Preconceito Social

Daniela Diana

O preconceito social é um tipo de preconceito relacionado com a classe social, ou seja, está baseado no poder aquisitivo e padrão de vida dos indivíduos, sendo classificada basicamente em: ricos e pobres.

No entanto, entre eles, ainda existem diversos grupos sociais, desde os milionários (mais ricos) e os miseráveis (mais pobres). Note que o preconceito social pode ocorrer entre pessoas do mesmo grupo social.

Segundo o filósofo alemão Karl Marx (1818-1883) a sociedade capitalista está dividida em dois grupos principais: a burguesia e o proletariado, donde um deles é o grupo dominante e o outro o dominado, fator que determina a diferença social ou a luta de classes.

O status social é um conceito que está intimamente relacionado com o preconceito social de forma que define a posição social do indivíduo na estrutura da sociedade.

Muitas pessoas que possuem melhores condições financeiras que outras, pensam ser “superiores” por possuírem maior poder aquisitivo e bens. Sabemos, entretanto, que esse pensamento é preconceituoso posto que nenhuma pessoa é superior à outra segundo a quantidade de bens que possui.

Feita essa observação, o preconceito social gera muita violência e tem sido um dos temas mais discutidos na era da globalização, gerado pela intolerância humana e determinada pela diferença de instrução, níveis de renda e de recursos, condições de acesso e de vida, dentre outros.

Saiba mais sobre os temas:

Tipos de Preconceito

O preconceito é um conceito muito amplo que apresenta grande abrangência segundo o foco da discriminação. Para entender melhor, segue abaixo alguns dos mais destacados tipos de preconceitos:

  • Preconceito Racial: gerado pelas diferenças étnicas (racismo)
  • Preconceito Religioso: gerado pela diferença de crenças
  • Preconceito Linguístico: gerado pelas diferenças linguísticas
  • Preconceito Cultural: gerado pelas diferenças culturais (etnocentrismo e xenofobia)
  • Preconceito Sexual: gerado pelas diferenças sexuais (sexismo e homofobia)

Preconceito Social no Brasil

A desigualdade social é um fator importante para o aumento do preconceito social. Embora a desigualdade tenha diminuído nas últimas décadas a partir de diversas políticas de inclusão social, ainda é uma realidade no país.

No Brasil, o aumento do número de favelas (favelização) tem sido um fator determinante do aumento do preconceito social, posto que quando pensamos nas pessoas que vivem em favelas, logo nos vem à mente um lugar perigoso repleto de traficantes, prostitutas, drogados e ladrões.

Entretanto, a maioria das pessoas que moram nas favelas são indivíduos trabalhadores e não escolheram essas condições.

Segundo pesquisa realizada pela Data Popular em parceria com a CUFA (Central Única das Favelas) no ano de 2013, cerca de 60% das pessoas que moram nas favelas no Brasil são pertencentes à classe média. Eles tem acesso à internet, televisões, computadores, geladeira, fogão, micro-ondas, carros e filhos nas universidades.

Veja mais no artigo:

Daniela Diana
Daniela Diana
Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.