Tipos de Vegetação

Vegetação é o termo utilizado para se referir à cobertura vegetal de um espaço geográfico. As vegetações nativas em uma região são influenciadas diretamente pelo seu clima.

Além dos aspectos climáticos, outros fatores participam do desenvolvimento da vegetação. São exemplos relevo, hidrografia, solo, pressão atmosférica, altitude, latitude e movimentação das massas de ar.

A vegetação é importante, por exemplo, para regular os ciclos biogeoquímicos, como o ciclo da água e do carbono, manutenção do solo, equilíbrio climático, habitat e fonte de energia para outros seres.

Vale ressaltar que vegetação não é sinônimo de flora. A vegetação representa as características gerais da vida vegetal, já a flora é o agrupamento de todas as espécies botânicas desenvolvidas em um local.

Tipos de Vegetação do Brasil

A vegetação do Brasil pode ser dividida basicamente em:

Vegetações florestais ou arbóreas: densas vegetações formadas por árvores, como Floresta Amazônica, Mata Atlântica, Mata das Araucárias e Mata dos Cocais.

Vegetações herbáceas e arbustivas: vegetação formada por plantas de porte rasteiro, nomeadamente, ervas e arbustos, como Cerrado, Caatinga e Pampas.

Vegetações complexas: formações vegetais heterogêneas, como o Pantanal e a vegetação litorânea.

Caatinga

A Caatinga desenvolve-se nos locais que apresentam clima tropical semiárido e reúne uma vegetação predominantemente arbustiva, com presença de cactos e plantas xerófilas, adaptadas aos climas secos.

Esse tipo de vegetação é encontrado na região nordeste, e em menor escala, no sudeste do Brasil. Também encontra-se em outros países da América, Europa, Ásia e África, a qual recebe o nome de “estepe”.

Cerrado

O Cerrado é comparado às savanas posto que reúne árvores baixas, esparsas com troncos retorcidos, além de gramíneas e arbustos.

Esse tipo de vegetação é encontrado nas regiões norte, nordeste, sudeste e centro-oeste do país, desenvolvidas no clima tropical sazonal.

Mangue

O Mangue é a vegetação típica de regiões alagadiças e lodosas, denominado de “vegetação de transição”, que surge entre o ambiente terrestre e marinho.

Apresenta um solo rico em nutrientes, água salobra (decorrente da união dos rios e mares) e reúne vegetais halófilos, tolerantes à salinidade, com árvores de médio e grande porte, as quais podem apresentar raízes aéreas, em virtude da falta de oxigênio nos manguezais.

É encontrado na costa litorânea do Brasil nas zonas tropicais e subtropicais. É também possível encontrar mangues em outras partes do continente americano, na África, Ásia e Oceania.

Pampa

Os Pampas assemelham-se às pradarias, posto que reúne um tipo de vegetação rasteira como as gramíneas, embora apresentem arbustos e árvores de pequeno porte, os quais não aparecem nas pradarias.

Surgem em zonas de clima subtropical, vegetação encontrada no sul do país, sendo também encontrada nos países vizinhos: Argentina e Uruguai.

Pantanal

O Pantanal é considerado a maior planície alagável do mundo. A vegetação presente no pantanal, chamada de “vegetação de transição” (entre cerrado e campos) é bem diversificada, e se desenvolve, em maior parte, nos períodos mais secos (estiagem), sendo que a maior parte do ano o local permanece alagado.

Está localizado no centro-oeste do país (nos estados do Mato Grosso e Mato grosso do Sul) em regiões de clima tropical. Além do Brasil, esse bioma abrange os países vizinhos do Paraguai e Bolívia, o qual recebe o nome de “Chaco”.

Mata Atlântica

A Mata Atlântica também chamada de Floresta Tropical ou Floresta Atlântica reúne grande diversidade vegetal, com presença de árvores de médio e grande porte, as quais formam densas florestas.

Com predominância do clima tropical úmido (quente e úmido), pode também apresentar microclimas (tropical de altitude e subtropical úmido), na medida que é formada por planaltos e serras.

Esse tipo de vegetação está presente em grande parte do litoral brasileiro. Esse tipo de vegetação pode também ser encontrada, em outros países da América do Sul, América Central, África, Ásia e Oceania.

Mata das Araucárias

A Mata das Araucárias também chamada de “Mata dos Pinhais” se desenvolve em locais de clima subtropical (invernos frios e verões quentes) com presença de árvores de grande porte, da qual se destaca o “pinheiro-do-paraná” ou “araucária”. Juntas, elas formam uma floresta densa e fechada.

Esse tipo de vegetação é encontrada principalmente, no sul do país. Embora seja predominantemente encontrada nos estados do Paraná e Santa Catarina, essa formação vegetal também é encontrada na Serra do Mar e da Mantiqueira, no estado de São Paulo.

Mata dos Cocais

A Mata dos Cocais é considerada uma “mata de transição”, posto que surge entre os biomas da Amazônia, Caatinga e Cerrado. Por esse motivo, essa vegetação surge em dois tipos de clima: o equatorial úmido e o semiárido.

Geralmente apresenta altas temperaturas, constituída por invernos secos e verões chuvosos. Apresentam árvores de grande porte que formam uma floresta, das quais se destacam a carnaúba, o buriti, a açaí e o babaçu.

Essa vegetação está localizada no nordeste do país (Planalto do Maranhão-Piauí).

Floresta Amazônica

A floresta Amazônia é muito diversa classificada em: Floresta de Várzea, Floresta de Igapó, Floresta de Igarapé, Floresta de Terra Firme e Floresta Montanhosas Andinas.

