Arte Rupestre

Daniela Diana

Arte rupestre, pintura rupestre ou gravura rupestre é a denominação das criações artísticas pré-históricas, normalmente de Eras pré-históricas do Paleolítico Superior 40.000 a.C., mas também daquelas europeias ou pré-colombianas (até 8 mil anos).

Essas imagens podem ser encontradas por todos os continentes e provavelmente surgiram após o aparecimento objetos artísticos móveis, como utensílios e esculturas em pedra, osso, chifres, etc.

Arte RupestrePintura Rupestre na Argélia, África

A idade exata das imagens ainda é um mistério, haja vista que apenas 5% delas são datadas com precisão.

A datação por carbono, o método mais comum, pode levar a erros se a amostra for contaminada. Assim, as explicações para essas criações também não são consensuais.

Todavia, afirmam que ao menos à 30 ou 40 mil anos possuímos a capacidade intelectual e artística para criar símbolos. Isso permite o conhecimento dos hábitos e da cultura dos povos da antiguidade pelos pesquisadores modernos.

Principais Características

As pinturas rupestres apresentam características singulares como as temáticas, técnicas e materiais empregados.

Algumas Distinções Sobre a Arte Rupestre

Essas expressões (artísticas ou religiosas) dividem-se em gravuras, ou seja, aquelas que são gravadas em baixo relevo nas rochas, e pinturas, gravadas na superfície lisa da rocha.

Ademais, é preciso distinguir a “arte rupestre” da “arte parietal”, uma vez que a rupestre se encontra ao ar livre e a parietal no interior das grutas e das cavernas.

Em comum, elas possuem a técnica empregada (gravura ou pintura) e a temática, a qual está relacionada, via de regra, com a caça e o cotidiano, apresentando, algumas vezes, motivos abstratos.

Por outro lado, existe a hipótese dessas imagens possuírem cunho ritualístico ou mágico, no qual pintar seria um “rito propiciatório” para garantir o êxito do caçador.

Materiais Utilizados na Pintura Rupestre

Os pigmentos utilizados são materiais facilmente encontrados na natureza, como argilas e minerais ou carvão triturados, misturados aos aglutinantes para dar viscosidade e fixar o pigmento.

Para esse fim, se utilizava clara de ovo, sangue, excrementos (principalmente de morcegos), gordura animal, bem como ceras e resinas vegetais

Técnicas e Temáticas da Arte Rupestre

A técnica utilizada para realizar essas expressões, vão desde simples linhas abstratas e representativas, até a elaborada técnica claro-escuro e pinturas policrômicas.

De modo geral, retratam animais, sobretudo bisões, cavalos, cervos, mas também é possível encontrar imagens do cotidiano, com cenas de caça, dança, luta e sexo.

Algumas vezes mãos humanas e motivos abstratos, como espirais e linhas podem ser encontrados.

Arte Rupestre no Brasil e no Mundo

As pinturas da caverna de Altamira, na Espanha, foram as primeiras a serem apresentadas ao mundo oficialmente cerca de 150 anos atrás.

Após esta, outras surgiram em todo o globo. Porém, as mais preservadas e estudadas localizam-se na França e no norte da Espanha, em Portugal, na Itália, na Alemanha, nos Balcãs, no norte mediterrâneo da África, na Austrália e na Sibéria.

Pinturas Rupestres Parietais no Brasil

Locais no Brasil onde foram encontradas algumas pinturas rupestres:

  • Parque Nacional da Serra da Capivara em São Raimundo Nonato (Piauí)
  • Parque Nacional Sete Cidades (Piauí)
  • Cariris Velhos (Paraíba)
  • Lagoa Santa (Minas Gerais)
  • Rondonópolis (Mato Grosso)
  • Peruaçu (Minas Gerais)

Pinturas Rupestres ou Parietais na Europa

Algumas pinturas rupestres encontradas no continente europeu:

  • Caverna de Les Trois-Frères, França (pinturas rupestres do Paleolítico Superior)
  • Complexo de Cavernas de Lascaux, França (uma das mais conhecidas do mundo e Patrimônio Mundial da UNESCO)
  • Caverna de Altamira, Santander, Espanha (arte rupestre do período Paleolítico Superior)
  • Arte Rupestre do Vale Camonica, Itália (pinturas feitas na Idade do Ferro)

Curiosidade

Na pintura rupestre, alguns desenhos sugerem que os povos primitivos possuíam conhecimentos de astronomia.

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.