Animais Invertebrados


Os animais invertebrados, pertencentes ao reino animal, correspondem aqueles que não possuem crânio, nem coluna dorsal.

Em muitos casos, possuem corpo mole, entretanto, há alguns, como os artrópodes, que são conhecidos por possuírem um exoesqueleto de calcário.

O exoesqueleto está associado às funções do esqueleto interno dos vertebrados, com o objetivo de sustentação, maior facilidade para locomoção, bem como o de proteção.

borboleta animais invertebrados
A borboleta é um exemplo de animal invertebrado

Características dos Animais Invertebrados

Os animais invertebrados apresentam características que podem ser dividida em duas categorias, podendo ser de acordo com sua estrutura óssea e com o local em que vivem

Segundo a estrutura corpórea dos animais invertebrados, suas principais características são:

CaracterísticasDescrição
AeróbicosRetiram o oxigênio do ar ou da água conforme o meio em que vivem (há diversos tipos de sistema respiratório).
PluricelularesPossuem o corpo formado por muitas células.
EucariontesSuas células tem núcleo envolvido por membrana.
HeterótrofosNecessitam ingerir outros seres vivos, uma vez que não possuem clorofila e não são capazes de produzir o próprio alimento.
Reprodução SexuadaA maioria se reproduz de forma sexuada, ou seja, através de gametas, embora haja espécies que se reproduzem de forma assexuada.
Presença de tecidos e órgãosPossuem essas estruturas, com exceções dos filos mais simples como os Poríferos.
Simetria bilateralA maioria possui simetria bilateral, ou seja, duas metades do corpo simétricas. Todavia, os equinodermos têm simetria radial (vários planos longitudinais a partir do centro do corpo) e as esponjas não têm nenhuma simetria.

Segundo o local em que vivem, os animais invertebrados podem ser classificados em:

ClassificaçãoDescrição
Invertebrados terrestrescomo formigas, caracóis e minhocas; outros possuem a capacidade de voar, como moscas, joaninhas e gafanhotos.
Invertebrados aquáticosque vivem tanto de água doce como salgada, como o camarão, siri, polvo e estrela do mar.

Além disso, alguns vivem no corpo humano e de outros animais, como são chamados os parasitas (pulga e piolho).

Leia também sobre:

Exemplos de Animais Invertebrados

Os animais invertebrados são divididos em diversos filos, são eles: poríferos, cnidários, platelmintos, nematelmintos, moluscos, anelídeos, artrópodes e equinodermos.

Conheça a seguir as principais características e exemplos de cada filo.

Poríferos

poríferos
A esponja-do-mar é um exemplo de porífero

Os poríferos, popularmente chamados de esponjas-do-mar, são conhecidos por serem invertebrados aquáticos e que vivem grudados em algum tipo de substrato.

Sua principal característica é a presença de poros pelo corpo, daí surge seu nome. Ele pode apresentar vários formatos, tamanhos e cores, dependendo da qualidade da água e das substâncias que ele absorve.

Cnidários

cnidários
As águas-vivas são cnidários que vivem no mar

Os cnidários, também conhecidos como Ctenóforos, são organismos pluricelulares e em sua maioria aquáticos e marinhos.

Eles possuem um tipo específico de célula nos tentáculos, que contém um filamento com espinho e um líquido urticante.

Este espinho possibilita que o animal injete uma substância tóxica na presa ou ainda como forma de defesa. Nos seres humanos costuma causar queimaduras.

Os exemplos mais populares deste filo são as águas-vivas e anêmonas-do-mar.

Platelmintos

platelmintos
Verme da esquistossomose, doença causada pelo platelminto esquistossomo

Os platelmintos são os vermes com corpo achatado e pouca espessura. São animais que se desenvolvem na água, porém apresentam vida livre, ou seja, podem viver na terra.

Este animal invertebrado possui poucos centímetros de comprimento, sendo que na cabeça estão localizadas as estruturas sensoriais. Apresenta um sistema digestivo incompleto.

Os exemplos mais comuns deste tipo de animal invertebrado são a tênia e esquistossomos.

Nematelmintos

nematelmintos
A lombriga é um exemplo de nematelminto

Os nematelmintos, ou nematódeos, são os vermes com corpo cilíndrico. Seu desenvolvimento se dá na água e podem viver em terra, desde que o solo seja úmido.

É conhecido por ser o transmissor de diferentes doenças, como ascaridíase, amarelão, elefantíase e bicho-geográfico.

O exemplo mais comum de nematelminto é a lombriga.

Anelídeos

anelídeos
A minhoca é um dos anelídeos mais comuns

Os anelídeos são os vermes divididos em "anéis", como as minhocas e os sanguessugas. Sua principal característica é o corpo mole, alongado, cilíndrico e segmentado, parecendo uma divisão por anéis.

Este tipo de animal invertebrado pode ser encontrado tanto em água doce quanto em água salgada, ou ainda em solos úmidos.

Moluscos

moluscos
O caramujo é um exemplo de molusco que vive em solo úmido

Os moluscos são animais invertebrados que apresentam corpo mole. Dependendo da espécie podem ser envoltos por uma concha, que exercem a função de proteção do corpo e para evitar perda de água.

Podem ser encontrados em ambientes aquáticos marinhos, de água doce ou em solo úmido.

Como exemplo de moluscos podemos citar polvos, lulas, lesmas, caramujos, ostras, mariscos e mexilhões.

Equinodermos

equinodermos
A estrela-do-mar é o exemplo mais comum de equinodermos

Os equinodermos são animais invertebrados exclusivamente marinhos. Seu corpo é simétrico e suas partes são distribuídas em forma de circunferência.

O formato e tamanho são variados, vivem isoladamente e fixos a um substrato.

Alguns exemplos de equinodermos são os pepinos-do-mar, estrelas-do-mar e ouriços-do-mar.

Artrópodes

Os artrópodes são um filo muito diverso, representam cerca de 99% do reino animal. Suas principais características são as patas articuladas, o exoesqueleto (esqueleto externo) e corpo segmentado.

São divididos nos diferentes grupos: insetos, aracnídeos, miriápodes e crustáceos.

Insetos

insetos
A joaninha é um exemplo de inseto

Os insetos representam o grupo com maior diversidade entre os animais, possuindo cerca de 900 mil espécies.

Seu corpo possui 3 pares de patas, 2 pares de antenas e 1 ou 2 pares de asas.

Os animais que compõem o grupo dos insetos são: cigarras, borboletas, gafanhotos, percevejos, besouros, formigas, abelhas, libélulas, cupins, baratas, moscas, traças, pernilongos, pulgas, baratas.

Aracnídeos

aracnídeos
O escorpião é um exemplo de aracnídeo

Os aracnídeos são os animais invertebrados que representam as aranhas, escorpiões, ácaros, carrapatos.

Eles não apresentam antenas e mandíbulas, porém possuem quelíceras, que nos escorpiões são pinças preensoras e nas aranhas são os ferrões. Além disso, os aracnídeos possuem 4 pares de patas.

Leia mais sobre algumas aranhas:

Miriápodes

miriápodes
A lacraia é um exemplo de miriápode

Os miriápodes são também conhecidos como unirremes, pois não apresentam apêndices ramificados. Seu corpo é formado por um par de antenas, cabeça e tronco alongados, sua mandíbula não é articulada e possui diversas pernas.

São animais exclusivamente terrestres, não havendo espécies que vivem em ambiente aquático.

Como exemplo de miriápodes, destacam-se as centopeias e lacraias.

Crustáceos

crustáceos
O caranguejo é o exemplo mais popular dentre os crustáceos

Os crustáceos são animais invertebrados que vivem, em sua maioria, em ambiente aquático marinho ou de água doce.

Desempenham um importante papel ecológico, formando a base da cadeia alimentar nos ecossistemas marinhos.

Seu corpo é segmentado, possui 2 pares de antenas que desempenham função sensorial e de equilíbrio, mandíbulas e maxilas, além de apêndices locomotores.

Como exemplos de crustáceos destacam-se os caranguejos, lagostas, camarões, siris e cracas.

Você sabia?

A maioria dos animais do planeta são invertebrados, representando 97% das espécies, o que dá um total de cerca de 1,5 milhão de espécies.

No processo de evolução, os cientistas não tem uma conclusão sobre como os invertebrados surgiram. Duas teorias são mais populares, sendo uma considerando que foi originário de um ancestral unicelular primitivo; já a outra teoria é que eles tiveram diferentes origens.

Você também pode se interessar por:

Juliana Diana
Licenciada em Ciências Biológicas pelas Faculdades Integradas de Ourinhos (FIO) em 2007. Pós-graduada em Informática na Educação pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) em 2010. Mestre em Gestão do Conhecimento pela UFSC em 2015.