Propriedades da Matéria

Carolina Batista

Matéria é tudo o que tem massa e ocupa lugar no espaço.

As propriedades da matéria são as características físicas ou químicas que nela existem e servem para diferenciar os materiais.

As propriedades podem ser classificadas em gerais e específicas que, por sua vez, se dividem em: químicas, físicas, organolépticas e funcionais.

Propriedades Gerais da Matéria

As propriedades gerais são características que se aplicam a qualquer matéria, independente da sua constituição.

Massa Corresponde à quantidade de matéria de um corpo.
Volume Corresponde ao espaço ocupado pela matéria, em qualquer estado físico.
Inércia Corresponde à permanência da ação ou inatividade da matéria: manter-se parado ou em movimento.
Impenetrabilidade Não há possibilidade de dois corpos ocuparem o mesmo lugar ao mesmo tempo.
Divisibilidade A matéria poder ser dividida em diversas partes muito pequenas.
Compressibilidade Ocorre a redução do volume da matéria, mediante a aplicação de pressão.
Elasticidade Há o regresso do volume da matéria após a força de compressão cessar.
Indestrutibilidade Não se pode destruir ou criar a matéria, o que ocorre são transformações.
Extensão É a capacidade de ocupar lugar no espaço.
Descontinuidade Existem espaços na matéria que não são visíveis a olho nu.

Exemplo: Os gases podem ser comprimidos, como acontece com o ar no pneu de um carro.

Para mais informações sobre as propriedades gerais, não deixe de ler:

Propriedades Específicas da Matéria

Ao contrário das propriedades gerais, as propriedades específicas são características exclusivas de determinada matéria.

Essas características especificam e identificam com exclusividade algumas matérias, diferenciando-as das demais.

Propriedades Químicas

As propriedade químicas são obtidas através de transformação/reação química.

Combustível Capacidade de reagir com oxigênio e liberar energia.
Oxidante Capacidade de retirar elétrons de uma substância.
Corrosivo Capacidade de danificar ou desgastar um material por meio de uma reação química.
Explosivo Capacidade de expandir e liberar ondas de pressão acompanhadas de gases e calor em um curto espaço de tempo.
Efervescência Capacidade de produzir gás e liberá-lo em meio líquido.
Fermentação Capacidade de transformar a matéria orgânica e produzir energia.

Exemplo: Uma barra de ferro que fica à chuva e acaba por enferrujar/corroer.

Para mais informações sobre as propriedades químicas, não deixe de ler:

Propriedades Físicas

As propriedades físicas não dependem de transformações, ou seja, são inerentes à matéria.

Ponto de fusão Temperatura em que a substância muda do estado sólido para o estado líquido.
Ponto de ebulição Temperatura em que a substância muda do estado líquido para o estado gasoso.
Densidade É a quantidade de matéria em determinado volume.
Solubilidade Capacidade de uma substância se dissolver, ou não, em um determinado líquido.
Condutividade elétrica Refere-se ao caráter elétrico dos materiais, classificando-os em: condutores, semicondutores e isolantes.
Maleabilidade Permite a moldagem de um material em finas lâminas.
Magnetismo Propriedade de atração e repulsão de determinados metais e ímãs.
Ductibilidade Capacidade do material suportar a deformação sem se romper.
Dureza Resistência de um material à deformações pela aplicação de uma força.
Viscosidade Resistência de um fluido ao escoamento.

Exemplo: Tanto um cubo de gelo flutua em um copo com água, quanto um iceberg flutua sobre o oceano devido a diferença de densidade.

Para mais informações sobre as propriedades físicas, não deixe de ler:

Propriedades Organolépticas

As propriedades organolépticas são percebidas pelos órgãos dos sentidos e, por esse motivo, podem ser discutíveis, uma vez que as pessoas têm percepções diferentes acerca de alguns sentidos, tal como com relação ao sabor.

