Aristocracia


Aristocracia foi uma forma de governo praticada por pessoas que se destacavam na sociedade e foi praticado na Grécia Antiga.

Na Era Moderna significou um grupo de pessoas que sustentavam o poder do monarca ocupando de cargos na administração do governo.

Origem

A palavra aristocracia tem origem grega e significa "aristos", melhor e "cracia", poder. Desta maneira, aristocracia significa, literalmente, o "governo dos melhores". Seria mais uma das formas de governo que existiu no mundo como a democracia, plutocracia, etc.

A aristocracia estaria formada por um grupo de pessoas distintas do restante da sociedade. Esta distinção se daria através da linhagem, da riqueza e da herança. Por isso recebem o nome de "aristos", os melhores indivíduos de uma sociedade ou no caso grego, cidades-Estado.

Aristóteles foi um autor que estudou a aristocracia e a defendia como forma de governo. O filósofo afirmava que os aristocratas pensavam no bem comum, ao contrário da Oligarquia que somente defendia seus próprios interesses.

O que é

Com a ascensão do Império Romano, a aristocracia ganha uma importância fundamental para apoiar o Imperador assumindo cargos de confiança. Apesar de não constituírem mais uma forma de governo é impossível conceber a monarquia sem a aristocracia.

Durante o período feudal, dar títulos e privilégios para os nobres era uma forma do soberano compensar os serviços militares prestados por indivíduos na defesa do território.

Aristocracia
Luis XIV rodeado dos nobres que o serviam

No mundo ocidental, durante o Absolutismo, a aristocracia foi se convertendo em uma classe privilegiada que gravitava em torno do rei.

Desta forma chegamos ao significado mais popular que a aristocracia como sinônimo de um grupo de pessoas privilegiada economicamente.

Rural e Brasileira

Durante o Brasil Império, a aristocracia brasileira foi criada através de seus dois monarcas.

É comum se falar em aristocracia rural no século XIX. Isto ocorre, pois os grandes proprietários rurais, receberam títulos de nobreza - normalmente de "barão" - do Imperador D. Pedro II.

Também militares que se destacaram em campanhas militares foram agraciados com títulos de nobreza como foi o caso do Barão de Caxias que se transformou no único Duque durante o reinado de Dom Pedro II.

Políticos que se sobressaíam em missões diplomáticas como José Maria da Silva Paranhos que foi distinguido com o titulo de Visconde de Rio Branco e que passou para seu filho, o Barão do Rio Branco.

Leia mais: