Hipotireoidismo


O hipotireoidismo ou hipotiroidismo é a alteração na produção da glândula tireoide, no qual passa a produzir os hormônios de forma insuficiente para o organismo.

É uma das doenças endócrinas mais comuns, interferindo nos processos realizados pelo organismo e deixando o metabolismo lento.

O que é hipotireoidismo?

hipotireoidismo
Produção hormônios da tireoide

O hipotireoidismo é a alteração na produção dos hormônios da tireoide, que é uma glândula localizada na região do pescoço.

No hipotireoidismo os hormônios triiodotironina (T3) e a tiroxina (T4) passam a ser produzidos em um nível inferior do que o organismo necessita, interferindo no funcionamento do metabolismo.

O T3 é produzido em pouca quantidade e atua no ritmo do funcionamento dos órgãos, já o T4 é produzido em maior quantidade, porém é menos potente no organismo e, no decorrer do trajeto percorrido pelo corpo, ele é transformado em T3.

Essa falha na produção do T3 e T4 que causa o hipotireoidismo.

Leia também:

Causas do hipotireoidismo

A causa mais comum é a Tireoidite de Hashimoto, uma doença autoimune que atinge com mais frequência mulheres com mais de 50 anos, no qual a glândula tiroide passa a ser alvo dos anticorpos, agindo como se fosse nociva ao próprio corpo.

Considerada uma doença congênita, o hipotireoidismo pode ocorrer em pessoas que possuem familiares próximos com a doença ou que já tenham sofrido intervenções cirúrgicas para retirada parcial ou total da tireoide.

A baixa produção dos hormônios pela tireoide também pode estar relacionada à deficiência de iodo, aumento do tamanho da tireoide e até mesmo consequência do tratamento para hipertireoidismo, pois com a ingestão dos hormônios que já estão presentes no organismo, a tireoide passa a diminuir a produção natural.

Além dessas causas, outros fatores podem indicar hipotireoidismo:

  • Quem fez radioterapia na região da cabeça ou pescoço;
  • Pessoas com diabetes tipo 1;
  • Pessoas com doença autoimune;
  • Casos de insuficiência cardíaca;
  • Portadores de Síndrome de Down;
  • Portadores de Síndrome de Turner;
  • Produção de leite sem estar amamentando ou fora da gravidez.

Leia também sobre:

Sintomas do hipotireoidismo

hipotireoidismo_sintomas
Sintomas do hipotireoidismo

Os sintomas do hipotireoidismo estão relacionados à alteração no metabolismo e muitas vezes são percebidos somente no decorrer dos anos, sendo os mais comuns:

  • Cansaço;
  • Desânimo;
  • Indisposição;
  • Dores nos músculos e articulações;
  • Diminuição de concentração;
  • Sensação de frio excessivo;
  • Ganho de peso sem causa aparente;
  • Alteração nos batimentos cardíacos;
  • Pele seca, unhas frágeis e quebradiças.

Diagnóstico do hipotireoidismo

O hipotireoidismo pode ser diagnosticado através de exames físicos, laboratoriais e ultrassom.

O exame físico consiste na análise manual realizada pelo médico, que palpa a região do pescoço e analisa se há inchaço e alteração de formato. Diferente do hipertireoidismo, o hipotireoidismo não costuma ter alteração visual.

localização da tirreoide
Como localizar a tireoide

O exame laboratorial é a realização de exames de sangue para detectar as dosagens dos hormônios T3, T4 e TSH. O TSH é o hormônio estimulante da tireoide, que por sua vez é produzido pela glândula hipófise.

Também pode ser realizado um exame de anticorpos para que se tenha conhecimento se a glândula tiroide já possui alterações ou se ainda vai desenvolvê-las.

A realização do ultrassom é feita para identificar possíveis nódulos sentidos durante a palpação.

Tratamento do hipotireoidismo

O tratamento para o hipotireoidismo consiste basicamente na reposição hormonal, que deve ser realizada de acordo com cada paciente.

É recomendada a ingestão de hormônios T4, que são absorvidos pelo corpo e transformados no hormônio T3 naturalmente pelo corpo.

O ajuste da dose de hormônios deve ser feita de forma regular, com acompanhamento médico, que verifica a partir dos níveis de TSH a necessidade de aumentar ou diminuir a ingestão de T4.

Alimentação como parte do tratamento do hipotireoidismo

A alimentação também pode contribuir positivamente para o tratamento do hipotireoidismo, auxiliando na diminuição dos sintomas.

Os alimentos que podem ajudar na conversão dos hormônios de forma ativa são:

  • Vitamina A: cenoura, abóbora, manga, mamão e batata doce.
  • Zinco: feijão e oleaginosas como castanhas, grão de bico e amendoim.
  • Ômega 3: peixes de água salgada, como sardinha e pescada.

Alguns alimentos podem interferir na conversão dos hormônios e sugere-se que sejam evitados por quem possui hipotireoidismo. Esses alimentos são:

  • Soja e derivados
  • Flúor
  • Cloro contido nos adoçantes

Vídeo sobre hipotireoidismo

Assista o vídeo abaixo e conheça mais sobre o hipotireoidismo.

Juliana Diana
Licenciada em Ciências Biológicas pelas Faculdades Integradas de Ourinhos (FIO) em 2007. Pós-graduada em Informática na Educação pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) em 2010. Mestre em Gestão do Conhecimento pela UFSC em 2015.