Socialismo Utópico

O socialismo utópico é uma corrente de pensamento que esteve baseada num modelo idealizador, utópico.

Ele foi desenvolvido no século XIX por Robert Owen, Saint-Simon e Charles Fourier, sendo considerado a primeira fase do pensamento socialista.

O maior objetivo do socialismo utópico era a criação de uma sociedade ideal, mais justa e igualitária.

Essas ideias surgiram com o aumento dos problemas sociais desenvolvidos pela Revolução Industrial. Tudo isso, atrelado ao liberalismo e capitalismo, os quais visavam, acima de tudo, o lucro.

Vale notar que esse modelo esteve fundamentado na mudança de consciência dos homens.

Quer saber mais? Leia sobre o Socialismo.

Você Sabia?

O nome dessa corrente de pensamento foi baseado na obra “Utopia” de Thomas More (1478-1535), publicada em 1516. Lembre-se que o termo “utopia” significa uma sociedade ideal, imaginária, inalcançável.

Características

  • Busca da sociedade ideal
  • Cooperativismo
  • Trabalho coletivo
  • Igualdade social

Pensadores

Os socialistas utópicos acreditavam na mudança da sociedade por meio da igualdade social e harmonia entre as pessoas, sem que fosse necessária a luta de classes (burguesia e proletariado).

Os pensadores desse modelo estiveram apoiados nos ideais iluministas, cujo progresso seria alcançado pela razão e pelos interesses em comum. Os principais socialistas utópicos foram:

  • Robert Owen (1771-1858): reformista social galês.
  • Saint-Simon (1760-1825): filósofo e economista francês.
  • Charles Fourier (1772-1837): socialista francês.
  • Pierre Leroux (1798-1871): filósofo e político francês.
  • Louis Blanc (1811-1882): socialista francês.

Diferenças entre o Socialismo Utópico e Científico

O socialismo científico, socialismo marxista ou marxismo, é uma corrente que foi criada por Karl Marx (1818-1883) e Friedrich Engels (1820-1895).

Essa doutrina, oposta ao socialismo utópico, tinha como principal característica a análise crítica e científica do capitalismo.

Karl Marx foi um dos filósofos que criticou o modelo utópico. Segundo ele, esse tipo de corrente não focava nos meios para se atingir a sociedade ideal.

Para os marxistas, o socialismo utópico era fundamentado em ideias fantasiosas e burguesas.

Ou seja, esse modelo não poderia ser implementado como apresentavam os utópicos, já que para se alcançar a igualdade era necessária uma reforma social por meio da luta armada.

Embora as duas correntes visavam alcançar uma sociedade igualitária, o socialismo científico possuía uma visão mais ativa e menos idealizada da realidade social.