Colesterol


O colesterol é um tipo de lipídio, um esteroide, que pode ser sintetizado no corpo (principalmente no fígado) ou obtido da alimentação, sendo absorvido no intestino e transportado no sangue (pelas lipoproteínas) até os tecidos, onde compõe as membranas das células. Não está presente em células de plantas, nem de bactérias, somente em animais.

ColesterolObserve no infográfico um resumo com as principais informações sobre o colesterol.

As Lipoproteínas

As lipoproteínas são constituídas de moléculas de colesterol, e outros tipos de lipídios, associados às proteínas do sangue, as chamadas apoproteínas. As lipoproteínas LDL, HDL E VLDL diferem em densidade, tamanho e na sua constituição. As LDL são lipoproteínas de baixa densidade (a sigla vem do inglês low density lipoprotein), as VLDL são de muito baixa densidade (very low density lipoprotein) e as HDL são de alta densidade (high density liprotein).

ColesterolRepresentação das lipoproteínas e seus componentes

As lipoproteínas são responsáveis pelo transporte dos diferentes tipos de lipídios no sangue, caso contrário seria mais difícil transporta-los, uma vez que não são solúveis nos fluidos corporais. Assim, por exemplo, as VLDL carregam os triglicerídios sintetizados no corpo até os tecidos onde são necessários.

Afinal, o colesterol é bom ou mau?

As LDL são as que mais carregam o colesterol, portanto se houver uma concentração elevada dele no sangue, o processo de captação das LDL é afetado e ele se acumula. Desse modo, a gordura se deposita nos vasos sanguíneos, formando ateromas (placas de gordura) que impedem a circulação normal do sangue, podendo até provocar completa obstrução. A formação dos ateromas produz uma doença inflamatória nos vasos chamada aterosclerose.

ColesterolFormação de ateromas em uma artéria.

Já o papel das HDL é pegar o colesterol do sangue e levá-lo até o fígado, onde ele é metabolizado e excretado na bile, ou então se combina com outras substâncias formando os sais biliares que participam da digestão dos lipídeos.

Devido às características de cada lipoproteína, geralmente LDL é chamada de colesterol ruim e HDL é chamada colesterol bom. No entanto, atualmente essa denominação já é motivo de controvérsias.

Não quer dizer que uma pessoa que coma muita carne irá ter uma doença cardiovascular e outra vegetariana nunca sofra desse problema, porque há diversos fatores de risco a serem considerados, como a predisposição genética ao aumento do colesterol e por consequência a desenvolver tais doenças.

Funções

O colesterol tem importantes funções no organismo, sendo portanto essencial manter um suprimento contínuo desse lipídio. Ele compõe as membranas das células, onde ajuda a regular sua fluidez. A partir dele são formados os hormônios esteroides (hormônios sexuais, como progesterona e testosterona), os ácidos biliares (bile) e a vitamina D. As lipoproteínas são responsáveis pelo transporte do colesterol no sangue até os tecidos.

Fontes de Colesterol

O colesterol é obtido através da dieta em alimentos de origem animal, como carnes e ovos. Além da alimentação o colesterol também é sintetizado no corpo, principalmente no fígado, mas também em outros tecidos onde é necessário.

Essas moléculas não estão presentes nas células das plantas, nelas há um composto chamado fitosterol, que também é encontrado em menor quantidade em alguns óleos vegetais e cujo consumo ajuda a reduzir o nível de colesterol e de LDL no sangue.

O melhor é uma dieta equilibrada!

Concluindo, o consumo de colesterol na alimentação é importante porque ele participa de muitos processos importantes. Uma dieta equilibrada, com poucas gorduras e rica em vegetais favorece o bom funcionamento dos intestinos e contém menos calorias, isso aumenta a longevidade e auxilia a prevenir doenças. O consumo de gorduras boas, como aquelas provenientes do ômega 3 é uma boa opção para uma alimentação saudável.

O consumo de frutas é considerada como uma fonte de benefícios para a saúde e controle do colesterol. As frutas exóticas oferecem ainda mais opções para diversificar o consumo e ter uma dieta equilibrada.

Por outro lado, o consumo excessivo de calorias e gorduras saturadas como a alimentação encontrada nos fast foods, contribui para o desenvolvimento de doenças como diabetes, hipertensão, obesidade, impotência sexual, ataque cardíaco, derrame cerebral e outras doenças degenerativas.