Afoxé

Márcia Fernandes

Afoxé é o nome de uma manifestação popular de origem africana, cujo ritmo é o ijexá.

Além de ser o nome da expressão artística, é como se chama o instrumento musical utilizado nesse traço da cultura popular brasileira, típico do nosso folclore.

Presente no candomblé, o afoxé homenageia um orixá. Por esse motivo, pode ser considerado um candomblé de rua, e inclusive é tido por alguns como uma espécie de Maracatu.

Carregado de influência religiosa, é um cortejo que faz parte do carnaval, mas não deve ser confundido com um bloco carnavalesco.

O afoxé ajuda a compor as manifestações culturais presentes na Festa do Senhor Bom Jesus do Bonfim.

Essa festa é considerada patrimônio imaterial da Bahia pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e pela Unesco.

Característico da Bahia, o afoxé está presente em vários estados brasileiros, dentre os quais Pernambuco, Maranhão, Rio de Janeiro e São Paulo.

Dança do afoxé

A dança do afoxé tem origem nos rituais realizados nos terreiros de candomblé.

Antes de começar o desfile, acontece o padê de Exu, que é um ritual onde os participantes do grupo fazem oferendas a Exu e pedem a ele que não interrompa a festa do carnaval.

padê de Exu
Padê de Exu realizado pelo grupo Filhos de Gandhy antes de começar o desfile

Logo depois do ritual, o afoxé toma as ruas em cortejo.

afoxé dança
Dança do afoxé

Instrumentos do afoxé

O afoxé, também conhecido como agbê, consiste em um cabaça revestida por uma rede feita de miçangas que pode ser de vários tipos e tamanhos.

afoxé instrumento
Afoxé ou Agbê

Esse não é o único instrumento utilizado para dar ritmo à dança afoxé. Ela conta também com os atabaques e com o agogô, principalmente.

O atabaque consiste em três tambores, cada um com um tamanho diferente. O agogô utilizado, por sua vez, é o formado por duas campânulas de metal, em que se bate uma vareta para dar som.

atabaques
Atabaques
agogo
Agogô

Além desses dois instrumentos, também o xequerê, é utilizado. Ele consiste em uma espécie de chocalho muito parecido com o afoxé, no entanto é maior.

xequerê
Xequerê

Origem do afoxé

Entre 1894 e 1895 foi fundado o afoxé. A palavra afoxé significa “a fala que faz” e é de origem iorubá, um grande grupo étnico da África Ocidental.

Afoxé Filhos de Gandhy

O grupo Filhos de Gandhy é um dos principais grupos de Afoxé.

Original de Salvador, no estado da Bahia, e fundado no final da década de 40, o grupo foi criado pelos estivadores baianos. Graças a ele, o ritmo musical ijexá se tornou popular.

A fantasia dos Filhos de Gandhy consiste em um turbante, roupas que simbolizam as vestimentas indianas e colares nas cores azul e branco.

Esses colares são distribuídos ao longo do desfile como forma de transmitir paz.

Um fato interessante sobre a fantasia é que ela é perfumada com um aroma de alfazema.

Filhos de Gandhy
Desfile dos Filhos de Gandhy, em Salvador

No Rio de Janeiro, há um grupo cuja grafia do nome é muito semelhante (Filhos de Gandhi), que foi fundado no início da década de 50.

O nome de ambos os grupos é uma homenagem ao pacifista indiano que lutou pela independência da Índia, Mahatma Gandhi (1869-1948).

Características do afoxé

Os principais elementos que definem o que representa o afoxé consistem nas roupas, na música e nos instrumentos.

Roupas

A vestimenta dos participantes têm destaque. Elas contêm as cores dos orixás.

Músicas

As músicas são cantadas por todos os participantes, de forma harmoniosa, na língua iorubá.

Instrumentos

Os principais instrumentos são o afoxé, os atabaques e o agogô.

Quiz do folclore

Não pare por aqui! O Toda Matéria selecionou uma série de textos riquíssimos sobre o folclore para ajudar você a ampliar os seus conhecimentos.

Márcia Fernandes
Márcia Fernandes
Professora, pesquisadora, produtora e gestora de conteúdos on-line. Licenciada em Letras pela Universidade Católica de Santos.