Problemas ambientais no Brasil

Os problemas ambientais no Brasil começaram a se agravar entre 1930 e 1970, quando o movimento de industrialização e urbanização propiciou o desenvolvimento, mas não pensou de forma adequada na questão da proteção do ambiente.

Apesar das medidas de controle que foram surgindo ao longo dos anos, o crescimento da população e da indústria desafiam continuamente a luta contra a degradação ambiental.

Atualmente, os principais problemas ambientais brasileiros são:

  • desmatamento;
  • depósitos de lixo a céu aberto;
  • poluição da água;
  • poluição do ar;
  • poluição do solo;
  • queimadas.

Desmatamento: o mais grave

O Desmatamento é um dos mais graves e mais antigos problemas ambientais brasileiros, uma vez que teve início na exploração do pau-brasil, logo na chegada dos portugueses em 1500.

Com o passar dos anos, esse problema foi se agravando à medida que o Brasil foi urbanizado, a atividade agrícola se expandiu e o País se tornou o terceiro maior produtor de madeira do mundo.

Impactos ambientais:

  • destruição da biodiversidade;
  • erosão do solo;
  • aquecimento global.

Depósitos de lixo a céu aberto: sistemas de coleta falhas

Os lixões são sérios problemas ambientais nas cidades brasileiras. O mesmo se agrava com o aumento da população e, consequentemente, do aumento da produção de lixo, em decorrência da falta de sistemas de coleta e tratamento adequado dos resíduos.

Impactos ambientais:

  • produção de chorume e consequente contaminação do solo e da água;
  • aquecimento global;
  • produção de gases tóxicos.

Poluição da água: falta de tratamento

A poluição da água é mais uma das grandes questões ambientais no Brasil. A falta de tratamento de esgoto é das principais causas, uma vez que grande parte do esgoto doméstico é lançado na água. O problema agrava com o aumento da população e consequente aumento da produção de lixo.

De acordo com a ANA - Agência Nacional de Águas, o Brasil comporta 12% da reserva de água do planeta, dos quais apenas 4% é apropriada para consumo.

Impactos ambientais:

  • destruição da biodiversidade (fauna e flora);
  • falta d’água com qualidade para consumo;
  • ameaçar as condições de vida das pessoas.

Poluição do ar: liberação de dióxido de carbono

A poluição do ar ou atmosférica também é um forte problema ambiental no Brasil, cujo país é um dos que mais libera dióxido de carbono, prejudicando o meio ambiente.

A qualidade do ar fica comprometida com o avanço da indústria e a grande concentração de automóveis.

Impactos ambientais:

  • buracos na camada de ozônio;
  • mudanças climáticas, tal como aquecimento global;
  • intoxicação de água, fauna e flora.

Poluição do solo: uso de agrotóxicos

A poluição do solo resulta da utilização de agrotóxicos, além da produção de lixo e do descarte incorreto de produtos químicos.

Utilizados com o fim de controlar doenças e pragas em plantações, os agrotóxicos tem como principal risco o desequilíbrio ambiental. Infelizmente, o Brasil é o país que mais utiliza agrotóxicos no mundo.

Impactos ambientais:

  • empobrecimento do solo;
  • contaminação da água;
  • destruição da biodiversidade (fauna e flora).

Queimadas: exploração agrícola

Grande parte das queimadas estão associadas à exploração agrícola. O problema é que essa prática descontrolada causa sérios problemas ambientais.

Infelizmente, a área queimada no Brasil têm aumentado nos últimos anos.

Impactos ambientais:

  • desertificação;
  • poluição do ar;
  • empobrecimento do solo.

Saiba mais sobre o tema: