Zinco

Lana Magalhães

O zinco é um elemento químico com símbolo Zn, número atômico 30, massa atômica 65,4 e localizado no grupo 12 da tabela periódica.

Em temperatura ambiente, o zinco é encontrado em estado sólido. Corresponde a um metal de coloração branco-azulada.

Ele é encontrado com relativa facilidade na natureza, sendo comum a associação com o oxigênio e enxofre, formando os óxidos e sulfetos. Geralmente, é encontrado com o chumbo, prata e ouro.

Os países mais com as maiores reservas de zinco são: Peru, China, Austrália, Estados Unidos e Canadá. O Brasil não apresenta grande concentração do mineral.

Zinco
Características do zinco

Aplicações

O zinco é bastante utilizado na galvanização do aço ou ferro, protegendo esses metais contra a corrosão. Isso acontece porque o zinco é um metal que não sofre corrosão.

Outra utilidade é na fabricação de ligas metálicas. Ele é usado como metal de sacrifício, isso significa que sofre a corrosão no lugar de outro metal que seja de interesse.

O óxido de zinco é usado nas indústrias de tintas, além dos setores farmacêutico, cosmético e têxtil. Alguns exemplos de produtos são: pó facial, protetor solar, borrachas e plásticos.

O zinco ainda é muito utilizado na fabricação de telhas, pilhas e baterias secas.

Leia também sobre:

O zinco também é importante no interior do organismo humano, ele desempenha funções que contribuem para o correto funcionamento do metabolismo, especialmente das proteínas e ácidos nucleicos.

Ele também é importante para regular a atividade de diversas enzimas, além de atuar no sistema imunológico.

Apesar de tamanha importância, nosso organismo não sintetiza o zinco. Por isso, o elemento deve ser adquirido através da alimentação.

Os alimentos ricos em zinco são as carnes vermelhas, aves, mariscos, castanhas, cereais, feijão e ovos.

Entre alguns benefícios da presença do zinco na alimentação, incluem-se:

  • Auxílio no processo de cicatrização
  • Proteção contra gripes e resfriados
  • Fertilidade de homens e mulheres
  • Ganho de massa muscular
  • Fortalecimento do sistema imunológico
  • Combate o envelhecimento
  • Auxilia na perda de peso

Por outro lado, a falta de zinco na alimentação ocasiona perda de cabelo, diarreias, cansaço, depressão, dificuldade de cicatrização e impotência sexual.

Saiba mais, leia também:

Lana Magalhães
Lana Magalhães
Licenciada em Ciências Biológicas (2010) e Mestre em Biotecnologia e Recursos Naturais pela Universidade do Estado do Amazonas/UEA (2015). Doutoranda em Biodiversidade e Biotecnologia pela UEA.