Mamíferos

Lana Magalhães

Os mamíferos são animais vertebrados pertencentes ao Domínio Eukaryota, Reino Animalia, Filo Chordata, Sub-filo Vertebrata e Classe Mammalia.

Estima-se que existam mais de 5 mil espécies de mamíferos, encontrados em quase todos os biomas do planeta. Eles são animais terrestres, aquáticos e voadores, como os morcegos.

Exemplos de animais mamíferos
Exemplos de animais mamíferos

Características dos mamíferos

Conheça as principais características dos mamíferos:

Habitats

Os mamíferos são seres altamente adaptáveis e podem ser encontrados por todo planeta.

Isso ocorre porque muitos mamíferos vivem em sociedades e dedicam cuidado aos seus filhotes até o momento em que se tornam independentes.

Além disso, muitos mamíferos foram domesticados pelo homem e hoje convivem com os mesmos.

Aspectos corporais

mamíferos
Alguns mamíferos possuem o corpo coberto por pelos

Os mamíferos se caracterizam pela presença de pelos pelo corpo e de glândulas mamárias nas fêmeas.

A quantidade de pelos no corpo varia de espécie para espécie. As baleias, por exemplo, apresentam pouquíssimos pelos ao redor do focinho, sendo a pele predominantemente lisa.

O pelo funciona como um isolante dificultando a dissipação do calor da superfície da pele para o ambiente. Essa característica permite que a temperatura corporal dos mamíferos se mantenha constante.

Eles ainda mantém a sua temperatura corporal constante graças à sua pele, a qual é formada por duas camadas principais (epiderme e derme), onde se encontram glândulas sebáceas e sudoríparas que auxiliam a regular a temperatura.

O seu corpo é sustentado por um endosqueleto totalmente ossificado com cabeça tronco e quatro patas (exceto cetáceos) com até 5 dedos, em espécies quadrúpedes (a maioria) e outras bípedes, (cangurus e homem).

Alimentação

Os mamíferos apresentam uma variedade de modos de alimentação. A presença dos dentes contribui para que possam explorar diversos tipos de alimentos.

Conforme o tipo de alimentação os mamíferos são classificados em:

  • Carnívoros: Possuem dentes caninos bem desenvolvidos e sua dieta se baseia no consumo de proteína e lipídios. Exemplos: raposa, cães, onças e leões.
  • Herbívoros: Possuem dentes caninos rudimentares ou ausentes e os molares bem desenvolvidos. Alimentam-se de vegetais e apresentam adaptações para a digestão de celulose. Exemplos: hipopótamo, girafa, boi, canguru e zebra.
  • Onívoros: Apresentam a dieta mais diversificada, alimentando-se de fontes animais e vegetais. Exemplos: urso, primatas e porcos.

Sistema Respiratório e Circulatório

O tronco dos mamíferos exibe costelas acopladas ao esterno, formando uma caixa torácica que lhes confere os movimentos respiratórios devido à presença do músculo diafragma.

A respiração dos mamíferos é exclusivamente pulmonar, ou seja, ocorre através dos pulmões. Isso ocorre mesmo com os mamíferos aquáticos.

O sistema circulatório é fechado, incluindo o coração com quatro câmaras. Além disso, não há mistura entre o sangue venoso e arterial.

Sistema Nervoso

O sistema nervoso dos mamíferos é altamente complexo e o mais avançado dentre todos os vertebrados.

Ademais, o cérebro dos mamíferos é proporcionalmente maior que dos outros animais, permitindo uma inteligência maior.

Reprodução

filhotes
Os filhotes são alimentados com leite materno produzido pelas glândulas mamárias

Nos mamíferos os sexos são separados, ou seja, existem machos e fêmeas. Assim, a reprodução é sexuada.

Grande parte dos mamíferos apresentam períodos de reprodução definidos, ou seja, épocas que favorecem a origem de filhotes.

A fecundação dos mamíferos é interna. Após o nascimento, os filhotes recebem o leite materno originado das glândulas mamárias das mães.

O tempo de gestação e a quantidade de filhotes originados a cada ciclo reprodutivo varia conforme a espécie. Por exemplos, os gambás podem originar até 13 filhotes em uma única ninhada.

Classificação dos mamíferos

Os mamíferos são subdivididos em vários grupos, conforme algumas de suas características.

1. Ambiente em que vivem:

Os mamíferos são classificados em aquáticos e terrestres.

São exemplos de mamíferos aquáticos: baleia orca, peixe-boi, golfinho, baleia jubarte, baleia azul, boto, leão-marinho, lontra e foca.

São exemplos de mamíferos terrestres: ser humano, cachorros, girafa, leão, tigre, macaco, boi, urso, tamanduá, raposa, gato, onça, camelo, ovelha, jaguatirica.

Existem ainda os morcegos que são animais mamíferos aéreos. O urso polar também é um mamífero, porém com habilidade de natação.

2. Padrões reprodutivos:

Os mamíferos se diferenciam também pela forma como ocorre o desenvolvimento da gestação.

Existem os mamíferos placentários, em que toda a gestação se desenvolve no interior do corpo da mãe. E os marsupiais, que parte da gestação é no interior do corpo materno e após isso, o filhote se desenvolve no interior de uma bolsa chamada de marsúpio.

Ainda existem os mamíferos que colocam ovos, conhecidos como monotremados. Porém, o ovo permanece por um bom tempo dentro do corpo materno, onde recebe os nutrientes necessários ao seu desenvolvimento. Um exemplo de monotremado é o ornitorrinco.

ornitorrinco
O ornitorrinco é um exemplo de mamífero que põe ovos

Curiosidades sobre os mamíferos

  • O cão, o gato e o rato não possuem glândulas sudoríparas.
  • Os mamíferos são os únicos animais com capacidade de brincar.
  • A baleia-azul é o maior mamífero do Planeta, enquanto os elefantes são os maiores mamíferos terrestres.
  • Os únicos mamíferos capazes de voar são os morcegos.
  • O menor mamífero do mundo é o morcego de Kitti, ele pesa cerca de 1,5g.
  • Os mamíferos surgimos de uma evolução de um grupo de répteis chamados terapsídeos, que viveram no período Triássico (225 M.a. atrás).
  • Horas de sono por mamíferos: Baleia - 1 hora; Boi - 4 horas; Cão - 10 horas; Cavalo - 3 horas; Elefante - 3 horas; Foca - 6 horas; Gato - 15 horas; Girafa - 2 horas; Golfinho - 10 horas; Leão - 18 horas; Morcego - 19 horas; Porco - 8 horas; Preguiça - 20 horas; Rato - 13 horas; Zebra - 3 horas.
Lana Magalhães
Lana Magalhães
Licenciada em Ciências Biológicas (2010) e Mestre em Biotecnologia e Recursos Naturais pela Universidade do Estado do Amazonas/UEA (2015). Doutoranda em Biodiversidade e Biotecnologia pela UEA.