Odor O cheiro classifica as substâncias em odorantes, enquanto as inodoras não possuem cheiro, ou seja, não é sentido pelas células olfativas.
Sabor As substâncias podem ser classificadas em doces, amargas, azedas ou salgadas pelo reconhecimento do sabor nas papilas gustativas.
Cor A cor de um material é gerada pela frequência de onda luminosa que é refletida e percebida pela visão.
Brilho Essa é a capacidade que um material tem de refletir ou absorver luz que incide sobre ele.
Textura A superfície de um material pode ter um aspecto liso, rugoso, áspero ou macio de acordo com a percepção do tato.
Som São vibrações que ao penetrarem no nosso ouvido produzem sensações auditivas.

Exemplo: É característico dos metais serem brilhosos, enquanto que outros materiais são opacos como a madeira.

Para mais informações sobre as propriedades organolépticas, não deixe de ler:

Propriedades Funcionais

As propriedades funcionais são características constantes em determinadas matérias, sendo pertencentes a um mesmo grupo funcional, tais como os ácidos, bases, óxidos e sais.

Ácidos São substâncias que ionizam em solução aquosa, liberam íons H+ e têm sabor azedo.
Bases São substâncias que dissociam em solução aquosa, libera íons OH- e causam adstringência.
Sais São compostos iônicos que apresentam, no mínimo, um cátion diferente de H+ e um ânion diferente de OH-.
Óxidos São compostos binários, que têm dois elementos, sendo um deles o oxigênio.

Exemplo: Uma vez que as laranjas e os limões são frutas ácidas, elas pertencem a um mesmo grupo funcional.

Para mais informações sobre as propriedades funcionais, não deixe de ler:

Resumo sobre as Propriedades da Matéria

Propriedades Gerais da Matéria
São características que se aplicam a qualquer matéria, independente da sua constituição.
  • Massa
  • Volume
  • Inércia
  • Impenetrabilidade
  • Divisibilidade
  • Compressibilidade
  • Elasticidade
  • Indestrutibilidade
  • Extensão
  • Descontinuidade
Propriedades Específicas da Matéria
São características exclusivas de determinada matéria que a diferencia das demais.
Químicas Físicas
  • Combustível
  • Oxidante
  • Corrosivo
  • Explosivo
  • Ponto de fusão
  • Ponto de ebulição
  • Solubilidade
  • Magnetismo
Organolépticas Funcionais
  • Cor
  • Sabor
  • Odor
  • Textura
  • Ácidos
  • Bases
  • Sais
  • Óxidos

É importante lembrar que a matéria pode existir em três estados físicos: sólido, líquido e gasoso.

Esses estados podem, todavia, ser transformados se submetidos às seguintes mudanças:

Para aprofundar seus conhecimentos sobre o tema, recomendamos esses textos:

Atividades experimentais

Para comprovar ou testar as propriedades citadas acima podem ser feitas diversas pequenas experiências que tornam mais fácil a sua compreensão.

  1. Pegue uma balança e pese diversos tipos de pequenos objetos, aponte e compare as diferenças. Qual o objeto tem mais massa?
  2. Experimente colocar um desses objetos dentro de uma vasilha com água pela metade. Ao verificar que o nível da água subirá estará diante da característica da impenetrabilidade, bem como verificará que o nível ganho corresponde ao volume do objeto.
  3. Bata num pedaço de giz com uma colher de pau e estará diante da divisibilidade. O giz ficará em mil pedacinhos.
  4. Agora, queime uma folha de papel e responda: A folha foi destruída? Queimar não significa destruir, mas sim, transformar; os vestígios que ficarão do ato de queimar comprovam isso.
  5. Uma forma de verificar o que foi dito acerca das propriedades organolépticas é fazendo um jogo. Vende os olhos de duas pessoas e peça que elas adivinhem os objetos que lhes dar mediante as suas percepções ao tocar e a cheirar os objetos.

Utilize essas listas de exercícios para testar seus conhecimentos:

Carolina Batista
Carolina Batista
Técnica em Química pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (2011) e Bacharelada em Química Tecnológica e Industrial pela Universidade Federal de Alagoas (2018).