Salinização do Solo


A salinização do solo é um processo de acumulação de sais minerais (Na+, Ca2+, Mg2+, K+, etc.) na terra. Esse aumento de concentração de sais prejudica as propriedades do solo e consequentemente o crescimento das plantas.

Salinização do Solo

A salinização gera muitos impactos negativos no meio ambiente, impedindo o desenvolvimento da agricultura e a proliferação das espécies que habitam o local, diminuindo assim, a biodiversidade.

Causas

Embora muitas causas de salinização do solo sejam de ordem natural, como a baixa pluviosidade ou ação das marés em áreas costeiras, esse processo pode ser intensificado com a atividade humana e o manejo incorreto do solo, desde o uso de fertilizantes, irrigação com água rica em sais e contaminação do solo.

O alto índice de evaporação, por exemplo, em locais áridos e semiáridos, os quais apresentam altas temperaturas, pode acelerar esse processo. Note que a água possui uma quantidade de sais e quando ocorre a evaporação, ela evapora, no entanto, os sais ficam retidos no solo.

Consequências

Com o excesso de salinização do solo a terra torna-se imprópria, infértil e improdutiva para o desenvolvimento das espécies vegetais e animais.

A salinização, como dito acima, reflete diretamente no equilíbrio do ecossistema, levando a perda da biodiversidade local, tornando a terra imprópria para uso e diminuindo as áreas de produção agrícola. Esse fator causa grande impacto no ambiente bem como nas populações que o habitam.

Outros processos prejudicam diretamente a fertilidade com o uso inadequado do solo tais como: a compactação, a erosão, a desertificação e a sedimentação.

Compactação do Solo

A compactação do solo corresponde a perda de porosidade natural da terra, dificultando a entrada da água. Da mesma maneira que a salinização o solo, o processo de compactação torna-o impróprio para a prática da agricultura.

Entretanto, esse processo é causado sobretudo, pelo uso de máquinas agrícolas e pela presença de animais, de forma que o peso deles acaba compactando a terra cada vez mais. O processo de compactação pode levar a erosão das áreas afetadas.

Desertificação do Solo

O processo de salinização do solo pode levar a desertificação do local, ou seja, formação e expansão de desertos. Por isso, as regiões mais afetadas pelo processo de desertificação são as zonas áridas e semiáridas, donde o índice pluviométrico é baixo.

O uso inadequado do solo, o desmatamento e as queimadas para o uso agrícola tem sido as principais atividades que resultam na desertificação.

Saiba melhor sobre o processo de Desertificação.

Erosão do Solo

A erosão é um processo natural provocado pela ação das chuvas e do vento. Ela ocorre da seguinte forma: pelo desgaste do solo, o transporte de partículas pela água e, por fim, a deposição desses sedimentos nas áreas mais baixas do relevo, tal qual o leito dos rios.

Veja também o artigo: Erosão.

Sedimentação do Solo

A sedimentação revela o processo de desgaste das rochas e dos solos que ocorre sobretudo, pela ação das águas e das massas de ar. Nesse sentido, está intimamente relacionado com a erosão, no entanto, os sedimentos são os produtos da atividade erosiva.

Salinização do Solo no Brasil

No Brasil, o processo de salinização tem afetado diretamente as áreas da região nordeste do país, as quais estão inseridas no clima semiárido que apresenta baixa pluviosidade facilitando o acúmulo de sais.

Além disso, áreas litorâneas que sofrem com a ação das marés têm potencializado ainda mais esse processo. Vale lembrar que esse processo é natural, todavia, as ações humanas têm aumentado as áreas de solos inférteis.

Complemente sua pesquisa com a leitura dos artigos: