Gêneros Literários

Daniela Diana
Daniela Diana
Professora licenciada em Letras

Os gêneros literários são categorias que organizam todos os tipos de textos literários pelas semelhanças formais, estruturais e temáticas que eles possuem.

Os gêneros literários são classificados em três tipos:

  • Gênero lírico: inclui os textos poéticos de caráter sentimental revelando as emoções do poeta, por exemplo, os sonetos.
  • Gênero narrativo (anteriormente chamado de épico): narra uma história com personagens, situados em um tempo e um espaço, por exemplo, um romance.
  • Gênero dramático: reúne textos teatrais para serem encenados, por exemplo, uma comédia.

Gênero Lírico

O gênero lírico é um gênero literário escrito em versos que tem como foco mostrar as emoções, sensações, sentimentos e impressões pessoais do poeta.

Os textos líricos são marcados pela subjetividade, onde o poeta expressa sua opinião, por isso, eles são escritos na primeira pessoa (eu).

O gênero lírico recebe esse nome, pois faz referência ao instrumento musical, a lira, que acompanhava a declamação de poesias na antiguidade.

Alguns subgêneros de textos líricos são:

  • Soneto - poema de forma fixa, formado por catorze versos (dois quartetos e dois tercetos).
  • Poesia - texto poético formado por versos que se agrupam em estrofes.
  • Ode - poema de exaltação composta para ser declamada ou cantada.
  • Haicai - poema de forma fixa de origem japonesa, formado por três versos.
  • Hino - poema que homenageia alguém ou venera algo.
  • Sátira - poema que ridiculariza pessoas ou costumes.

Exemplo de texto do gênero lírico

O Soneto da fidelidade, de Vinicius de Moraes, é um poema de forma fixa composto por catorze versos (dois quartetos e dois tercetos). Nele, o autor expõe seus sentimentos relacionados com o amor e a fidelidade.

De tudo, ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento.

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.

Gênero Narrativo

O gênero narrativo é um gênero literário moderno em prosa, que tem como intuito narrar uma história. Para um texto ser considerado narrativo, ele precisa conter esses elementos:

  • Enredo - história que narra uma sucessão dos acontecimentos.
  • Narrador - aquele que narra a história.
  • Personagens - pessoas que estão presentes na história.
  • Tempo - o período em que acontece a história.
  • Espaço - local onde se passa a história.

Em sua origem, o gênero narrativo era chamado de “gênero épico”, pois incluía as narrativas histórico-literárias de grandes acontecimentos, chamadas de epopeias.

Alguns subgêneros de textos narrativos são:

  • Epopeia - narrativa longa sobre fatos grandiosos de um herói ou de um povo.
  • Romance - narrativa extensa escrita em prosa que revela ações de personagens dentro de uma história.
  • Novela - escrita em prosa, é uma narrativa longa, porém mais breve e mais dinâmica que o romance.
  • Conto - escrito em prosa, é uma narrativa mais objetiva e curta que a novela e o romance.
  • Crônica - narrativa breve que focam em acontecimentos do cotidiano.
  • Fábula - narrativa fantasiosa que procura ensinar sobre algo.

Exemplo de texto do gênero narrativo

A Rã e o Boi, fábula de Esopo, traz o seguinte ensinamento: "quem tenta parecer maior do que é se arrebenta".

Uma rã estava no prado olhando um boi e sentiu tal inveja do tamanho dele que começou a inflar para ficar maior.
Então, outra rã chegou e perguntou se o boi era o maior dos dois.
A primeira respondeu que não – e se esforçou para inflar mais.
Depois, repetiu a pergunta:
– Quem é maior agora?
A outra rã respondeu:
– O boi.
A rã ficou furiosa e tentou ficar maior inflando mais e mais, até que arrebentou.

Gênero Dramático

O gênero dramático é um gênero literário teatral que reúne os textos escritos, em prosa ou em verso. Os textos dramáticos são utilizados para apresentar para uma plateia (espectadores).

Uma característica muito importante dos textos teatrais é a presença de diálogos entre as personagens. Eles são geralmente divididos em atos, quando as ações ocorrem num mesmo espaço, e cenas, quando há mudança de local e personagens.

Alguns subgêneros dos textos dramáticos são:

  • Tragédia - texto teatral trágico com tensão permanente e final infeliz.
  • Comédia - texto teatral humorado que satiriza diversos aspectos da sociedade.
  • Tragicomédia - texto teatral que reúne aspectos trágicos e cômicos.
  • Farsa - texto teatral curto e cômico, formados por um ato.
  • Auto - texto teatral de abordagem mais religiosa e moralista.

Exemplo de texto do Gênero dramático

O trecho de Romeu e Julieta, de William Shakespeare, aponta o local onde acontece o diálogo entre dois personagens.

ATO PRIMEIRO - CENA I

Verona. Uma praça pública.

Entram Sansão e Gregório da casa dos Capuletos, com espadas e broquéis (Escudos redondos e pequenos.).

SANSÃO – Palavra, Gregório, não carregaremos desaforos!
GREGÓRIO – Não, porque então nos tomariam por carregadores.
SANSÃO – Quero dizer que, se nos zangarmos, puxaremos a espada.
GREGÓRIO – Sim, porém procura, enquanto viveres, puxares teu pescoço para fora do nó da forca.
SANSÃO – Bato logo, quando bolem comigo.
GREGÓRIO – Mas não bolem tão depressa que sejas levado a bater.
SANSÃO – Um cão da família dos Montecchios bole-me com os nervos.

Saiba mais sobre a origem e as categorias do gênero dramático:

Como surgiram os gêneros literários?

A classificação dos gêneros literários foi proposta na antiguidade clássica pelo filósofo grego Aristóteles (384 a.C.-322 a.C.) em sua obra Poética. Segundo ele:

  • O gênero lírico representava a “palavra cantada”, pois, antigamente, os textos literários eram recitados e acompanhados por instrumentos musicais.
  • O gênero épico significava a “palavra narrada”, pois retratava os acontecimentos grandiosos de um herói em poemas extensos chamados de epopeias. Com o tempo, esse gênero se expandiu e atualmente ele é chamado de “narrativo”.
  • O gênero dramático que simbolizava a “palavra representada” e reunia textos escritos para uma peça teatral.

Leia também:

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.