Economia da Região Norte

Juliana Bezerra

A economia da região Norte é baseada no extrativismo vegetal e mineral.

É uma das regiões menos industrializadas do país, contudo é a mais rica em termos de biodiversidade natural, por conta da Floresta Amazônica.

Estados e Capitais da Região Norte

Estados Capitais
Acre Rio Branco
Amapá Macapá
Amazônia Manaus
Pará Belém
Rondônia Porto Velho
Roraima Boa Vista
Tocantins Palmas

Economia: atividades econômicas e produtos

Os estados economicamente mais desenvolvidos da região são o Amazonas e o Pará. No entanto, cada estado se destaca na extração e beneficiamento de algum produto.

Veja na ilustração abaixo:

mapa da economia da região norte

Extrativismo Mineral e Vegetal

A principal atividade econômica da região Norte é o extrativismo mineral e vegetal.

O estado do Pará é um importante exportador de minérios como o manganês e o ferro e é o maior produtor de madeira em toras, segundo o IBGE.

A Região Amazônica também é responsável pela produção nacional de castanha do Pará, látex (retirado da seringueira), babaçu, açaí, cupuaçu. Estas são manufaturadas pelas indústrias alimentícia, farmacêutica e até de combustíveis.

Indústria

Para reduzir as desigualdades regionais, o governo militar criou, em 1967, a Zona Franca de Manaus, com o intuito de estimular a industrialização da região.

Em 2017, o Amazonas, respondeu por 3% da indústria do País. A fabricação de máquinas e equipamentos, por exemplo, cresceu 31,6% 2017; a produção de produtos eletrônicos e materiais de informática avançou 23,9%.

Pecuária

Aspecto do rebanho de búfalos
Aspecto do rebanho de búfalos

O gado bovino é criado de forma extensiva na região Norte, especialmente para o abate.

Igualmente, a ilha de Marajó concentra o maior rebanho de búfalos do Brasil. São 600 mil animais que fornecem carne e leite à população local, além de ser a marca registrada da maior ilha marítimo-fluvial do mundo.

Agricultura

A agricultura na região Norte é destinada, sobretudo, à subsistência com plantações de mandioca, feijão e milho.

No entanto, existem pontos de agricultura comercial, onde são cultivados alimentos como a pimenta-do-reino, café, juta, maracujá e coco.

Uma das culturas que avançam sobre a floresta amazônica é a soja e isso tem causado bastante preocupação aos ambientalistas pelos danos causados ao ecossistema local.

Turismo

A região Norte, especialmente os estados do Amazonas e Pará, atraem turistas que desejam conhecer de perto a Floresta Amazônica e o rio.

Igualmente há festas regionais como o Festival de Parintins (AM), o Festival Amazonas de Ópera (AM) e a Festa do Círio de Nazaré (PA) que congregam milhares de pessoas de todo país e do mundo.

Curiosidades

  • No anos 80, a região norte abrigou Serra Pelada, a maior mina de ouro a céu aberto do mundo.
  • No estado do Acre, a extração do látex dos seringais ainda é uma atividade importante e o líder sindicalista Chico Mendes ficou conhecido no mundo todo pela sua luta por melhores condições vida dos seringueiros.

Leia mais:

Juliana Bezerra
Juliana Bezerra
Bacharelada e Licenciada em História, pela PUC-RJ. Especialista em Relações Internacionais, pelo Unilasalle-RJ. Mestre em História da América Latina e União Europeia pela Universidade de Alcalá, Espanha.