dicas para você se tornar um mestre na arte de aprender inglês sozinho.

1. Explore seus dispositivos eletrônicos

smartphone

Com o avanço da tecnologia e o uso diário de dispositivos eletrônicos como smartphones e tablets, uma boa pedida é alterar o idioma dos sistemas operativos para o inglês.

Como você já deve ter internalizado as palavras em português utilizadas em cada menu, botão, etc., você provavelmente vai criar uma associação entre os comandos e, com isso, enriquecer o seu vocabulário.

A certa altura, seu cérebro já vai estar treinado para nem sequer pensar mais no vocabulário em português e com isso já vai buscar, por exemplo, a opção de add new contact quando quiser adicionar um contato novo e assim por diante.

Enriqueça o seu vocabulário:

2. Assista séries e vídeos em inglês

assistir TV

Você é fã de alguma série de televisão ou tem aquela relação de filmes que fazem parte da lista dos seus favoritos?

Que tal unir o útil ao agradável e se fazer valer das suas preferências para aprimorar os seus conhecimentos da língua inglesa?

Uma ótima opção nesse caso, é assistir aos vídeos com idioma e legenda em inglês.

Ao ouvir e ler as palavras em inglês simultaneamente, você vai desenvolver várias habilidades ao mesmo tempo:

  • Aprimorar o seu listening.
  • Compreender os sentidos das palavras dentro de um contexto (o que é muito mais útil do que aprender palavras isoladamente).
  • Aprender a pronúncia correta das palavras.
  • Ver a grafia de determinados vocábulos.
  • Internalizar estruturas gramaticais.

3. Ouça músicas em inglês

ouvir música

Se você já estudou inglês e ficou frustrado com exercícios de listening com áudios chatos, ultrapassados ou totalmente desinteressantes, não se desanime!

Ao adotar o método correto, aprender inglês pode se tornar extremamente motivante e prazeroso.

Por que não utilizar as suas músicas preferidas em inglês para aprimorar o seu listening, por exemplo?

Nos estudos de línguas estrangeiras, o listening é a habilidade de compreensão oral.

O listening através de músicas ajuda você a aprimorar não só a sua compreensão do que é dito, mas também a sua pronúncia.

Você pode, por exemplo, tocar frase por frase e tentar repetir o que ouvir. Em seguida, quando já estiver bem familiarizado com as palavras, pode cantar junto.

Se é verdade que “quem canta seus males espanta”, seus estudos vão bombar!

4. Não traduza palavra por palavra

bandeiras BR EUA

Um dos principais problemas observado nos alunos de idiomas é o hábito que praticamente todos têm de tentar traduzir todos os conteúdos para o português, e pior: palavra por palavra.

É muito importante ter em atenção que certas estruturas, tempos verbais e até mesmo palavras não coexistem nas duas línguas.

O substantivo saudade, por exemplo, não existe em inglês. Para expressar uma ideia semelhante, recorremos, por exemplo, ao verbo to miss (sentir falta).

Da mesma forma, o tempo verbal Present Perfect não possui nenhum correspondente na conjugação da língua portuguesa.

Quando dizemos, por exemplo, I have already been to Ireland, o nosso foco deve ser compreender o sentido da frase, sem maiores preocupações com correspondências com a língua portuguesa.

Aprenda de forma leve e livre. Não se concentre nas unidades, mas sim no todo.

Certamente você não irá se arrepender!

5. Leia pequenos textos diariamente

mulher lendo

Não dizem que a prática leva à perfeição? Então não espere mais!

Comece hoje mesmo o seu plano de estudos e nele inclua pequenas leituras diárias de textos em inglês.

O que você ganha com essas leituras? Simples:

  • Enriquece seu vocabulário.
  • Internaliza estruturas frasais.
  • Memoriza grafias de forma saudável.

Leia quantas vezes forem necessárias.

O importante é que a dado momento você sinta que já consegue compreender a ideia do texto e a mensagem que ele passa.

Se for preciso, volte ao mesmo texto passadas algumas semanas.

Seu conhecimento do idioma já estará um pouco mais avançado e com isso, é provável que sua compreensão do que está escrito esteja mais apurada.

Lembre-se: a pressa é inimiga da perfeição!

6. Pratique o shadowing

shadowing

O shadowing é um método de aprendizagem de idiomas.

Para recorrer ao shadowing, você precisa de um áudio gravado por um falante nativo da língua inglesa e também do conteúdo gravado transcrito.

Essa técnica primeiramente consiste em ouvir o áudio acompanhando o texto escrito ao mesmo tempo.

Nessa fase, é importante observar com atenção não só a pronúncia das palavras, mas também a entonação utilizada.

Na fase a seguir, você deve tocar o áudio e ler o texto ao mesmo tempo, falando juntamente com o original todo o conteúdo gravado.

O shadowing ajuda você a desenvolver sua compreensão oral e também a sua pronúncia, ambas de fundamental importância na comunicação em inglês com outras pessoas.

7. Não tenha medo da conversação

conversa

Acha que não tem vocabulário suficiente para conversar ou que seus conhecimentos de gramática não são suficientes para flexionar os verbos corretamente?

Não pense assim!

No que diz respeito à conversação, o importante é começar.

Não tenha medo e nem fique constrangido com erros. Eles fazem parte de todo e qualquer processo de aprendizagem.

Se você conhece alguém que também estude inglês ou mesmo alguém que já fale fluentemente ou seja nativo, aproveite a oportunidade para treinar.

A conversa não precisa ser longa e formal.

Um simples diálogo sobre o tempo, o dia ou a escola já será de grande utilidade para ajudar você a soltar a língua!

Agora que você já sabe o passo a passo para aprender inglês sozinho, basta arregaçar as mangas e colocar as mãos à obra.

Bons estudos!

Carla Muniz
Carla Muniz
Professora, lexicógrafa, tradutora, produtora de conteúdos e revisora. Licenciada em Letras (Português, Inglês e Literaturas) pelas Faculdades Integradas Simonsen, em 2002.