Essa vegetação se desenvolve em regiões de clima equatorial (quente e úmido) e apresenta uma mata densa e fechada, formada por árvores de grande, médio e pequeno porte.

Com uma área total de 4.196.943 Km², a Amazônia está localizada na região norte do Brasil, além de abranger outros países da América do Sul: Bolívia, Colômbia, Equador, Venezuela, Guiana, Guiana Francesa, Peru e Suriname.

Saiba mais sobre a Vegetação do Brasil.

Tipos de Vegetação do Mundo

As diversas coberturas vegetais podem ser classificadas em:

  • Tundra
  • Taiga
  • Estepe
  • Savana
  • Deserto
  • Pradaria
  • Florestas tropicais
  • Florestas temperadas
  • Vegetação de altitude
  • Vegetação mediterrânea

Tundra

Características: vegetação rasteira e esparsa, como ervas, gramíneas e musgos. Os fortes ventos nas regiões onde se localizam impede que plantas de maior porte se desenvolvam. Assim como a taiga, se desenvolve em locais muito frios e inóspitos.

Localização: encontrada nos locais mais frios do planeta, na região do Círculo Polar Ártico, em países como Rússia, Groelândia e Finlândia.

Saiba mais sobre a Tundra.

Taiga

Características: também chamada de Floresta de Coníferas ou Floresta Boreal, a taiga se desenvolve em locais muito frios do planeta. Diferente da tundra, que apresenta uma vegetação rasteira decorrente do excesso de gelo e ventos fortíssimos, a taiga reúne algumas árvores (sobretudo as coníferas).

Localização: ambientes de clima subpolar nas regiões setentrionais da América do Norte, Europa e Ásia.

Saiba mais sobre a Taiga.

Estepe

Características: ocorrem em regiões de clima árido, temperado e subtropical, sendo indicados como um extenso “tapete vegetal”, uma vez que apresentam, com predominância, uma vegetação herbácea rasteira (gramíneas, ervas, etc.).

Localização: estepes são encontrados na Europa, na América, na Ásia Central e na África, em locais de transição entre as savanas e os desertos. No Brasil, esse tipo de vegetação pode ser observado no bioma Caatinga, típico da região semiárida brasileira.

Saiba mais sobre os estepes.

Savana

Características: reúne uma cobertura vegetativa predominantemente rasteira (gramíneas, ervas, arbustos), embora apresentem também algumas árvores esparsas. Esse tipo de vegetação é comum em regiões de clima tropical e topografia plana.

Localização: as savanas são encontradas nos continentes africano, americano e Oceania. São exemplos desse tipo de vegetação a savana Africana e o cerrado brasileiro.

Saiba mais sobre as savanas.

Deserto

Características: vegetação, como gramíneas e arbustos, adaptada a grandes intervalos de temperatura, alta evaporação e pouca umidade do ar. É comum encontrar plantas xerófitas na região.

Localização: desertos quentes, como o deserto do Saara, podem ser encontrados na Ásia, África, América do Norte e Oceania. Os desertos frios, como o deserto de Gobi, existem na América do Norte e Ásia.

Saiba mais sobre os desertos.

Pradaria

Características: vegetação rasteira com ausência de arbustos e árvores. As pradarias, inseridas em climas mais úmidos (temperados e tropicais), são diferentes de estepes, que se desenvolvem em climas mais secos.

Localização: vegetações encontradas na Europa, Ásia, América do Sul e América do Norte, sendo no Brasil relativo aos Pampas.

Saiba mais sobre as pradarias.

Florestas tropicais

Características: vegetação densa com variedade de espécies vegetais, que vão desde árvores de grande porte até epífitas e líquens, desenvolvida em regiões de clima quente e elevada precipitação.

Localização: florestas tropicais podem ser encontradas nas Américas (do Sul e Central), África, Ásia e Oceania. Um exemplo é a floresta amazônica, maior floresta tropical do mundo.

Saiba mais sobre as florestas tropicais.

Florestas temperadas

Características: vegetação, formada por árvores, arbustos, herbáceas e rasteiras, também chamada de floresta decídua temperada ou de floresta caducifólia. A principal característica é a perda de folhas durante o outono e o seu surgimento na primavera pela variação sazonal.

Localização: facilmente encontradas no continente europeu, Ásia e na América do Norte, onde as estações do ano são bem definidas.

Saiba mais sobre florestas temperadas.

Vegetação de altitude

Características: também chamada de vegetação de montanha, reúne vegetações rasteiras, como musgos, líquens e gramíneas, adaptadas às baixas temperaturas em áreas acima de 1200 metros.

Localização: pode ser encontrada em países da América do Sul, como Peru, Bolívia e Chile, e no continente europeu, principalmente na Alemanha.

Vegetação mediterrânea

Características: é muito diversificada, de forma que apresenta uma vegetação arbórea, arbustiva e herbácea. Surgem em zonas temperadas do planeta que apresentam clima mediterrâneo, ou seja, verões quentes e secos e invernos frios e úmidos.

Localização: presente em diversos locais do planeta (África, Europa, América do Norte, América do Sul e Oceania).

Saiba mais sobre a vegetação mediterrânea.

Exploração da vegetação

As ações do homem estão causando fortes impactos na vegetação do planeta, desde a extinção de espécies animais e vegetais, aumento do efeito estufa e aquecimento global.

Esses fatores, determinados por ações destituídas de consciência ambiental, têm sido um dos temas mais importantes na atualidade. A cobertura vegetal do planeta tem apresentado mudanças significativas nas últimas décadas e muitas delas podem sofrem com o processo de extinção.

Note que a vegetação é essencial para equilibrar o ecossistema e, portanto, se afetada, pode resultar em mudanças irreversíveis para o planeta terra.

Leia também sobre: