Tigre


O tigre (Panthera tigris) é um animal mamífero, carnívoro e excelente predador. Eles representam os maiores felinos da natureza.

Hoje, os tigres são encontrados na região da Ásia, mas eles possuíam maior distribuição pelo planeta. Porém, com a crescente destruição de seus habitats e a caça intensa, ficaram restritos a alguns pontos do continente asiático.

Por isso, o tigre é uma espécie em perigo de extinção, o que torna as suas populações cada vez mais reduzidas.

Subespécies

Existem diversas subespécies de tigres, das quais três já foram extintas, como: tigre-de-bali, tigre-de-java e tigre-de-cáspio.

As subespécies mais conhecidas são as seguintes:

Tigre-siberiano

Tigre-siberiano
O tigre-siberiano é o maior felino da natureza

O tigre-siberiano (Panthera tigris altaica) é a maior subespécie de tigre existente, os machos variam entre 180 a 300 kg e 3,5 metros de comprimento. Assim, eles são os maiores felinos existentes na natureza.

Atualmente, eles são encontrados em restritas regiões da Rússia, em regiões frias. Por consequência, a sua pelagem é mais grossa, de modo que possa se proteger do intenso frio.

As organizações de proteção dos animais estimam que não existam mais de 500 tigres-siberianos na natureza.

Tigre-de-bengala

Tigre-de-bengala
O tigre-de-bengala encontra-se ameaçado de extinção

O tigre-de-bengala (Panthera tigris tigris) corresponde a segunda maior subespécie de tigres. Um macho adulto pode pesar até 230 kg.

Esses animais são encontrados em Bangladesh, Butão, Nepal, Índia e Myanmar. Estima-se que existam menos de 2.500 tigres-de-bengala vivendo na natureza, devido a intensa caça.

Tigre-de-sumatra

Tigre-de-sumatra
O tigre-de-sumatra é a menor subespécie de tigre

O tigre-de-sumatra (Panthera tigris sumatrae), como o próprio nome indica, é encontrado na ilha de Sumatra, na Indonésia, em regiões de florestas tropicais úmidas.

Essa subespécie diferencia-se por possui uma pelagem mais escura e listras grossas. Acredita-se que existam menos de 400 tigres-de-sumatra na natureza, tornando-o criticamente ameaçado de extinção.

Hábitos e características

Os tigres costumam ser solitários, porém territorialistas, e podem disputar entre si pelo controle do espaço. É fundamental que a área tenha disponibilidade de caça e, no caso dos tigres machos, de fêmeas para a reprodução.

O padrão de listras é único para cada tigre, como uma impressão digital.

Alimentação

Caça do tigre
O javali é uma das principais presas do tigre

Os tigres são animais carnívoros e os seus dentes caninos são bem desenvolvidos e os maiores entre os felinos. Eles podem comer até 10 kg de carne de uma só vez!.

Durante a caça, os tigres podem imitar o som de outros animais com o objetivo de atraí-los. As suas presas favoritas são veados, javalis e antílopes.

Reprodução

As fêmeas ficam férteis apenas durante cinco dias ao ano, é nesse momento que a reprodução deve acontecer. Para garantir a reprodução, o casal de tigres costuma acasalar várias vezes durante o dia.

A gravidez dura em torno de três meses e cada ninhada pode originar até três filhotes.

A mãe é responsável por cuidar do filhote, e não desgruda de suas crias até que eles possam se defender sozinhos. O pai não desenvolve nenhum tipo de cuidado com as crias.

Uma característica peculiar é que os tigres podem acasalar com outros felinos. Por exemplo, o cruzamento de uma tigresa com um leão, origina o ligre, um animal híbrido.

Curiosidades

  • Os tigres são excelentes nadadores, o que não acontece com os outros felinos. Eles podem percorrer grandes distâncias a nado.
  • Eles também podem correr a mais de 60 km/h, especialmente, quando estão atrás de uma caça.
  • Na medicina tradicional chinesa, existem várias utilizações de partes do corpo do tigre para algum tipo de receita. Por exemplo, acredita-se que ingestão do globo ocular do animal pode tratar convulsões.
  • O tigre-dente-de-sabre é uma espécie de felino extinta, porém, não se tratava de nenhuma subespécie de tigre. Ele pertencia ao gênero Smilodon e sub-família Machairodontinae.