Litote

Daniela Diana

Litote é uma figura de linguagem, mais precisamente uma figura de pensamento. Ele é usado para abrandar uma expressão por meio da negação do contrário. Ele permite afirmar algo por meio da negação, por exemplo:

Eu não estou feliz com a notícia da prefeitura. Nesse exemplo, a expressão “não estou feliz” atenua a ideia de “ficar triste”.

Lembre-se que essas palavras de significados opostos são chamadas de antônimos, por exemplo: bom e mau, feliz e triste, caro e barato, bonito e feio, rico e pobre, etc.

O litote é muito utilizado na linguagem coloquial (informal) e geralmente o locutor tem o intuito de não dizer diretamente o que se pretende. Além disso, ele é empregado nos textos literários.

Isso porque algumas vezes a expressão pode soar desagradável ou mesmo ter um tom agressivo para o ouvinte.

Outras figuras de pensamento são: gradação (ou clímax), personificação (ou prosopopeia), eufemismo, hipérbole, antítese, paradoxo (ou oximoro), ironia e apóstrofe.

Saiba melhor sobre os Sinônimos e Antônimos.

Exemplos

  • Joana pode não ser das melhores alunas da classe. (é ruim, ou seja, não é boa)
  • Luíza não é das mais bonitas. (é feia, ou seja, não é bonita)
  • Essa camisa não é cara. (é barata, ou seja, não é cara)
  • Seus conselhos não são maus. (são bons, ou seja, não são maus)
  • Rafael não está certo sobre o crime. (está errado, ou seja, não está certo)
  • Essa bebida não está quente. (está fria, ou seja, não está quente)
  • Sofia não é nada boba. (é esperta, ou seja, não é boba)
  • Samuel não é pobre pois tem uma grande casa na praia. (é rico, ou seja, não é pobre)
  • Manuela não dançou bem na apresentação da escola. (dançou mal, ou seja, não dançou bem)
  • O supervisor Marcos não está limpo. (está sujo, ou seja, não está limpo)

Litote e Eufemismo

O litote e o eufemismo são duas figuras que pensamento que podem causar confusão. Isso porque o eufemismo também é usado para atenuar uma ideia, por exemplo: Salvador não está mais entre nós (ele morreu).

Da mesma maneira, o litote suaviza um enunciado, mas lembre-se que ele ocorre mediante a negação do contrário.

Sendo assim, o litote se opõe à figura de pensamento chamada hipérbole, uma vez que ela marca um exagero intencional do enunciador.

Complemente sua pesquisa com a leitura dos artigos:

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.