Terrorismo: definição, atentados e grupos terroristas

Juliana Bezerra

Terrorismo são atos violentos cometidos por pessoas ou grupos a fim de causar medo e danos materiais a um Estado ou uma população.

O termo surgiu durante a Revolução Francesa, a fim de designar as facções mais radicais do processo revolucionário, entre 1793-1794.

Esta definição voltaria após a Segunda Guerra Mundial, para nomear grupos separatistas ou de esquerda que usavam da violência para reivindicar seus direitos de emancipação.

Terrorismo no Mundo

Terrorismo

A definição de ato terrorista depende de cada país, pois não há consenso no Direito Internacional sobre o que é terrorismo.

A Enciclopédia Britânica o estabelece como:

Uso sistemático de violência para criar um clima de medo generalizado numa população e dessa forma atingir um determinado objetivo político. O terrorismo tem sido praticado por organizações políticas tanto de direita quanto de esquerda, por nacionalistas e grupos religiosos, e por instituições do Estado como Forças Armadas e policiais.

Apesar da falta de consenso, alguns elementos parecem ser comuns nos atos terroristas do século XX e XXI.

O primeiro é que ele é realizado por pessoas com baixa tolerância a indivíduos que não estão de acordo com determinada ideologia.

De igual maneira, o terrorismo procura causar atos violentos espetaculares e que chamem muita atenção. Por isso, o alvo escolhido deve causar grande quantidade de vítimas ou ser num lugar que renderá horas de programas e reportagens televisivas.

Os Estados Unidos seguem a Doutrina Bush para definir quais atos recebem a classificação de terroristas.

Atentados Terroristas

O atentado de 11 de setembro de 2001, na cidade de Nova Iorque, contra as Torres Gêmeas e o Pentágono, foi considerado um marco para definição de terrorismo como o entendemos atualmente.

Atentado 11 de setembro
O grupo terrorista Al-Qaeda atacou os Estados Unidos com aviões civis no dia 11 de setembro de 2001

Da mesma forma, podemos citar os ataques:

  • 11 de março de 2004 (Madrid): explosões quase simultâneas ocorreram em algumas estações de trens da capital espanhola. Cerca de 190 pessoas morreram e 2000 ficaram feridas.
  • 01 de setembro de 2004 (Rússia): esse ataque aconteceu na cidade Beslan e ficou conhecido como "Massacre de Beslan". Cerca de 1200 reféns foram mantidos dentro de uma escola durante três dias. Cerca de 330 pessoas morreram, entre adultos e crianças.
  • 07 de julho de 2005 (Londres): explosões aconteceram em diversos pontos da cidade, nas estações de metrô. Cerca de 50 pessoas morreram e 700 ficaram feridas.
  • 29 de março de 2010 (Moscou): 39 mortos e quase 40 feridos foi o saldo das explosões ocorridas em Moscou, na Rússia, por terroristas chechenos.
  • 13 de novembro de 2015 (Paris): em vários pontos da capital francesa, como a casa de shows Bataclan ou perto do Estádio da França, aconteceram explosões e tiroteios a civis. 137 pessoas morreram e mais de 400 ficaram feridas.
  • 17 de agosto de 2017 (Barcelona): uma furgoneta atropelou vários pedestres na cidade de Barcelona. Igualmente, nas cidades de Alcanar e Cambrils se produziram explosões. Este atentado deixou 16 mortos e mais de uma centena de feridos.
  • 21 de abril de 2019 (Sri Lanka): no domingo de Páscoa foram contabilizadas várias explosões provocadas por ataques suicidas a cristãos em particular e turistas no geral. Foi um dos ataques mais sangrentos da história com 258 mortos e cerca de 500 feridos.

Grupos terroristas atuais

Os principais grupos terroristas no mundo são:

1. Al-Qaeda

O Al-Qaeda surgiu no Oriente Médio e trata-se de um grupo de fundamentalistas islâmicos que comandam parte dos atentados terroristas pelo mundo. Osama Bin Laden foi um dos líderes.

