Mamute

Juliana Diana

O mamute (Mammuthus) é um mamífero da mesma família dos elefantes e foi extinto há mais de 10 mil anos. Eram considerados animais sociáveis, já que viviam em grupos.

Suas presas de marfim, tromba e tamanho exuberante são suas principais marcas.

Características do mamute

Mamute
Mamute

O tamanho do mamute é uma de suas principais características, algumas espécies podiam alcançar até 5 metros de altura e pesar até 20 toneladas.

Eles possuíam uma grossa camada de pelos e gordura para ajudar a suportar as baixas temperaturas dos locais que viviam.

As presas de marfim eram usadas para cavar a neve e marcar território. Além disso, os machos com as presas maiores e mais curvadas poderiam cruzar com as fêmeas. O tamanho das presas no macho apresentavam em média 2,5 metros e nas fêmeas, o tamanho médio era de 1,6 metros.

Suas trombas chegavam a aproximadamente 3 metros de comprimento e auxiliavam na retirada da neve e na alimentação, que tinha como base raízes, folhas, vegetais e frutas.

Habitat do mamute

mamute habitat

Encontrados principalmente em locais com baixa temperatura, pesquisadores relatam que os mamutes viveram nos continentes Europeu, Asiático, Africano e também na América do Norte, por volta de 10 mil a 20 mil anos atrás.

A Sibéria foi o local que os mamutes sobreviveram até ficarem extintos. É também nesta região que foram encontrados fósseis com melhor estado de conservação. Isso porque o local frio em que viviam, coberto de gelo, contribuiu para a preservação de suas características, evitando sua decomposição.

Extinção do mamute

Extintos no final da Era do Gelo, os mamutes são estudados a partir de fósseis encontrados por pesquisadores e arqueólogos.

Existem duas teorias sobre a extinção dos mamutes, porém não se sabe ao certo qual o principal motivo.

A primeira delas está relacionada às mudanças climáticas, já que contribuem com o aumento das temperaturas, o derretimento das geleiras e aumento da umidade e temperatura do ambiente.

A partir dessas alterações, considera-se que estas características não eram apropriadas para a sobrevivência do mamute e, por isso, a população foi diminuindo até a extinção total.

Você sabia que alguns animais que vivem em águas geladas e nas regiões mais frias do planeta, com o pinguim e a baleia orca também sofrem com as consequências do aquecimento global?

Caça ao mamute
Ilustração de caça predatória ao mamute

A segunda teoria para a extinção do mamute remete à caça predatória realizada pelo homem. Relatos apontam que cada parte do mamute morto tinha uma função: os ossos para construção de cabanas e para fogueiras, a pele para cobertura das cabanas e como vestimentas e, por fim, a carne servia para consumo.

A caça predatória é um dos motivos de extinção.

Leia também:

Espécies de mamutes encontrados

A partir do estudo de fósseis de mamutes encontrados, pesquisadores e arqueólogos identificaram, catalogaram e descreveram 10 espécies de mamute.

  1. Mamute Africano (Mammuthus Africanavus): extinto há aproximadamente 2 milhões de anos, esta espécie de mamute foi encontrado na Líbia, Marrocos e Tunísia;
  2. Mamute Anão da Sardenha (Mammuthus Lamarmorae): nativo da ilha da Sardenha, este mamute foi considerado um dos menores, podendo pesar 800 quilos e medindo aproximadamente 1,50 de altura;
  3. Mamute Ancestral (Mammuthus Meridionalis): atingindo até 4 metros de altura e 10 toneladas, esta espécie de mamute surgiu há aproximadamente 4,8 milhões de anos;
  4. Mamute Columbiano (Mammuthus Columbi): representa a espécie que migrou para a América do Norte, vivendo mais próximo do sul. Pesquisadores encontraram um molar de aproximadamente 45 mil anos em Rondônia, levando a crer ser desta espécie de mamute;
  5. Mamute da Estepe (Mammuthus Trogontherii): esta foi a primeira espécie a viver no clima temperado. O primeiro fóssil foi encontrado no ano de 1885 na região siberiana;
  6. Mamute de Jefferson (Mammuthus Jeffersonii): esta espécie é considerada uma mistura de duas espécies de mamute, o Mamute Columbiano e o Mamute Lanoso;
  7. Mamute Imperial (Mammuthus Imperator): considerada a espécie de mamute mais alta, podendo atingir 5 metros de altura e pesar até 18 toneladas;
  8. Mamute Lanoso (Mammuthus Primigenius): este foi o mamute mais abundante de todas as espécies. Seu tamanho era de aproximadamente 3 metros de altura e pensando até 10 toneladas;
  9. Mamute Pigmeu (Mammuthus Exilis): descendente do Mamute Columbiano, esta espécie viveu nas ilhas do Canal da Califórnia e apresentava cerca de 2 metros de altura e 900 quilos;
  10. Mamute Sul Africano (Mammuthus Subplanifrons): extinto há mais de 3 milhões de anos, esta é a espécie ancestral de todos os mamutes. Sua altura era de cerca de 4 metros e seu peso chegava a 9 toneladas.

O mamute pode ser clonado?

Pesquisadores e arqueólogos que estudam os fósseis dos mamute apontaram a possibilidade de clonagem do mamute.

A técnica utilizada seria a extração do material genético para gerar um animal semelhante ao mamute. A gestação seria feita em um elefante, que possui estrutura e anatomia equivalente.

Essa é uma discussão recente que pesquisadores e cientistas da Universidade de Harvard vêm discutindo, pois é importante considerar as consequências para fauna e a cadeia alimentar.

Leia também:

Juliana Diana
Juliana Diana
Licenciada em Ciências Biológicas pelas Faculdades Integradas de Ourinhos (FIO) em 2007. Pós-graduada em Informática na Educação pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) em 2010. Doutora em Gestão do Conhecimento pela UFSC em 2019.