Hormônios

Juliana Diana

Os hormônios são substâncias químicas produzidas pelas glândulas, tecidos especializados e neurônios, que equilibram as funções biológicas do corpo. Cerca de 50 tipos de hormônios são produzidas pelas glândulas endócrinas.

No corpo humano, os hormônios são responsáveis pelo metabolismo, crescimento, sexualidade, dentre outros. A palavra “hormônio”, de origem grega, significa movimento ou estímulo.

Principais Hormônios do Corpo Humano

Muitos hormônios são produzidos pelas glândulas que compõem o sistema endócrino (hipófise, tireoide, paratireoides, suprarrenais, pâncreas e as glândulas sexuais) do corpo humano.

Assim, os principais hormônios do corpo humano são: hormônio do crescimento (GH), antidiurético (ADH), tiroxina (T4), paratormônio, adrenalina, glucagon, insulina, estrogênio, progesterona, prolactina, testosterona.

Tipos de Hormônios

Conheça a seguir alguns tipos de hormônios e como eles atuam no nosso organismo.

Hormônio do Crescimento (GH)

hormônio do crescimento
O hormônio do crescimento é responsável pelo crescimento do corpo como um todo

O hormônio do crescimento é produzido pela hipófise sendo essencial para o crescimento dos seres humanos.

Ele atua no organismo na medida em que promove o desenvolvimento da massa muscular e do alongamento do ossos.

Sua ação está ligada à produção de IGF-1, que é produzido pelo fígado. A partir da junção desses do GH ao IGF-1 é que ocorre o crescimento e desenvolvimento dos tecidos.

Antidiurético (ADH)

antiduretico adh
O hormônio antidiurético atua nos rins e auxilia na eliminação de água pelo corpo

Produzido na glândula hipotálamo e secretado pela neuro-hipófise, o hormônio antidiurético ou vasopressina atua sobre os rins, mais especificamente nos túbulos renais.

Sua ação está relacionada ao controle da excreção de água no corpo, regulando, assim, a pressão sanguínea e o volume de urina armazenado na bexiga.

Tiroxina (T4)

tiroxina T4
O T4 é um hormônio que atua em diversas funções de controle do organismo

A tiroxina, também conhecida como tetraiodotironina (T4) é um hormônio produzido pela glândula tireoide, que por sua vez é produzido pela hipófise.

O T4 atua em conjunto com outro hormônio, a tri-iodotironina (T3) e na falta desses hormônios, acontece a liberação do TSH, estimulando a produção desses hormônios.

Ela é responsável por diversas funções orgânicas, como: regulação do metabolismo, dos batimentos cardíacos, do desenvolvimento e crescimento do corpo e manutenção do peso corporal.

Leia também sobre:

Paratormônio

paratormônio
O paratormônio atua na regulação de cálcio no sangue

O paratormônio é produzido pelas glândulas paratireoides, sendo responsável por regular a quantidade de cálcio no sangue.

Este hormônio atua em conjunto com a calcitonina, que ajuda a reduzir o cálcio do sangue e estimular a glândula paratiroide para liberar o paratormônio e incitar a liberação de cálcio dos ossos para o sangue.

Adrenalina

Adrenalina
A adrenalina é um hormônio ativado a partir de um gatilho de reação

Produzida pela glândulas suprarrenais (adrenais), a adrenalina é o hormônio que atua no sistema nervoso, sendo liberado em momento de tensão e estresse, desenvolvendo sua função de preparar o corpo para a ação de algo.

Ao identificar o gatilho de reação, a amígdala ativa o hipotálamo para que este possa ligar o sistema nervoso ao endócrino. A glândula pituitária (hipófise) libera para as glândulas suprarrenais a ativação do hormônio.

Os efeitos mais comuns da adrenalina são: sudorese excessiva, contração dos vasos sanguíneos, taquicardia (aumento dos batimentos cardíacos), aumento da pressão arterial e frequência respiratória.

Glucagon

glucagon
O glucagon é um hormônio que aumenta o nível de glicose no sangue

O glucagon é um hormônio produzido pelo pâncreas e que atua no equilíbrio da taxa de glicose no sangue.

Sua ação é realizada por meio da ativação da enzima fosforilase, ou seja, quando as moléculas de glicogênio do fígado são transformadas em moléculas de glicose.

É a partir da ação exercida pelo glucagon que é evitada a hipoglicemia (queda da taxa de açúcar no sangue).

Insulina

Insulina
A insulina é o hormônio responsável por permitir a entrada de glicose na célula

Produzida pelo pâncreas, a insulina atua na absorção e controle da taxa de glicose pelas células.

Ela ajuda a evitar a diabete ou hiperglicemia (aumento de glicose no sangue).

Estrogênio

estrogenio
O nível de estrogênio no corpo varia de acordo com a idade da mulher

O estrogênio é um hormônio produzido pelos ovários femininos. Ele é responsável pelo desenvolvimento das características sexuais nas mulheres, como crescimentos dos seios, pelos pubianos, dentre outros.

A produção deste hormônio pelo organismo varia de acordo com a idade da mulher. Na puberdade, o estrogênio desempenha importante função no ciclo menstrual. Durante a gestação sua produção é aumentada, pois ele prepara o corpo para o parto.

Progesterona

progesterona
A progesterona é responsável pelas mudanças no organismo da mulher grávida

A progesterona é um hormônio produzido pelos ovários, pois ele atua no desenvolvimento do corpo para receber uma gestação.

Este hormônio é essencial para a mulher, pois tem relação com a menstruação, fecundação, transporte e implantação do óvulo fertilizado.

A progesterona é responsável pela preparação do útero e das mamas, bem como a inibição das contrações uterinas a fim de assegurar o desenvolvimento do feto.

Prolactina

prolactina
A prolactina é o hormônio responsável pela produção do leite materno

A prolactina é o hormônio produzido nas glândulas mamárias femininas.

Ele é responsável pela produção do leite para alimentar o bebê e, por isso, durante a gestação as mamas ficam cheias de leite a fim de assegurar a nutrição do recém-nascido.

Testosterona

testosterona
A testosterona é responsável pelas características sexuais masculinas

A testosterona é o hormônio produzido pelos testículos, sendo responsável pelo desenvolvimento das características sexuais masculinas.

Os níveis de testosterona diminuem com o passar dos anos. Ela atua no desenvolvimento da bolsa escrotal, no crescimento da barba, engrossamento da voz, crescimento dos músculos, dentre outros.

Disfunção e Distúrbios Hormonais

Quando os hormônios não estão funcionando corretamente, dizemos que o corpo está sofrendo uma disfunção hormonal, que pode ocorrer tanto nos homens quanto nas mulheres.

A disfunção hormonal é muito comum nos casos relacionados às glândulas sexuais. Os problemas mais recorrentes estão relacionados a infertilidade, aumento de peso, acne e pelos corporais, bem como os chamados “ovários policísticos”, no caso das mulheres, e a “andropausa”, nos homens.

No entanto, os distúrbios hormonais são caracterizados pela deficiência das glândulas endócrinas, de maneira que passam a produzir uma quantidade menor de hormônios. Dessa forma, o tratamento é baseado na reposição hormonal.

Juliana Diana
Juliana Diana
Licenciada em Ciências Biológicas pelas Faculdades Integradas de Ourinhos (FIO) em 2007. Pós-graduada em Informática na Educação pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) em 2010. Mestre em Gestão do Conhecimento pela UFSC em 2015.