2. Estado Islâmico

O Estado Islâmico surge com a intenção de formar uma nação islâmica independente e atua principalmente na Guerra da Síria, além de ser responsável por vários atentados terroristas no mundo.

3. Boko Haram

Boko Haram que significa “a educação não islâmica é pecado” é um grupo terrorista que atua, principalmente, na Nigéria. Seu objetivo e criar uma república islâmica neste país utilizando meios como sequestros e ataques mortíferos aos inimigos.

Antigos grupos terroristas

Há grupos que cessaram sua atividades no século XXI, mas causaram pânico no passado recente da humanidade.

1. ETA (Pátria Basca e Liberdade)

O ETA é um grupo separatista basco, que tem sua origem no País Basco espanhol. Esse grupo terrorista lutava através da violência pela independência territorial da França e da Espanha.

2. IRA (Exército Republicano Irlandês)

Grupo paramilitar católico que desde os anos 60, começou a atuar pela saída das forças britânicas do território da Irlanda, ou seja, a separação da Irlanda e do Reino Unido. Encerrou suas atividades em 2005.

Tipos de Terrorismo

Apesar de serem caracterizados por ações violentas é possível diferenciar alguns tipos de terrorismo.

Terrorismo Indiscriminado

O próprio nome já indica que não existe um alvo específico. A principal característica é atentar contra a vida da população civil de forma indiscriminada.

Um dos meios é depositar bombas em latas de lixo, cafés, cinemas, metrôs e outros locais públicos, com o intuito de chamar atenção do governo e propagar o temor na população.

Esse tipo de terrorismo pode ser praticado tanto em tempo de paz como em guerra. Durante a Guerra da Argélia, os argelinos costumavam usar esse método contra os franceses.

Terrorismo Seletivo

Nesse caso, há um alvo específico e suas ações são principalmente pautadas na chantagem, tortura, terror psicológico, dentre outros.

Um notório exemplo desse tipo de terrorismo é o grupo estadunidense protestante e racista Ku Klux Klan (KKK), fundado em 1865.

Seus alvos eram principalmente a população negra dos Estados Unidos e, em menor medida, judeus e brancos que lutavam pelos direitos civis destas minorias.

Terrorismo de Estado

terrorismo de estado
Aspecto da repressão militar durante a ditadura na Argentina

As ditaduras, com o pretexto de impor a ordem, praticam violações aos Direitos Humanos contra grupos políticos que não se enquadram nas leis do Estado de exceção.

Dessa forma, suspendem garantias constitucionais e encobrem as violências praticas pelas forças policiais.

Como exemplo, temos o terrorismo de Estado na época da Alemanha Nazista ou as ações do Estado inglês contra manifestações realizadas pelos irlandeses, como o Domingo Sangrento.

Terrorismo Comunal

Chamado também de Terrorismo Comunitário é caracterizado por manifestações e atentados que visam controlar e debilitar a capacidade produtiva da comunidade.

Assim são atingidos alvos como cisternas, pastos, gado, o direito de ir e vir e tudo que serve de sustento econômico para uma população.

Um exemplo claro são as regiões que são controladas por narcotraficantes, os quais passam a ditar as regras de convivência daquela população.

Terrorismo no Brasil

Devido a eventos internacionais, como a Copa do Mundo (2014) e as Olimpíadas (2016), o Brasil tornou-se um alvo potencial para o terrorismo.

A Polícia Federal tem monitorado certos grupos islâmicos e indivíduos que escrevem mensagens exaltando atos ou grupos terroristas.

Em outubro de 2018, havia dados que três brasileiros haviam se unido ao Estado Islâmico, na Síria.

Continue a se informar com estes textos:

Juliana Bezerra
Juliana Bezerra
Bacharelada e Licenciada em História, pela PUC-RJ. Especialista em Relações Internacionais, pelo Unilasalle-RJ. Mestre em História da América Latina e União Europeia pela Universidade de Alcalá, Espanha.