Biogás


O biogás é um biocombustível proveniente de materiais orgânicos (biomassa) e, portanto, é uma fonte alternativa de energia (energia renovável ou limpa), o qual substitui o uso de combustíveis fósseis. Ele é produzido através da fermentação anaeróbica (ausência de ar) de bactérias presentes na biomassa.

Lembre-se que as fontes de energias renováveis são aquelas que se regeneram espontaneamente na natureza ou através da intervenção humana, sendo consideradas energias limpas.

Na atualidade, a bioenergia tem sido pauta de muitos debates uma vez que não produz grande impacto ambiental sendo boa alternativa para substituir as fontes de energia não-renováveis como o petróleo e o carvão mineral.

Biogás e os Aterros Sanitários

O biogás é produzido através da decomposição do lixo orgânico, o qual libera o chorume, um líquido escuro e viscoso, que por sua vez, produz o gás metano (CH4).

São nos aterros sanitários que o lixo orgânico é despejado, onde há uma preparação do solo para que não ocorra contaminação.

Nesses locais há um mecanismo de captação dos gases liberados pela fermentação e decomposição da matéria orgânica. Assim, o biogás é produzido pela combustão que ocorre por meio do uso de um equipamento chamado biodigestor anaeróbico.

Além do lixo orgânico outros materiais são utilizados na produção do biogás: dejetos humanos, esterco, cana de açúcar, palhas, plantas, madeira, resíduos agrícolas, bagaço (cana de açúcar, a casca do arroz, da castanha, do coco), óleo de vegetais, dentre outros.

Composição

Além do metano (CH4), o biogás é composto por uma mistura de gases: dióxido de carbono (CO2), e em menores proporções o nitrogênio (N2), hidrogênio (H2), oxigênio (O2) e gás sulfídrico (H2S).

Utilização

O Biogás é utilizado na produção de energia elétrica e tem sido uma alternativa para os meios rurais. Além disso era gera calor e combustíveis sendo usado nos motores, iluminação, veículos e fogões.

Vantagens e Desvantagens

As vantagens da produção e uso do biogás estão diretamente relacionadas com a sustentabilidade ambiental, uma vez que se trata de uma fonte de energia renovável (produzida através do lixo) e, portanto, inesgotável, sendo mais limpa que o gás natural.

Além disso, é uma alternativa barata e sustentável para o reaproveitamento e a redução do lixo no mundo o qual causa diversas doenças e contaminações do solo, água e ar.

Embora seja uma energia renovável e diminui o impacto ambiental se comparado com outros combustíveis, o biogás possui elevado teor de metano e dióxido de carbono (CO2), o que pode prejudicar o meio ambiente posto que colabora com o aumento do efeito estufa.

Portanto, vale ressaltar que ainda o processo de obtenção do biogás é poluente, entretanto, bem menor se comparado com os combustíveis fósseis.

Biogás no Brasil

No Brasil, a produção de biogás tem sido boa alternativa para a produção de energia nos meios rurais, onde são instalados os biodigestores. Dessa maneira, além de abastecer comunidade isoladas, a produção de biogás pode ser uma fonte de rendimento para os agricultores.

O nosso país apresenta grande potencial para adoção dessa fonte de energia pois é muito grande e produz grande quantidade de lixo por dia; e ainda, possui muitos locais rurais que produzem os insumos para a produção do biogás.

No entanto, no Brasil o sistema de produção do biogás ainda possui custos elevados, o que dificulta sua expansão e adoção nos grandes centros.

Saiba mais sobre o tema, com a leitura dos artigos: