Oriente Médio


O Oriente Médio, também chamado de Médio Oriente, é uma região do globo que abrange alguns países da Ásia e um da África.

Possui uma população de cerca de 270 milhões de pessoas sendo que a maior parte são árabes.

Oriente Médio - localização

Mapa Mundi com destaque para a região do Oriente Médio

Essa região abrange algumas capitais e grandes cidades como o Cairo (Egito), Istambul (Turquia), Ancara (Turquia), Teerã (Irã), Bagdá (Iraque), Riad (Arábia Saudita) e Dubai (Emirados Árabes Unidos).

Ali, diversas populações da antiguidade se desenvolveram, como por exemplo, os mesopotâmicos e os egípcios. Sua história, desde então, esteve repleta de alianças e conflitos que originaram essa região.

Note que parte da Turquia está localizada na Europa, sendo o único país do Oriente Médio nesse continente.

Características Gerais

Localização

O Oriente Médio está localizado entre os mares Mediterrâneo, Negro, Cáspio, Arábico e o Vermelho. Possui uma área aproximada de 7.200.000 km2 abrangendo mais de 15 territórios.

Mapa e Países

Oriente Médio - Mapa

Mapa dos países do Oriente Médio

Os países que fazem parte do Oriente Médio são:

  • Egito
  • Israel
  • Líbano
  • Palestina
  • Jordânia
  • Síria
  • Turquia
  • Iraque
  • Barein
  • Kuwait
  • Arábia Saudita
  • Emiratos Árabes Unidos
  • Omã
  • Iêmen
  • Catar
  • Chipre
  • Irã

Note que esses países e o estado da Palestina estão inclusos na definição tradicional de Oriente Médio. O G8, por exemplo, já inclui o Afeganistão, o Paquistão e alguns países da África do Norte.

Clima

Os climas predominantes no Oriente Médio são o semiárido e o desértico. Ambos são marcados por elevadas temperaturas e baixo índice pluviométrico.

Assim, trata-se de uma região muito seca onde a umidade relativa do ar é baixa. Dois importantes desertos estão localizados na região: o deserto da Arábia (na Península Arábica) e o deserto do Saara (no Egito).

Deserto da Arábia

Deserto da Arábia

Nas regiões onde o clima semiárido é predominante, o índice pluviométrico costuma ser um pouco maior.

Vegetação

Visto o clima hostil que possui, a vegetação da região é escassa. É marcada por plantas com raízes profundas, algumas árvores, gramíneas e cactáceas.

Essas plantas desenvolveram formas de sobreviver nesse tipo de ambiente, retendo água durante grande parte do tempo.

Onde o clima semiárido prevalece, encontram-se mais vegetações nos locais de pradarias e estepes.

No litoral, a vegetação é ainda mais abundante, com presença de arbustos e árvores. Isso porque a umidade, por estar próxima do mar, é mais elevada, o que favorece o desenvolvimento de mais plantas.

Hidrografia

Um dos fatores de desenvolvimento desse clima e vegetação presentes no Oriente médio deve-se ao pequeno número de rios que atravessam a região.

Os principais são o Tigre e o Eufrates, localizados na região conhecida como Crescente Fértil. Além deles, merecem destaque o rio Jordão e o rio Nilo.

Crescente Fértil

Região do Crescente Fértil (em rosa) e a localização dos rios Tigres e Eufrates

Feita essa observação, devemos ressaltar que a água na região é escassa, o que pode levar ao desenvolvimento de mais conflitos que envolvem esse recurso natural.

Cultura

O Oriente Médio possui uma cultura religiosa muito forte. Isso porque foi ali que se desenvolveram diversas religiões desde o cristianismo, judaísmo e o islamismo. Portanto, o local abriga diversos templos e locais religiosos, como Meca e Jerusalém.

Cúpula da Rocha

Cúpula da Rocha, um dos lugares sagrados de Jerusalém e exemplo da arquitetura islâmica

É uma região muito diversa que abriga diversas etnias, sendo que a mais destacada é a árabe. Isso faz com que o local seja um amplo complexo cultural.

Leia também:

Economia

A região do Oriente Médio é um importante centro econômico do mundo. Um dos maiores motivos são as reservas de petróleo existentes, além de pedras preciosas.

Arábia Saudita e Irã são os dois países que possuem as maiores reservas de petróleo do mundo. Além deles, são também exportadores de petróleo o Iraque, Kuwait, Barein, Catar e Emirados Árabes Unidos.

Saudi Aramco

Instalações da Saudi Aramco, empresa de petróleo e gás na cidade de Dhahran, Arábia Saudita.

Aproximadamente 60% das reservas mundiais desse minério estão localizadas aqui. Ainda que os dados demostrem que essas reservas gerem muitos lucros, grande parte da população que vive no Oriente médio é pobre. Ou seja, isso explica que há na região uma má distribuição de renda.

Outro setor que tem desenvolvimento na região é o setor agropecuário. Criação de animais e algumas plantações (cana-de-açúcar, arroz, trigo, etc.) são desenvolvidas em áreas onde o solo é mais fértil.

Por fim, o turismo é também uma atividade que move a economia desses países com destaque para a Turquia, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e Israel.

A cidade de Meca, na Arábia Saudita, apresenta um turismo religioso muçulmano muito expressivo todos os anos.

Nesse sentido, Jerusalém também se destaca como uma das cidades mais antigas do mundo e considerada sagrada para os cristãos, judeus e islamitas.

Principais Conflitos

Durante séculos muitos conflitos foram desenvolvidos nessa região, onde ocorre o contato entre três continentes. Podemos dizer que trata-se de um dos locais mais conflituosos do mundo.

Vale ressaltar que a maior parte deles está relacionada com a religião, ou melhor, com a intolerância religiosa. Devemos salientar também que, grande parte dos conflitos envolve a conquista de territórios pelos próprios países que compõem o Oriente Médio.

Além disso, as condições climáticas da região fazem com que ela seja dependente da exportação de água e de outros produtos.

Um dos mais destacados é o conflito entre árabes e judeus que foi intensificado na modernidade, após a primeira guerra mundial.

No entanto, foi somente após a segunda guerra que a ONU decidiu criar um estado para cada um deles. Diante dessa proposta, a Palestina foi dividida em duas partes, uma judia e outra árabe.

Como os judeus ficaram com uma parte maior do território (cerca de 57%), os palestinos (árabes) ficaram descontentes com a partilha.

Pouco tempo depois, em 1948, os judeus criaram o Estado de Israel e os árabes declararam guerra. Todavia, os palestinos foram derrotados e consequentemente, o território dos judeus cresceu ainda mais, cerca de 20%.

Sem dúvida, esse ainda tem sido um dos maiores motivos para os duradouros conflitos sobre conquista de territórios na região. Merece destaque a faixa de Gaza, local disputado entre palestinos e israelenses.

Outro conflito que merece atenção é entre os sunitas e os xiitas. Ambos são muçulmanos e apresentam diferenças políticas e religiosas. Isso tem levado ao aumento da tensão em diversos países do Oriente Médio, sobretudo, o Irã e a Arábia Saudita.

Além disso, o local continua sendo alvo de diversas guerras como a Guerra no Iraque, a Guerra na Síria, Guerra do Golfo, a Guerra dos Seis Dias, etc.

A grosso modo, elas foram desenvolvidas por diversos interesses políticos (incluindo Rússia e Estados Unidos) e ainda, por interesses econômicos, haja vista a região possuir um elevado potencial econômico.

Leia mais: