O Elemento Químico Ouro (Au)

Carolina Batista

Ouro é um elemento químico da Tabela Periódica representado pelo símbolo Au, cujo número atômico é 79 e pertence aos metais de transição.

Trata-se de um dos primeiros metais que foram manipulados pelo homem, devido ao fato de ser encontrado puro na natureza.

Por ser um metal nobre, o ouro é um dos metais mais desejados e amplamente utilizado na confecção de joias, moedas e objetos de ornamentação na forma de liga com outros metais.

elemento químico ouro
Localização do ouro na Tabela Periódica

Características do ouro

  • Possui cor amarela brilhante
  • É resistente à corrosão
  • Ocorre livre na natureza na forma de pepitas ou grãos
  • Metal macio e flexível
  • Pouco abundante na natureza

Propriedades do ouro

O ouro tem muitas aplicações devido às suas propriedades, que vão além do seu brilho e cor. É um metal fácil de trabalhar e de ser moldado e, por isso, é utilizado há muito tempo pelo homem.

Propriedades físicas

Condutividade elétrica 45,2 x 106 S/m
Densidade 19,3 g/cm3
Dureza 2,5 (Escala Mohs)
Ponto de fusão 1064 °C
Ponto de ebulição 2856 °C

Propriedades químicas

Eletronegatividade 2,54
Energia de ionização 9,226 eV
Números de oxidação (Nox) +1, +3
Reatividade

Sofre oxidação:

  • Numa mistura de ácido clorídrico (HCl) e ácido nítrico (HNO3)
  • Na presença de halogênios
Compostos mais comuns
  • AuCl3 (Tricloreto áurico)
  • HAuCl4 (Ácido cloroáurico)
  • Au2O3 (Óxido de ouro III)

Origem do ouro

Devido às suas características, os registros da exploração do ouro pelo homem remonta à 6 mil anos. É possível ver na Bíblia a utilização do ouro como símbolo de riqueza e hieróglifos egípcios datam a utilização do ouro desde 4000 a.C.

Esse metal está ligado à cultura e história de muitos povos por ter sido descoberto por vários grupos em locais e épocas diferentes.

Na antiguidade, há registros de exploração do ouro no Sudão, norte da Grécia, Irã e China.

Na Idade Média, além da descoberta desse metal em outros lugares, como Áustria e Saxônia, também desenvolveu-se o movimento chamado de Alquimia, que buscava transformar metais comuns em materiais de alto valor, como o ouro.

A partir do século XI é possível perceber a expansão desse metal pelo mundo, passando a ser muito utilizado na cunhagem de moedas.

Até mesmo na América, após sua descoberta, foi observado que os povos habitantes de algumas regiões, como Incas e Astecas, possuíam reservas de exploração não só desse metal, mas também da prata, o que levou a rápida exploração dos espanhóis no continente.

No Brasil, nas regiões de Minas Gerais, Mato Grosso e Goiás foram encontradas minas auríferas, o que resultou em uma "corrida do ouro" tornando-se uma atividade econômica na fase colonial do país.

Para que serve o ouro?

Ouro
Joias fabricadas com ouro

Joias

O maior consumo de ouro é para fabricação de joias. Cor, brilho, durabilidade e a tradição do uso desse metal, faz com que uma joia que contém ouro seja valiosa.

Para aumentar a resistência do material, os artesãos preparam uma liga com outros metais, como platina, prata e cobre.

O quilate foi desenvolvido para especificar a quantidade de ouro em uma liga. Por exemplo: o ouro 24 quilates (24K) é o ouro puro, já o ouro 12 quilates (12K) é uma liga em que 50% da sua composição pertence a esse metal.

Moedas

Há muito tempo o ouro tem valor comercial e é utilizado como meio de troca ou dinheiro. Isso se deve ao fato da sua raridade, alto valor e possibilidade de ser fracionado.

As primeiras moedas de ouro foram fabricadas em 560 a.C. pela ordem do rei Croesus de Lídia (uma região da atual Turquia).

Há também as barras de ouro que ainda são uma forma de investimento de algumas instituições, devido à facilidade de manuseio e o armazenamento.

Eletrônicos

Por ser resistente à corrosão e possuir alta condutibilidade, o ouro é utilizado em eletrônicos que usam correntes e tensões muitos baixas, conferindo confiabilidade ao material.

Sofisticados dispositivos eletrônicos, como celulares, GPS (Sistema de Posicionamento Global) e calculadoras possuem uma pequena quantidade de ouro em sua composição.

Saiba mais sobre a tabela periódica e outros elementos químicos em:

Carolina Batista
Carolina Batista
Técnica em Química pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (2011) e Bacharelada em Química Tecnológica e Industrial pela Universidade Federal de Alagoas (2018).