Anemia


A anemia é uma condição em que ocorre diminuição dos níveis de hemácias (glóbulos vermelhos) no sangue. É uma situação comum e que pode ser associada a outras doenças.

As hemácias são as células responsáveis pelo transporte de oxigênio no sangue, e para essa função contam com a presença da hemoglobina.

Sintomas da anemia

O primeiro sinal de anemia é o cansaço intenso, mesmo em atividades simples do dia a dia. Os principais sintomas da anemia são:

  • Cansaço;
  • Fadiga;
  • Palidez;
  • Tonturas;
  • Dor no peito;
  • Palpitações;
  • Hipertensão;
  • Indisposição;
  • Dificuldade de aprendizagem e apatia (no caso de crianças).

Quando o quadro de anemia torna-se mais grave, qualquer esforço físico, por mais simples que seja, ocasiona um cansaço intenso e dificuldades para respirar.

Causas da anemia

Anemia
Na anemia ocorre diminuição no número de hemácias presentes no sangue

As anemias podem ser hereditárias ou adquiridas durante a vida. As hereditárias são causadas por alterações genéticas. Já as adquiridas resultam de doenças ou carência de nutrientes, tais como ferro, zinco e vitamina B12.

Entre as causas da anemia estão:

  • Quando não existe uma quantidade adequada de hemácias no sangue;
  • Intensa destruição das hemácias pelo corpo. Elas são destruídas com mais rapidez do que sintetizadas;
  • Redução na produção de hemácias pela medula óssea;
  • Redução na quantidade de hemácias devido a sangramentos.

Como vimos, é importante ressaltar que nem sempre a falta de ferro pode ocasionar a anemia, ela pode ter diversas outras origens e causas.

Tipos de anemia

Os principais tipos de anemias são:

1. Anemia ferropriva

A anemia ferropriva é a mais comum, sendo causada pela deficiência de ferro no organismo. O ferro obtido através da alimentação é usado para produção de hemoglobina, o que possibilita o transporte de oxigênio no sangue.

Esse tipo de anemia pode se originar após quadros de hemorragias, menstruações intensas e pela falta de ingestão de ferro na alimentação.

2. Anemia hemolítica

A anemia hemolítica ocorre quando o organismo produz anticorpos que destroem as células sanguíneas. Ao mesmo tempo, a medula óssea não consegue sintetizar os glóbulos vermelhos em quantidade suficiente para repor os que estão sendo perdidos.

Ela pode originar sintomas diferenciados tais como: mau humor, tontura, manchas roxas na pele, palidez, pele e olhos secos.

3. Anemia falciforme

Anemia falciforme
A anemia falciforme é determinada geneticamente

A anemia falciforme é uma doença hereditária que causa deformação nos glóbulos vermelhos, deixando-os em forma de foices. Com isso, as membranas dessas células são alteradas e podem se romper com facilidade.

Além disso, a forma diferenciada das células também dificulta a passagem do sangue pelos vasos mais finos, dificultando a oxigenação dos tecidos.

O principal sintoma da doença é a pele e olhos amarelados (icterícia).

4. Anemia megaloblástica

A anemia megaloblástica ocorre devido a diminuição dos glóbulos vermelhos, os quais apresentam-se grandes e imaturos.

Além disso, eles não exercem suas funções corretamente, por exemplo, há redução na síntese de DNA. Ao mesmo tempo, também há diminuição das plaquetas e glóbulos brancos.

Ela é causada pela deficiência de vitamina B12, importante para a síntese de hemoglobina e de ácido fólico (vitamina B9). Consequentemente, essas duas substâncias contribuem para a formação do DNA.

Diagnóstico da anemia

O quadro de anemia é confirmado através de exames de sangue, os quais são analisados com base em valores de referência para a hemoglobina.

Valores de referência para a hemoglobina
IdadeHemoglobina
2 a 6 anos11,5 a 13,5 g/dL
6 a 12 anos11,5 a 13,5 g/dL
Homens14 a 18 g/dL
Mulheres12 a 16 g/dL
Grávidas11 g/dL

Valores abaixo aos de referência indicam a possibilidade de anemia. Porém, é importante ressaltar que os níveis de hemoglobina baixos também podem indicar outras doenças ou situações além da anemia, tais como: leucemia, cirrose, uso de alguns tipos de medicamentos, hemorragia e deficiência de ferro e vitaminas.

Por isso, exames adicionais podem ser solicitados para confirmar o diagnóstico e descobrir com mais detalhes a causa da anemia e iniciar o tratamento mais adequado.

Como tratar a anemia?

A anemia deve ser tratada conforme orientação médica e consiste no uso de medicamentos e suplementos. Em casos mais graves de anemia pode ser necessário transfusões sanguíneas.

Porém, cada tipo de anemia pode exigir um tratamento diferenciado. Por exemplo, em casos graves de anemia hemolítica pode ser necessário retirar uma parte do baço através de cirurgia.

Os alimentos ricos em ferro e vitamina C contribuem no tratamento da anemia, são exemplos deles: fígado, carnes vermelhas, feijão, laranja, limão, ovos, vegetais escuros e pão integral.

Lana Magalhães
Licenciada em Ciências Biológicas (2010) e Mestre em Biotecnologia e Recursos Naturais pela Universidade do Estado do Amazonas/UEA (2015). Doutoranda em Biodiversidade e Biotecnologia pela UEA.