Estado do Tocantins

O Estado do Tocantins está localizado na região Norte do Brasil. A capital é Palmas e a sigla TO.

  • Área: 227.720,569 quilômetros quadrados
  • Limites: norte com o Maranhão, leste com Piauí e Bahia, ao sul com Goiás, a oeste com Pará e Mato Grosso
  • Número de municípios: 139
  • População: 1,5 milhão de habitantes, com base na previsão do IBGE para 2015
  • Gentílico: Tocantinense
  • Principais cidades: Palmas, Miracema, Aragraína, Natividade e Ximbilobá

Estado do TocantinsBandeira do Estado do Tocantins

História e Criação

O território hoje ocupado pelo Estado do Tocantins resultou das incursões promovidas por missionários católicos. Entre eles estava Frei Cristóvão de Lisboa, que fundou uma missão no local em 1625.

Os bandeirantes também participaram do processo de colonização, com destaque para Bartolomeu Bueno, que ficou principalmente ao sul. As correntes de exploração do território demarcavam as diferenças entre o sul e o norte do Estado de Goiás.

A parte norte, hoje ocupada por Tocantins, era marcada por transações comerciais com Maranhão e Pará. As necessidades econômicas definiram também os aspectos culturais das duas porções do território de Goiás.

Por esses fatores, movimentos separatistas se iniciaram em 1821. Nessa data, líderes separatistas concentraram-se em Natividade e Cavalcante na tentativa de redesenhar o mapa do Brasil.

O levante foi sufocado e, somente em 1965, retomado pelos chamados nortenses. A Câmara dos Deputados receberia em 1972 o projeto de divisão de Goiás aproveitando a proposta de revisão territorial da Amazônia Legal.

A criação só se concretizou em 27 de julho de 1988, e um governo provisório administrou o estado até a conclusão das obras de Palmas, a capital.

Leia também:

Capital do Tocantins – Palmas

A construção de Palmas começou em 20 de maio de 1989. A cidade passou à sede da capital do Estado do Tocantins a partir de janeiro de 1990.

Palmas está distribuída 2.745 quilômetros quadrados. Entre os atrativos do loca estão a Praia da Graciosa e a serva ecológica da Serra do Lajeado. O projeto arquitetônico é semelhante ao de Brasília (DF).

Aspectos Econômicos

A produção agropecuária é a principal atividade econômica de Tocantins. No estado são produzidos grãos, como soja, milho e arroz. É relevante a produção de cana-de-açúcar e mandioca.

A pecuária está centrada na produção de bovinos de corte, mas há significativa produção de suínos, equinos e bubalinos.

Já a produção industrial está concentrada no setor de alimentos e móveis. Ainda há no Tocantins intensa exploração de minérios, como estanho, calcário e ouro.

Aspectos Geográficos

Relevo

Tocantins está localizado na zona de transição entre o cerrado e a Floresta Amazônica. O relevo é formado por depressões, com predominância de planícies na parte central e depressões nas porções sul. O nordeste é marcado por planaltos.

O clima no estado é de influência tropical, com temperatura anual de 26º C, em média, na estação de chuvas, que vai de outubro a março.

Na estação seca, os termômetros marcam até 32º C.

Hidrografia

A principal bacia hidrográfica do estado é a do Tocantins, com influência, ainda, do Rio Araguaia. Além desses, os principais rios são o Paraná e das Balsas.

Leia mais:

Ilha do Bananal

O Tocantins abriga a maior ilha fluvial do Brasil, a ilha do Bananal, descoberta em 1773. Foi o colonizador José Pinto Fonseca o primeiro europeu a chegar ao local. O sertanista promovia incursões com objetivo de buscar índios para escravizar.

A ilha tem 2 milhões de hectares e é formada pelos rios Araguaia e Javaés. O local foi declarado reserva ambiental em 1959.

O nome decorre da extensa plantação de bananas na ilha. Entre os animais que habitam a Bananal estão antas, capivaras, lobos, araras-azuis e onças pintadas.

Continue a estudar! Leia ainda: